Rinofaringite em crianças: tudo sobre a doença

25 de agosto de 2019
A rinofaringite em crianças é altamente contagiosa, mas geralmente não tem maiores consequências. O tratamento indicado consiste em controlar os sintomas, especialmente a febre, que pode se tornar perigosa quando ultrapassa certos limites.

A rinofaringite em crianças é uma doença muito comum. É o principal motivo de consulta médica nos menores entre 6 meses e 8 anos de idade. Em média, nessas idades consulta-se o médico até seis vezes por ano.

Pode-se dizer que esta doença afeta todas as crianças. A rinofaringite é a inflamação da mucosa da rinofaringe e pode ter múltiplas causas, desde um resfriado até uma gripe, é inevitável durante a primeira infância. Na maioria das vezes é uma afecção que se cura sozinha, ainda que, às vezes, possa se complicar.

Por tudo isso, a rinofaringite em crianças é a principal causa de ausências escolares, durante a infância. De fato, é muito comum entre os pequenos que vão à creche ou à escola, dado que se transmite por contágio direto.

O que é a rinofaringite em crianças?

A rinofaringite provoca debilidade

A rinofaringite é uma inflamção que acontece nas vias respiratóriasAlém disso, afeta a faringe e as cavidades nasais. Quase sempre é uma doença leve, ainda que seja altamente contagiosa, já que principalmente é de origem viral.

Apresenta-se com mais frequência em crianças, já que elas têm um sistema imune imaturo e, por isso, não é muito eficaz na defesa contra bactérias e vírus.

Sua principal característica é a inflamação da mucosa que recobre o nariz e a faringe, por dentro. A faringe está localizada por trás das fossas nasais e da boca; além disso, prolonga-se até a primeira área do aparelho respiratório, justo antes da laringe.

Causas da doença

A rinofaringite tem várias causas, contudo, as mais frequentes são:

  • Infecciosas.
  • Alérgicas.

A rinofaringite infecciosa compreende quase a totalidade dos casos. O responsável é, quase sempre, um rinovírus. No entanto, existem muitos outros vírus com a capacidade de infetar a mucosa da rinofaringe, como o adenovírus, coronavírus e parainfluenza, entre mais de 200.

Às vezes, a doença também pode ser provocada por algumas bactérias. Em geral, a Haemophilus influenzae Streptococcus pyogenes. Nesse caso, os sintomas se concentram na garganta e então se fala de faringite ou faringoamigdalite.

A rinofaringite alérgica se produz pela exposição a um agente alérgenoque geralmente é um pó, pólen ou ácaros. Cada paciente pode ser alérgico a diferentes elementos, por isso não se deve generalizar. É frequente que este tipo de rinofaringite se exacerbe durante a primavera, pela proliferação do pólen.

Sintomas da rinofaringite

Vírus da gripe

O mais comum é que a doença se desenvolva quando a criança toque os olhos, o nariz ou a boca com as mãos, que tenham sido infectados previamente. Os primeiros sintomas aparecem rapidamente. Estes incluem:

  • Coriza.
  • Mal-estar geral.
  • Dor de cabeça.
  • Febre.
  • Espirros.
  • Irritação nasofaríngea.
  • Tosse.
  • Dificuldade para respirar.

Normalmente, as crianças se mostram apáticas e irritadas. A rinofaringite em crianças é uma doença “autolimitada”. Ou seja, no geral, cura-se sozinha. No entanto, é importante manter os sintomas sob controle, especialmente a febre.

Em algumas ocasiões, a doença termina comprometendo o ouvido, os brônquios, os seios paranasais, as amígdalas e/ou faringe. Nesses casos é melhor procurar um médico. Também procure assistência se a febre for muito alta ou a criança apresenta notável dificuldade para respirar.

Tratamento da rinofaringite em crianças

O tratamento básico da doença consiste em amenizar os sintomas. Em geral, usam-se medicamentos de venda livre com efeitos anti-histamínicos, antipiréticos, anti-inflamatórios e analgésicos. Estes servem para controlar a inflamação, a dor e os picos de febre.

Um dos sintomas mais incômodos para as crianças é a congestão nasal. Esta pode ser aliviada fazendo lavagens de nariz com soro fisiológico, ou assoando constantemente o nariz da criança. Se o caso for muito severo, o indicado é usar descongestionante nasal em spray, sempre que for indicado pelo médico.

Quando o agente causador da doença for uma bactéria, os médicos costumam recorrer aos antibióticos. Nunca devem ser tomados por conta própria, mas sim devem contar com a supervisão de um profissional.

Nos casos de rinofaringite alérgica, a primeira medida a ser tomada é a identificação do agente alérgeno. Assim que tiver feito isso, o correto é evitar a exposição ao agente. Às vezes, o médico receita medicamentos para evitar que a rinofaringite se desencadeie.

  • Tamayo Reus, C. M., & Ortiz, E. A. B. (2015). Nuevo enfoque sobre la clasificación de las infecciones respiratorias agudas en niños. MediSan, 19(05), 684-694.
  • Clínica Versalles. (2015). RINOFARINGITIS AGUDA. Guía de Manejo Médico.
  • Zaragoza, B., & Arellanes, B. (2014). Factores relacionados con Rinofaringitis en menores de 5 años de la consulta externa RESUMEN FACTORES RELACIONADOS CON RINOFARINGITIS EN MENORES DE 5 AÑOS, DE LA CONSULTA EXTERNA. IMSS: Universidad Veracruzana.