Os benefícios do desenho para as crianças

· 14 de abril de 2019
Você conhece os benefícios do desenho para as crianças? Nós convidamos você a conhecê-los. O desenho é ideal para você desenvolver ótimas habilidades motoras e mentais em seu filho. Também fortalece o aprendizado e o desenvolvimento psicológico e emocional.

Com algumas cores e papel, seu filho pode fazer mágica. Às vezes, só vemos alguns traços. Em outras ocasiões, você verá em seu filho um futuro Salvador Dalí. Além disso, você pode participar de sua atividade criativa e fortalecer os laços com seu filho. Você não acha ótimo?

Pequenos traços, grandes benefícios

Pequenos traços, grandes benefícios do desenho para as crianças

Primeiramente, promover a criatividade é um dos principais benefícios de desenhar.

O desenho permite que as crianças fortaleçam o lado racional de seu cérebro, o lado esquerdo, e o lado emocional e criativo que corresponde ao lado direito. Assim como na brincadeira, ao desenhar, a criança sente o prazer do movimento.

Quando uma criança domina o movimento e controla o traçado gráfico, amadurece a um nível psicológico, motor, intelectual e afetivo. Desenhar é uma grande habilidade que podemos incentivar nas crianças desde bebês.

O desenho é uma técnica muito completa, ideal para ser adicionada à educação dos nossos filhos, assim como a música. Por esta razão, deixamos aqui os benefícios que desenhar traz para as crianças, para que você encoraje seu pequeno artista.

1. Incentiva a imaginação e a criatividade

Elas ignoram quando são palavras escritas no papel, é por isso que você pode vê-las cair no fascínio, quando veem histórias com muitas cores e desenhos. É praticamente a linguagem que as crianças entendem.

Quando o seu filho começa a desenhar, abre o caminho para a imaginação. Ao capturar traços em uma folha, começa a representar personagens e objetos que ele mesmo escolhe de seu entorno. Também começa a verbalizar o que realiza.

Usa seus desenhos como suporte para histórias incríveis e fantásticas, produto de sua imaginação. Aproveite a oportunidade para explorar o mundo do seu pequeno, perguntar-lhe sobre seus desenhos, e você ficará surpreso com a riqueza de sua inventividade.

Talvez você esteja interessado em ler também: O que fazer se meu filho tiver um amigo imaginário

2. Desenvolve a coordenação do cérebro, olho e mão

O desenho para as crianças: desenvolve a coordenação do cérebro, olho e mão

A coordenação é outro benefício que o desenho traz à criança.

Os primeiros traços que ela fizer não terão sentido. Nesse momento, a criança não desenvolveu a coordenação entre o cérebro, o olho e a mão. É por isso que seu desenho não terá ordem e significado, nem sairá da folha de papel.

Deixe seu filho pegar o lápis como quiser, pois está experimentando. Ele vai colocar muita pressão em sua mão, irá fazer os traços mexendo o braço desde seu ombro e, às vezes, também irá mover todo o seu corpo como se estivesse dançando com o lápis.

Pouco a pouco, a criança está aperfeiçoando o desenho. Ela descobre que os movimentos que faz estão relacionados às linhas que ele está desenhando no papel. O desenho desenvolve habilidades motoras finas, à medida que avança no movimento dos dedos, o que facilitará o processo de escrita mais tarde.

3. Marca o crescimento da criança

Os benefícios do desenho para as crianças: marca o crescimento

O tipo de desenho marca as diferentes etapas pelas quais as crianças passam.

Os desenhos também possuem etapas e processos, como quando a criança caminha ou começa a falar. O desenho passa por etapas conforme a criança cresce e amadurece. A criança começa com golpes descontrolados.

Após cerca de 18 meses, este é seguido pelo estágio em que as linhas são mais ordenadas, com duração de até 3 ou 4 anos. Depois, os desenhos pré-esquemáticos vêm até os 6 anos de idade.

É a etapa do inesquecível humano cabeção, com um círculo que representa a cabeça e duas linhas verticais que representam as pernas, comuns nesta etapa.

Assim que seu filho fizer a primeira representação de si mesmo e de sua família, garantimos que você literalmente “morrerá” de amor.

4. Estimula a concentração e o senso de observação

Entre os benefícios do desenho também está o incentivo à concentração e à perseverança. Isso os ajuda a organizar suas ideias e a percepção do que os cerca, já que a criança recorre ao que conhece para desenhar.

E também estimula o senso de observação. Faz o cérebro trabalhar neste processo para conseguir representar a realidade no papel. Promove o desenvolvimento da percepção visual e pensamento abstrato.

5. Incentiva a inteligência emocional

Colorir ou pintar favorece a inteligência emocional das crianças, já que as crianças aprendem a identificar as emoções que mais tarde podem expressar no papel com suas cores.

Então, entre os benefícios de desenhar está o reforço a saúde mental dos pequenos. Essa atividade os tranquiliza e os acalma, elimina problemas ou situações complicadas, que eles percebem ao seu redor. Isso lhes permite se divertir.

Quando as crianças começam a dominar o traçado gráfico, elas amadurecem tanto psicologicamente, como emocionalmente, mecanicamente e afetivamente. Isso contribui para a formação de sua personalidade.

Leia mais: Ajude os seus filhos a controlar as emoções desde pequenos

6. Fortalece sua autoestima

Desenhar, pintar, ou colorir fortalece sua autoestima. As crianças procuram se destacar com suas proezas artísticas. Isso lhes traz alegria e satisfação. Sentem que estão fazendo algo importante.

E assim nos presenteiam com suas primeiras linhas com grande orgulho. Para elas, representa algo histórico e também para o seu desenvolvimento. É por isso que é tão importante encorajar e aplaudir suas obras de arte.

Aproveite esta oportunidade para mostrar interesse no que pintam e fazem. O desenho é uma das primeiras formas de comunicação e expressão. Elas estão explorando uma nova linguagem.

7. Desenvolve a sensibilidade

Os benefícios do desenho para as crianças: desenvolve a sensibilidade

As crianças transmitem suas emoções com o desenho.

Através da arte, as crianças constroem pontes entre seus sentimentos e seus conhecimentos. Um dos benefícios do desenho é que seu filho, ao capturar uma imagem no papel, está modificando o mundo ao seu redor, e sua experiência com ele.

Sem dúvida alguma, o desenho dá à criança a oportunidade de criar e desenvolver a sensibilidade. Estará mais disposta a aprender, graças à capacidade expressiva que recebe em cada traço.

8. Une à família

Como se isso não bastasse, aos benefícios do desenho também se acrescenta o fato de fortalecer os laços familiares. Desenhar junto com seus pais ou irmãos também é uma maneira de estimular o afeto e a conexão.

Além disso, aproveite todas as ocasiões nas quais você pode desenhar junto com seu filho. Seu filho vai ficar fascinado ao ver a mãe, o pai e os irmãos, juntos nessa festa colorida.

Então, o que você está esperando para distribuir folhas de papel, tinta, e lápis de cor nas mãos de todos?

Para aumentar os benefícios do desenho

Nunca force seu filho a desenhar, se não for o que ele quer naquele momento. Desde quando são bebês você pode aproximá-los das tintas coloridas que podem usar no papel, mas sem forçar a situação. Respeite seu ritmo, chegará o dia quando desenhar ou pintar chamarão a atenção de seu filho.

O desenho é uma atividade que deve ser aproveitada plenamente. Deixe que escolha as cores, e o que quiser desenhar.

Por outro lado, permita que a criança crie com liberdade. E logo, aproveite a oportunidade para que lhe explique o que desenha. Além de revelar suas explicações fenomenais, você estimulará o desenvolvimento da linguagem.

Sempre parabenize seu filho pelos desenhos que fez. Você verá como sua autoconfiança aumenta, e fortalece suas habilidades artísticas.

E, claro, identifique cada obra de arte com seu nome. Você não sabe se está na presença de um futuro gênio da pintura. Para você, seu filho já é um artista incomparável.

  • Feldman, Jean RAutoestima para niños: juegos, actividades, recursos, experiencias creativas. Alfaomega, 2002.
  • López, Moises MatóEl baúl mágico: Imaginación y creatividad con niños de 4 a 7 años. Ñaque, 2006.
  • Pallás, Maria del Carmen Martorell, et al. “Convivencia e inteligencia emocional en niños en edad escolar.” European Journal of Education and Psychology 2.1 (2009): 69-78.