Recém-nascida dada como morta chora e “volta à vida” durante o próprio enterro

Essa família ganhou uma nova chance ao descobrir que a filha recém-nascida dada como morta na verdade estava viva.
Recém-nascida dada como morta chora e “volta à vida” durante o próprio enterro

Última atualização: 17 junho, 2022

O momento do nascimento de uma criança é cercado de mistério e esperança. Essa é uma ocasião muito especial na vida dos pais, pois marca a chegada de um novo ser, que trará consigo uma experiência bastante intensa, com muitas emoções. Infelizmente, nem sempre esse momento é de felicidade, pois às vezes acontecem complicações e o bebê não sobrevive. No artigo de hoje, contaremos uma história surpreendente: uma recém-nascida dada como morta chora e “volta à vida” durante o próprio enterro, surpreendendo os pais e a população local.

Em um dia comum, um caso intrigante aconteceu na Índia: de acordo com o Jornal The Sun, uma menininha nasceu na cidade de Banihal, localizada próximo à fronteira com o Paquistão e a China. Infelizmente, a equipe do Sub District Hospital (SDH) teve que dar aos pais a triste notícia de que a criança havia falecido. Mas esse foi apenas o começo de uma história com várias situações inesperadas.

Apenas duas horas após ter sido declarada morta, aconteceu o sepultamento da bebê em uma aldeia vizinha. A família ainda precisou lidar com a oposição da população local, que pediu à família para enterrar a menina em outro lugar, já que o cemitério da aldeia de Hollan era restrito aos ancestrais dos aldeões.

Por tudo isso, a família se viu obrigada a desenterrar a criança apenas uma hora depois, para atender ao pedido da população local. Foi então que uma grande surpresa aconteceu: durante o processo de remoção do corpo, foi ouvido um choro vindo de dentro do caixão, e todos ficaram boquiabertos ao constatar que a menina estava viva.

A repercussão do caso: a recém-nascida tinha sido enterrada viva por negligência médica

A criança foi então levada às pressas para o hospital para que os médicos a examinassem e garantissem que estava tudo bem com ela.

De acordo com um artigo publicado no jornal Daily Star, um manifestante disse que os médicos e funcionários do Sub District Hospital foram extremamente negligentes e sem profissionalismo, e ainda afirmou que estava revoltado com a situação.

Ocorreram alguns protestos na frente do hospital, nos quais a família da recém-nascida e outras pessoas se manifestaram conta o governo. A reação da população foi tamanha que o hospital precisou fazer um pronunciamento sobre o assunto.

Com isso, de acordo com o jornal The Sun, dois membros da equipe médica do hospital foram afastados enquanto as autoridades investigam o caso.

Através de uma nota, o médico oficial Dr. Rabia Khan afirmou que foi feita uma varredura na ala de ginecologia, uma enfermeira foi afastada e foi aberta uma investigação para entender o que aconteceu. O médico informou que mais detalhes serão anunciados depois da conclusão do inquérito médico e policial.

De acordo com o NDTV, a recém-nascida é filha de Basharat Ahmad Gujjar e Shameema Begum, ambos moradores da vila de Bankoot, localizada a 3 km da cidade de Banihal, no distrito de Ramban. A criança tinha nascido de parto normal.

Apesar do imenso sofrimento experimentado pelos pais e familiares da criança, eles afirmam que estão muito felizes por terem a menina de volta e poderem participar de seu crescimento.

Pode interessar a você...
Facilitar o parto: 6 técnicas que podem ajudar
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Facilitar o parto: 6 técnicas que podem ajudar

O nascimento do bebê ocorre naturalmente cerca da 40º semana. No entanto, é possível facilitar o parto seguindo as técnicas que propomos.