Pais pedem demissão de professora porque ‘seu corpo distrai os alunos’

Pais pedem afastamento da professora porque as suas curvas "distraem as crianças".
Pais pedem demissão de professora porque ‘seu corpo distrai os alunos’

Última atualização: 27 junho, 2022

A discussão sobre preconceito e discriminação é um assunto atual e presente no dia a dia das pessoas. Mesmo assim, sempre ouvimos histórias de pessoas sofrendo com algum tipo de preconceito, seja racial, social, religioso, estético ou de gênero. Nos Estados Unidos, um caso viralizou após o perfil da professora no Instagram ficar repleto de comentários dos pais, que destacaram suas curvas.

A intolerância e o preconceito estético estão relacionados com a discriminação de pessoas que a princípio não se encaixam em um padrão de beleza preestabelecido pela própria sociedade.

Na pequena cidade de Pennsauken Township, no estado de Nova Jersey, uma professora está sendo alvo de uma ofensiva feita pelos pais de alguns alunos, que pedem a sua saída do cargo.

professora

 

Segundo relatos da própria professora, os pais teriam enviado uma carta à escola pedindo o seu afastamento, alegando que as curvas acentuadas de seu corpo “distraem seus filhos”.

Embora não haja reclamações sobre sua forma de ministrar a aula que lhe foi designada, os pais dos alunos querem afastá-la do trabalho.

A importância de se sentir confortável com a própria aparência

Em sua conta no Instagram, a professora de artes, que se identifica nas redes apenas como “Toyboxdollz”, publica frequentemente sobre a educação das crianças, mas também sobre a importância de ter uma imagem corporal positiva e receptiva.

Nos vídeos que publica no YouTube, ela, que é mãe de uma menina, diz que as meninas precisam se sentir confortáveis com a própria aparência.

Os seus seguidores nas redes sociais garantem que as denúncias contra ela por causa de seu corpo são discriminatórias e que pretendem deixá-la desempregada apenas por causa de suas curvas pronunciadas.

A história dividiu opiniões. Este não é o primeiro caso do tipo que rouba a atenção dos usuários nas redes sociais. Enquanto alguns dizem que ela deveria se vestir com mais recato para esconder o corpo, outros descrevem as queixas como inveja.

Até agora, apesar da pressão dos pais, a professora continua dando suas aulas. As leis trabalhistas do estado de Nova Jersey, onde ela trabalha, afirma que é ilegal demiti-la por causa de sua aparência física. Por conta disso, a escola nem mesmo havia considerado atender o pedido dos pais.

Com a repercussão do caso, a popularidade dela nas redes vem crescendo recentemente, somando 200 mil novos seguidores apenas nos últimos dois meses.

Pode interessar a você...
Professora salva a vida de aluno que estava se engasgando em sala de aula
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Professora salva a vida de aluno que estava se engasgando em sala de aula

Clique e veja a rápida reação de uma professora americana ao ver seu aluno engasgando em sala de aula. Entenda o caso.