Saiba quais são os perigos de usar unhas postiças

· 23 de setembro de 2016
Longe de ser uma solução, o uso de unhas postiças traz muitos mais perigos do que benefícios. Por isso, é fundamental se informar bem antes de usá-las.

É verdade que as unhas postiças ficam muito bonitas, são perfeitas para uma ocasião especial e transformam nossas mãos. No entanto, também podem causar muitos problemas ou doenças que é melhor evitar. 

As unhas postiças que muitas mulheres usam talvez sejam sinônimo de pagar um preço alto pela saúde. Neste artigo, contaremos quais são os possíveis riscos de usar unhas postiças. Leia antes de decidir se irá utilizá-las ou não.

Por que as unhas postiças são tão populares?

Unhas postiças pintadas

É cada vez mais frequente ver mulheres de todas as idades usarem unhas artificiais ou extensões. Por serem fabricadas de plástico ou algum material similar, dão uma sensação de “perfeição”, como é visto nas revistas de moda e nas celebridades da TV.

É fácil compreender quais são as razões pelas quais o sexo feminino prefere utilizar estas unhas às próprias. As unhas postiças escondem as imperfeiçoes e permitem ter uma aparência ideal. 

Também escolhem as unhas postiças para poderem pintá-las ou adicionar desenhos de todo tipo, que às vezes não é possível nas unhas naturais, por estarem muito curtas ou de forma irregular.

Se as unhas costumam quebrar, se costumamos roê-las ou se trabalhamos em um lugar onde a apresentação é muito importante, é comum pensar em usar unhas postiças. O mesmo acontece para um casamento, uma festa ou um evento especial de nossa vida.

Leia também: 7 soluções naturais para fortalecer unhas frágeis

Cuidado com as unhas artificiais

Cuidado com as unhas postiças

Podemos pensar que se trata de algo inofensivo, mas tanto sua colocação como seu uso podem provocar diferentes problemas. Comecemos pelo que acontece quando vamos ao salão de beleza ou centro de estética para colocar as unhas postiças:

Agentes químicos

Os componentes químicos utilizados (resinas ou formaldeídos, entre outros) podem provocar inflamação, separação da unha verdadeira da pele, ardência, dor e alergias.

Inclusive, há casos de mulheres que perderam completamente suas unhas naturais e destruíram a matriz. Se isso acontece, a unha não volta a crescer.

Gases

Se o estabelecimento onde as unhas são colocadas não estiver bem ventilado, você pode inalar gases tóxicos ou irritantes. Por outro lado, alguns salões não profissionais utilizam uma substância chamada metacrilato de metila para colar as unhas. Este composto causa danos graves aos pulmões, por inalação, e aos dedos, pelo contato direto.

Calor

Um erro muito comum é colocar as mãos na frente de um secador de cabelo para secar as unhas mais rápido. O problema reside no fato de que na colocação das unhas são empregadas substâncias que podem ser inflamáveis ao contato com o calor.

Orientações em relação às unhas postiçasLimpeza

Muitas vezes, os centros de estética não esterilizam nem limpam os instrumentos e materiais empregados ao terminarem de aplicar as unhas. Ou seja, a cliente seguinte pode se contaminar com qualquer doença, por exemplo, fungos, que a cliente anterior tinha. É recomendável levar sua própria lixa de unhas, já que este elemento não pode ser esterilizado.

Higiene

Preste atenção às esteticistas que não utilizam luvas de látex ou de plástico. Se tivermos algum corte ou ferida nas mãos será o lugar “ideal” para que todo tipo de doença se transmita pelo contato.

Por outro lado, você não deve permitir que as cutículas sejam retiradas ou empurradas para trás. Não se esqueça de que elas são uma barreira natural para evitar a passagem de infecções e microrganismos danosos.

Além disso, antes de começar a aplicação é necessário que seus dedos estejam limpos e, principalmente, bem secos. Deste modo, não haverá rastro de umidade nas unhas e se evitará a proliferação de fungos uma vez colocada a unha postiça.

Mais problemas causados pelas unhas postiças

As consequências da aplicação das unhas artificias não terminam quando saímos do salão de beleza, mesmo que se trate de um estabelecimento com boa reputação e profissionais qualificados. Entre os efeitos adversos mais comuns, encontramos os seguintes:

Batidas

Como as unhas postiças são totalmente rígidas, podemos sofrer de onicólise com qualquer batida, por mais leve que seja. Isso quer dizer que a unha de plástico se desprenderá e, ao mesmo tempo, arrancará a nossa. Sem dúvida, é algo muito doloroso e a unha demora muito tempo para voltar a crescer.

Infecções

Problemas causados pelas unhas postiças

O risco de infecção é muito maior do que com as unhas naturais. Se fica algum espaço entre estas e as artificiais, pode ocorrer o acúmulo de bactérias e todo tipo de microrganismos que provocam doenças.

No caso de machucarmos um dedo e a unha postiça for danificada, será mais propensa a acumular sujeira, vírus ou bactérias. Quando isso acontece, é necessário retirar o produto e voltar a colocar um novo o mais rápido possível.

Alergias

As reações alérgicas podem aparecer a qualquer hora quando colocamos essas unhas. Tudo isso devido aos ingredientes plásticos e tóxicos que levam em sua composição. Como consequência, podemos ficar com os dedos avermelhados, inchados e com muita coceira.

Visite este artigo: Dicas para não roer as unhas

Para concluir, colocar unhas postiças é uma decisão que não deve ser tomada rapidamente. Se, apesar de tudo, você ainda quiser usá-las, procure colocá-las em centros especializados com profissionais qualificados e um ambiente bem ventilado. Além disso, leve sua própria lixa e analise qualquer mudança, incômodo ou sintoma em suas unhas e dedos.

Se for necessário, retire a unha que está provocando o problema até que a dor passe. Finalmente, sempre que possível, deixe que suas unhas “descansem” de vez em quando tirando as unhas postiças por um tempo.