6 surpreendentes benefícios dos abraços

Você sabia que os abraços, além de nos reconfortar, podem ajudar a reduzir os níveis de estresse e ansiedade e fortalecer nossa saúde cardiovascular?

Conheça neste artigo a importância e os benefícios dos abraços. São, sem dúvidas, uma das manifestações afetivas mais enraizados em todas as civilizações da humanidade.

A necessidade de dar e receber afeto é imprescindível para os seres humanos. Desde pequenos buscamos o amor de nossos pais, nos protegendo em seu abraço.

Este refúgio sentimental nos proporciona muitas das características psicológicas que formarão nossa personalidade para toda a vida.

Os benefícios dos abraços

1. Melhoram a autoestima

Mãe e filha se abraçando

O contato físico nas relações humanas melhora a segurança e a autoconfiançaEle nos força a permitir que outra pessoa, com seu abraço, entre em nosso espaço íntimo.

  • Com este contato direto de corpo a corpo, abrimos de forma simbólica nossa confiança para a outra pessoa.

Podemos afirmar que abraçar nos humaniza. Quando abraçamos alguém, estamos lhe dando uma mensagem direta de carinho, de apreço e empatia.

  • Este simples gesto levanta nossa moral, nos traz calor humano e força psicológica. É um ato onde damos e também recebemos.

2. Ensinam outra maneira de se comunicar

A linguagem corporal é um fiel reflexo de nosso estado emocional. Com nossos movimentos físicos estamos estabelecendo também uma comunicação, ainda que não seja verbal.

  • Nesse sentido, o abraço entre duas pessoas projeta uma mensagem que, de forma intuitiva, ambos recebem e entendem.

Podemos abraçar movidos pela alegria de um reencontro. Podemos abraçar para consolar ou como mostra de sentimentos, seja de amor pelo parceiro, de amor entre irmãos ou entre amigos.

O abraço é parte da linguagem corporal que, definitivamente, ajuda a melhorar a comunicação entre as pessoas.

3. Reduzem o estresse e a ansiedade

Casal se abraçando

Poucas coisas na vida acalmam uma situação de ansiedade ou pânico de forma mais efetiva e rápida como um abraço. Os abraços, em um momento de crise emocional, ajudam a tranquilizar a pessoa.

  • O contato físico reduz o estresse e transmite tranquilidade em um momento de angústia ou nervosismo.

Portanto, podemos dizer que, entre os benefícios dos abraços, está a melhora de nossa saúde emocional. Ao reduzir o estresse temos mais momentos de serenidade e, definitivamente, de alegria e bem-estar.

Os abraços ajudam em épocas difíceis, quando o volume de trabalho transborda ou quando aparece alguma situação que nos sobrecarrega. Ninguém é tão invencível para não precisar ser abraçado em algum momento crítico.

4. Melhoram a saúde de nosso coração

Os abraços também são parte de uma manifestação física do amor. Do mesmo modo que quando beijamos alguém que amamos, ao abraçar o ser querido também causamos efeitos reais em nosso organismo. Para ser mais concreto, ocorre um aumento dos níveis de ocitocina.

A ocitocina é um poderoso neurotransmissor que proporciona prazer e combate o mal-estar físico e mental. Além disso, também melhora o sistema cardiovascular e a saúde de nosso coração.

Abraçar, portanto, é a maneira mais prazerosa e natural de prevenir ou melhorar as doenças cardiovasculares. 

5. Reduzem o medo da morte

Pai e filho se abraçando

Tanto os abraços quanto as diferentes formas de contato físico carinhoso ou amistoso nos reconfortam. Na verdade, reduzem o medo de enfrentar a morte.

  • Isso nos atribui uma grande força interior e, também, uma necessidade por abraçar as pessoas que também precisam.
  • O simples ato de estreitar entre nossos braços uma pessoa, um animal ou, até mesmo, uma árvore, nos ajuda a enfrentar com mais serenidade as situações que vão se apresentando.
  • Também facilita aceitar com resignação o inevitável momento em que nossa vida acaba. 

6. Aumentam os níveis de serotonina

A serotonina é uma substância química que nosso corpo secreta e que age como um neurotransmissor.

Quando incorporamos os abraços em nossa forma de se relacionar com os seres queridos, fazemos com que aumentem os níveis de serotonina e, portanto, a sensação de prazer e felicidade.

Devemos levar em consideração que, em estados depressivos ou de muito estresse, os níveis de serotonina estão abaixo do normal. Por isso, um dos benefícios dos abraços é que equilibram a quantidade desta substância, encarregada também de regular os níveis de desejo sexual.

Recomendados para você