Como preparar óleo de orégano caseiro e quais são os seus benefícios?

27 Outubro, 2020
Embora seu uso quase sempre se limite à culinária, o óleo de orégano pode trazer alguns benefícios à saúde graças às propriedades dos seus componentes. Descubra como prepará-lo a seguir.

Embora pareça estranho e você provavelmente não o tenha em seus possíveis remédios naturais, a verdade é que o óleo de orégano caseiro tem benefícios que vão desde ajudar a combater as bactérias até reduzir a inflamação. Você não sabia disso? Descubra mais fatos interessantes sobre as propriedades desta especiaria e como prepará-la a seguir.

O orégano é muito popular na culinária, pois confere um sabor agradável às receitas. Normalmente é usado diretamente nos alimentos, mas também pode ser usado em forma de óleo para maximizar seu potencial no tratamento de alguns problemas de saúde.

Benefícios do óleo de orégano

É muito comum encontrar orégano na maioria das cozinhas por este ser um dos principais ingredientes no preparo dos alimentos. O que muitos não sabem é que, além de proporcionar sabor, esse tempero tem características que podem ser benéficas para a saúde  Descubra-as!

Tem potencial antioxidante

Segundo um estudo publicado na Oxidative Medicine and Cellular Longevity, o extrato etanólico do orégano possui atividade antioxidante. Portanto, essa especiaria poderia ter o potencial de retardar ou prevenir a oxidação causada pelos radicais livres, responsáveis ​​pelo envelhecimento celular.

Orégano triturado
O orégano, além do uso culinário, pode ser usado como coadjuvante em tratamentos naturais.

Ajuda a combater as bactérias

O orégano também pode ser considerado uma alternativa natural para combater certas bactérias. Conforme mencionado em uma publicação no International Journal of Odontostomatology, graças à atividade antibacteriana dos seus componentes carvacrol e timol, essa planta poderia atuar sobre bactérias como a Staphylococcus aureus e a Bacillus cereus.

Vale esclarecer que o orégano deve ser considerado como um coadjuvante dos antibióticos farmacológicos, e não como um tratamento único para as infecções. Não há evidências de que a sua aplicação, por si só, seja capaz de matar as bactérias.

Pode ajudar contra as infecções virais

Além dos seus efeitos antibacterianos, de acordo com uma pesquisa publicada no Journal of Applied Microbiology, o carvacrol contido no orégano poderia proteger o corpo contra algumas doenças virais como o norovírus, infecção que causa diarreia, náusea e dor de estômago.

Como prepará-lo em casa?

Agora que você conhece seus principais benefícios, é hora de começar a trabalhar. O processo de preparação deste óleo de orégano caseiro é muito simples. Além disso, é um produto que vale a pena ter à mão para usar sempre que necessário. Confira!

Ingredientes

  • 1/2 xícara de folhas de orégano (50 g).
  • 1/2 xícara de azeite, óleo de semente de uva ou de amêndoas (200 ml).
  • Recipiente de vidro com tampa.

Preparação

  • Para começar, lave as folhas de orégano e deixe-as secar.
  • A seguir, triture as folhas com o auxílio de um pilão ou algum utensílio que sirva para esse fim. Isso é feito para que a planta libere todas as suas propriedades.
  • Coloque no recipiente de vidro.
  • Despeje o óleo de sua escolha e cubra completamente as folhas de orégano. Deixe descansar por alguns minutos.
  • Em seguida, leve uma panela com água para ferver. Assim que ferver, desligue o fogo e coloque a jarra com a mistura.
  • Deixe a jarra em banho-maria por cerca de 10 minutos para que o óleo e o orégano sejam incorporados.
  • Retire o recipiente da água, cubra-o e deixe armazenado por 2 semanas em um local fresco e seco.
  • Após este tempo, coe o preparo e você terá o seu óleo de orégano caseiro pronto para o uso que preferir dar a ele.
  • Não se esqueça de que, além do uso medicinal, essa mistura funciona muito bem para dar um toque de sabor aos alimentos.

Como usar o óleo de orégano?

Se mesmo depois de todas essas informações seu uso ainda lhe parece estranho, saiba que este óleo pode ser consumido ou aplicado diretamente na área que você deseja tratar. Por exemplo, para infecções bacterianas, você deve diluir 3 gotas da mistura em um copo de água e consumi-lo.

Para dores musculares, reumatismo e entorses, você pode colocar um pouco de óleo nas mãos e massagear a parte do corpo que apresenta o desconforto. Se desejar, inclua um óleo essencial que também proporcione benefícios para essas condições.

Além disso, dizem que inalar o vapor pode funcionar para reduzir os sintomas da gripe. Quando sentir o desconforto típico de uma gripe ou resfriado comum, tome de 3 a 6 gotas do óleo antes das refeições. Você pode consumir esta dose 3 vezes ao dia.

Óleo essencial de orégano
Existem vários usos para o óleo de orégano, tanto para consumo oral quanto tópico.

Algumas recomendações sobre o óleo de orégano

Antes de usar o óleo de orégano, é importante se certificar de que seu consumo não seja prejudicial à saúde. Embora seja considerado seguro na maioria dos casos e nas doses certas, existem certos riscos para mulheres grávidas, lactantes ou pessoas com alergia a este tempero.

Além disso, seu consumo excessivo pode causar palpitações, alterações nervosas, depressão, entorpecimento e sonolência. Lembre-se de que não existem remédios milagrosos e é sempre melhor consultar o seu médico se suspeitar de um problema grave.

  • Schovelin-H, Alexandra, & Muñoz-C, Marlene. (2018). Efecto Antibacteriano de la Infusión de Orégano ( Origanum vulgare ) sobre el Crecimiento in Vitro de Streptococcus mutans , 2015. International journal of odontostomatology12(4), 337-342. https://dx.doi.org/10.4067/S0718-381X2018000400337
  • Gilling DH, Kitajima M, Torrey JR, Bright KR. Antiviral efficacy and mechanisms of action of oregano essential oil and its primary component carvacrol against murine norovirus. J Appl Microbiol. 2014;116(5):1149-1163. doi:10.1111/jam.12453
  • Coccimiglio, J., Alipour, M., Jiang, Z. H., Gottardo, C., & Suntres, Z. (2016). Antioxidant, Antibacterial, and Cytotoxic Activities of the Ethanolic Origanum vulgare Extract and Its Major Constituents. Oxidative medicine and cellular longevity2016, 1404505. https://doi.org/10.1155/2016/1404505
  • Jiménez, María Cristina Rogles. Actualidad de los medicamentos a base de plantas para el tratamiento del dolor y la inflamación. Diss. UNIVERSIDAD COMPLUTENSE, 2017.
  • Dufort, Julianne. Aceites esenciales: Una guía práctica para conocer las propiedades de los aceites esenciales y sus aplicaciones. Robinbook, 2017.
  • Pérez, Rocío Mera Gallego. “Prevención de catarros y resfriados.” (2017).
  • Llivichushca, Caivinagua, and Diana Alexandra. Factores de riesgo asociados a la atención de parto atendido por comadronas en domicilio en la parroquia Sígsig de la provincia del Azuay periodo septiembre 2017-febrero 2018. BS thesis. Universidad Católica de Cuenca, 2018.
  • Vásquez Espeleta, Jorge Iván. “Actividad antibacteriana in vitro del extracto acuoso de Origanum vulgare L.(Orégano) sobre los Streptococcus mutans, distrito de Chimbote, provincia del Santa, departamento Áncash, 2018.” (2019).