4 remédios naturais para a paroníquia

20 Junho, 2020
As paroníquias são pequenas inflamações que se formam na pele ao redor das unhas. Embora não sejam sérias, podem ser bastante dolorosas. Conheça 4 remédios para acelerar o seu alívio.

Quando as unhas ficam embutidas na pele ou desenvolvem infecções, é comum o surgimento da paroníquia. Trata-se de um problema estético caracterizado pela inflamação da pele ao redor das unhas, nas mãos e nos pés. Hoje, compartilharemos alguns remédios naturais para tratar a paroníquia.

Embora o tratamento para essa condição envolva o corte adequado das unhas e o uso dos sapatos certos, existem algumas soluções naturais que aceleram o seu alívio. Sua aplicação regular favorece a recuperação da pele afetada e reduz o risco de infecções. Saiba mais a seguir!

4 remédios naturais para a paroníquia

A maioria das paroníquias desaparece por conta própria, sem tratamento. Felizmente, elas raramente apresentam complicações como dor intensa ou pus. Costumam provocar sensibilidade ao toque, inflamação e vermelhidão. Esses desconfortos podem ser aliviados com tratamentos simples e caseiros. O que você acha de experimentá-los?

1. Sal marinho e limão

Sal marinho
A combinação desses dois ingredientes permite criar um remédio antisséptico e calmante, com a capacidade de remover a pele morta gerada pela paroníquia.

A combinação de sal marinho e limão é um dos melhores remédios naturais para a paroníquia por várias razões. Primeiro de tudo, ambos os ingredientes são antimicrobianos e antifúngicos, o que ajuda a prevenir infecções na pele e nas unhas. Por outro lado, eles servem como esfoliantes, facilitando a remoção da pele morta.

Ingredientes

  • 2 limões
  • 1 colher de sopa de sal marinho (15 g)

Modo de preparar

Modo de usar

  • Aplique o remédio na unha e deixe agir por 20 minutos.
  • Tenha em mente que o limão pode causar um pouco de queimação. No entanto, ela desaparece após alguns minutos.
  • Aplique o remédio todos os dias até que a paroníquia desapareça.

Talvez você possa se interessar: Como usar alho amassado para aliviar uma unha encravada

2. Vick VapoRub®

A popular pomada mentolada pode ser útil para reduzir a paroníquia graças ao seu efeito hidratante e antisséptico. Sua aplicação tópica na área afetada acalma a queimação e ajuda a suavizar a pele. Ele pode ser um aliado contra as unhas encravadas.

Modo de usar

  • Para começar, limpe a superfície da unha com água morna e sabão.
  • Seque bem e cubra a área com um pouco de Vick VapoRub®.
  • Deixe agir sem enxaguar e repita o uso todas as noites antes de dormir.

3. Aloe vera e óleo de árvore do chá

Aloe vera
Suas propriedades hidratantes permitem que a paroníquia seja facilmente eliminada após o uso regular.

Este curioso remédio para a paroníquia combina as propriedades hidratantes e antimicrobianas do gel de aloe vera com a poderosa ação antisséptica do óleo essencial de árvore do chá. Devido a isso, seu uso regular promove o alívio da inflamação e reduz o risco de infecção.

Ingredientes

Modo de preparar

  • Primeiro, extraia duas colheres de sopa do gel de aloe vera.
  • Em seguida, misture-os em uma tigela com o óleo essencial de árvore do chá.

Modo de usar

  • Aplique o remédio na paroníquia 2 vezes ao dia.

Não deixe de ler: Unhas semipermanentes, a nova tendência

4. Óleo essencial de orégano

Outro remédio para a paroníquia que ajuda a prevenir infecções é o óleo essencial de orégano. Devido à sua atividade antibacteriana e antisséptica, protege a área afetada contra o crescimento de bactérias patogênicasAlém disso, seu efeito analgésico ajuda a aliviar a dor.

Ingredientes

  • 5 gotas de óleo essencial de orégano
  • 1 colher de sopa de azeite (15 ml)

Modo de preparar

  • Primeiro, combine o óleo essencial de orégano com uma colher de sopa de azeite. Você deve evitar usá-lo sem diluir, pois pode ser um pouco agressivo para a pele.
  • Se você não tiver um óleo transportador, misture-o em água morna.

Modo de usar

  • Limpe a área afetada e aplique o remédio com uma massagem suave.
  • Deixe agir sem enxaguar e repita o uso 2 vezes ao dia.
  • Faça o tratamento até a paroníquia desaparecer.

Dicas complementares de remédios para a paroníquia

Remédios naturais para a paroníquia
Preste atenção no calçado que você usa diariamente em caso de paroníquia nos pés, bem como na higiene diária das unhas.
  • Hidrate as cutículas diariamente e corte as unhas regularmente.
  • Use sapatos e meias feitos de materiais que não aumentem a transpiração. Às vezes, a paroníquia e certas infecções são o resultado de um crescimento bacteriano, causado pela retenção de umidade nos pés.
  • Limpe constantemente as unhas.
  • Observe diariamente a higiene das unhas das mãos e dos pés, para identificar sinais de alerta. Se você detectar a paroníquia precocemente, evitará dor e inchaço.
  • Consulte um médico em caso de pus, sangramento ou outros sinais mais sérios de infecções.

Você já experimentou esses remédios naturais para a paroníquia? Não hesite em usá-los na próxima vez em que detectar esse sintoma nas suas unhas.

  • Relhan V, Goel K, Bansal S, Garg VK. Management of chronic paronychia. Indian J Dermatol. 2014;59(1):15–20. doi:10.4103/0019-5154.123482
  • Proksch, E., Nissen, H. P., Bremgartner, M., & Urquhart, C. (2005). Bathing in a magnesium-rich Dead Sea salt solution improves skin barrier function, enhances skin hydration, and reduces inflammation in atopic dry skin. International Journal of Dermatology. https://doi.org/10.1111/j.1365-4632.2005.02079.x
  • Vicks VapoRub might help fight toenail fungus. (2006). Consumer Reports.
  • Udgire MS, & Pathade GR. (2014). Antibacerial Activity of Aloe vera Against Skin Pathogens. American Journal of Ethnomedicine.
  • Orchard A, van Vuuren S. Commercial Essential Oils as Potential Antimicrobials to Treat Skin Diseases. Evid Based Complement Alternat Med. 2017;2017:4517971. doi:10.1155/2017/4517971
  • Leyva-López N, Gutiérrez-Grijalva EP, Vazquez-Olivo G, Heredia JB. Essential Oils of Oregano: Biological Activity beyond Their Antimicrobial Properties. Molecules. 2017;22(6):989. Published 2017 Jun 14. doi:10.3390/molecules22060989