Os tipos de pessoas difíceis de lidar

· 20 de fevereiro de 2018
Em muitas ocasiões é importante tentar colocar-se no lugar das pessoas difíceis, uma vez que é possível que seu problema seja devido a um conflito passado, que não conseguiu resolver

Em algum momento de nossas vidas tivemos que lidar com certas pessoas que nos deixaram atordoados, frustrados e irritados.

Como devemos agir nessa situação? Como primeiro passo, é preciso reconhecer os tipos de pessoas difíceis de lidar. Neste artigo, contamos quais são os tipos mais frequentes.

Tipos de pessoas difíceis de lidar que devemos evitar

É verdade que, às vezes, não podemos fugir ou evitar certos tipos de pessoas, porque elas trabalham conosco, ou são nossos vizinhos…  Elas são, até mesmo, parte da nossa família.

No entanto, podemos identificá-las e reduzir o contato com elas. Quais são as personalidades mais difíceis de lidar?

Leia também: 7 personalidades tóxicas das quais você deve se afastar para ser feliz

1. Companheiro hostil

Equipe de trabalho se dando bem

Não podemos nos dar bem com todos no local de trabalho. Isso é mais do que claro.

No entanto, existem certas pessoas que tornam a nossa existência, no escritório ou no local de trabalho, mais difícil. Elas são agressivas, hostis, sensíveis a críticas, e companheiras de mau humor.

Elas podem reagir violentamente se ouvirem algo que eles não gostam, porque as emoções nublam o seu entendimento.

Se tal pessoa o tratar mal, não seja vingativo: assim você evitará problemas no futuro. Também recomendamos que você não perca a calma na sua presença, que não julgue seus sentimentos, e que estabeleça claramente os limites desde o início.

2. Vítima indefesa

Esse tipo de pessoa está sempre deprimido, triste, procurando o lado negativo das coisas. E acredita que o mundo conspira contra ela, e que tudo dá errado.

Mas, preste atenção, porque ela pode se aproveitar de sua personalidade para atingir seus objetivos, através de chantagem emocional.

Falar sobre os próprios infortúnios, chorar e buscar culpar os outros pode ser uma técnica para que os outros tenham compaixão, ou não lhe digam que fizeram algo errado, por exemplo.

3. Reclamador crônico

Amiga não conseguindo lidar com a outra

É semelhante ao anterior, mas neste caso, suas palavras não falam de tristeza, mas de raiva. Ele sempre tem a queixa em seus lábios, e vê o lado negativo até mesmo das melhores notícias do dia.

Este tipo de personalidade cansa aqueles que a escutam, porque nunca tem algo bom para dizer. Não devemos cair na armadilha, e usar a mesma linguagem ou perspectiva que os queixosos, porque acabaremos travando tudo.

Veja também: 6 tipos de pessoas das quais você deve se afastar antes de que lhe façam mal

4. Indiferente

Embora pareça estranho, também é difícil tratar uma pessoa que não se importa com nada. Como eles não expressam seus sentimentos ou expressam opiniões sobre diferentes assuntos, às vezes lidar com eles é um pesadelo.

Essas pessoas muitas vezes têm medo de serem rejeitados e não são muito sociáveis. Portanto, nunca sabemos o que acontece com eles.

5. 100% Agradável

Casal feliz

O problema não está no fato de essa pessoa ver o copo “meio cheio”, mas em seu otimismo excessivo. Não importa o que você diga, ela sempre concordará, ela vai sorrir para você e dizer que tudo é “maravilhoso”.

Esses tipos de pessoas estão constantemente buscando a aprovação de outros. É provável que tenham sido educadas assim. A amabilidade demais pode nos fazer perder a paciência, especialmente se você precisa de uma opinião sincera ou de novas ideias.

6. Orgulhoso incorrigível

Pessoas difíceis que não mudam de opinião sobre qualquer coisa no mundo também são muito difíceis de lidar.

Quando alguém é presunçoso, não importa o que você fala para essa pessoa ou como você fala… Não está interessada ​​em ouvir as opiniões dos outros.

Tais pessoas irão contradizê-lo sem pensar e vão querer impor suas ideias sobre as suas, mesmo quando claramente não são adequadas.

7. Supercérebro ou sabe-tudo

Mulher triste tentand lidar com pessoa difícil

Podemos diferenciar dois tipos de “sabidos”: aqueles que realmente conhecem, e aqueles que pensam serem especialistas em qualquer assunto.

Em qualquer caso, eles podem ser tediosos. Quando estamos diante de um especialista, sua maneira de agir nos fará sentir inferiores ou estúpidos. Ele não permite que os outros o ajudem, porque ninguém faria melhor do que ele.

O falso conhecedor é geralmente um charlatão ou um malandro. É essencial identificá-lo a tempo para evitar problemas.

8. Obsessivo

A busca contínua de perfeição pode ser uma habilidade ou não, dependendo de como ela é usada.

No caso dos obsessivos, muitas vezes eles se tornam presunçosos ou teimosos, porque querem que as coisas sejam feitas como desejam.

Além disso, eles podem nos fazer perder muito tempo nos detalhes. Para que tudo seja perfeito, e você pode passar horas com apenas uma tarefa.

Como tratar pessoas difíceis

Criança fazendo terapia contando sobre relacionamento com pessoas difíceis de lidar

Quando temos que enfrentar esses tipos complicados de pessoas é bom ter uma estratégia, para que nossa convivência não seja desastrosa ou, pelo menos, para que, ao evitá-los, não sejamos tão hostis.

Preste atenção nestas dicas:

1. Ouça

Esta é a principal ferramenta que temos à nossa disposição, mesmo quando a outra pessoa é insuportável.

Isso não significa que devemos ficar por horas ouvindo o queixoso ou deprimido, mas que tentemos compreendê-los através de suas palavras.

2. Mantenha a calma

Mulher feliz falando por celular

Não se deixe levar pelo peso emocional dos outros. Controle a respiração, feche os olhos e conte até 100, se necessário. Dessa forma você não vai acabar gerando um problema adicional.

3. Não julgue

Embora esses tipos de pessoas sejam insuportáveis, muitas vezes não sabemos por que agem dessa forma. Talvez tenham sido educadas assim, ou tiveram um problema ou um trauma no passado.

4. Defina os limites

É essencial “cortar pela raiz”, e não ser pisado por uma pessoa difícil. Com educação e respeito podemos alcançar nossa missão.

Não se esqueça do “por favor” e do “obrigado”, para que eles entendam melhor.