As mudanças que acontecem no corpo na gravidez

O corpo de uma mulher experimenta muitas mudanças durante a gravidez. Algumas são mais óbvias que outras, algumas são bem incômodas, mas todas fazem parte do processo de criação de uma vida.

Com o crescimento do bebê, a barriga cresce e dá o sinal inequívoco de que você está criando uma vida. No entanto, as mudanças que acontecem no corpo na gravidez vão muito além da barriga que aumenta cada dia mais. A intensa atividade dos hormônios e o crescimento do bebê fazem seu corpo viver uma intensa transformação.

Conforme a gravidez progride, seu corpo apresenta alterações anatômicas, fisiológicas e químicas. Todas essas mudanças são o que garante o desenvolvimento adequado do bebê, desde a fecundação (quando o óvulo fertilizado é implantado no útero) até o parto.

Mudanças que acontecem no corpo na gravidez

As mudanças vivenciadas pela gestante são motivo de preocupação para muitas mulheres, tanto por razões estéticas quanto por indicarem que algo está errado com a gestação do bebê. Saber o que seu corpo viverá durante a gravidez irá ajudá-la a se sentir mais calma e confiante com os sinais que recebe do processo que está vivendo.

1. Mudanças mais óbvias

Sutiã com suporte extra

Os seios ganham peso e tamanho desde as primeiras semanas. As veias e os mamilos ficam mais perceptíveis, as auréolas escurecem e pequenos caroços chamados tubérculos de Montgomery aparecem. Os seios evidenciam a capacidade que toda mulher tem para amamentar seu bebê.

Ganhar peso é, sem dúvida, a mudança mais temida para as mulheres. Durante a gravidez, o habitual é que o obstetra lhe diga para ganhar apenas um quilo por mês. Se você estiver no seu peso ideal no início da gravidez, é normal que você ganhe até cerca de 12 quilos. Caso esteja com excesso de peso, você não deve ganhar mais de 9 quilos.

Quanto mais a barriga incha, a pele se estica, muda de cor e podem aparecer as terríveis estrias. Portanto, é muito importante que você hidrate todo o seu corpo após o banho desde os primeiros dias de gravidez até o final.

A retenção de líquidos que seu corpo experimenta na gravidez provoca inchaço nas pernas. O crescimento do útero também dificulta a circulação do sangue através das veias, e além do inchaço podem aparecer varizes desagradáveis.

Além disso, o cabelo e os pelos do corpo crescem ainda mais. A hiperpigmentação é frequente, isto é, manchas aparecem em diferentes áreas da pele. Um dos pontos mais característicos é o escurecimento da linea nigra, que atravessa a barriga da mãe desde o púbis até o umbigo, ou até os seios.

2. Mudanças mais incômodas

Náuseas, vômitos e tontura são as sensações mais incômodas sofridas pelo corpo na gravidez. Se forem muito intensas, elas tornam a vida diária da gestante muito desconfortável. Embora sejam extremamente desagradáveis, estes sintomas geralmente não excedem o primeiro trimestre.

Algumas mulheres sofrem de transpiração excessiva com um odor mais forte durante a gravidez. O aumento na quantidade de sangue aumenta a temperatura do corpo e a resposta do organismo é produzir mais suor. Além disso, alterações hormonais tornam o cheiro mais intenso.

É normal se sentir mais cansada durante o dia, principalmente no primeiro e último trimestres da gravidez. As mulheres grávidas bocejam muitas vezes ao longo do dia. Esse cansaço será alimentado pela dificuldade de adormecer à noite.

insônia é comum, tanto devido à inquietação da nova mamãe se fazendo perguntas sobre a gestação e o bebê, e também porque vai se tornar cada vez mais difícil encontrar uma posição confortável para dormir.

3. Mudanças fisiológicas

Mulher grávida sentada no sofá

O crescimento do útero ocupa o espaço dos outros órgãos internos, de modo que seu funcionamento é afetado. Por exemplo:

  • A bexiga é comprimida, então você urina com mais frequência.
  • A pressão nos pulmões dificulta a respiração.
  • O estômago sobe e você pode sofrer de azia ou refluxo.
  • Essas alterações fisiológicas também aumentam a insônia.

4. Mudanças internas

O corpo da gestante gera um litro e meio a mais de sangue. Portanto, de 4 litros de sangue, a mulher passa a ter 5 a 6 litros. O coração tem que bater mais rápido para bombear todo esse sangue e alimentar a placenta. O gasto cardíaco aumenta de 30 a 50%.

O ritmo cardíaco acelera entre 10 e 15 batimentos por minuto, mesmo durante o sono. Se você tiver gêmeos, suba esse valor um pouco mais. Além disso, a pressão arterial tende a diminuir durante os dois primeiros trimestres da gravidez, à medida que os vasos se dilatam, mas os valores que você costumava ter antes de engravidar são restaurados no terceiro trimestre.

Reflexão final

Mulher grávida no parque

O corpo da mulher atinge o máximo de sua perfeição no momento em que uma nova vida nasce. Todas essas transformações, por mais incômodas que sejam, têm o mesmo objetivo: criar um novo ser humano.

Podemos garantir que, quando você tiver seu bebê nos braços, não se lembrará mais dos momentos ruins. Por enquanto, tenha paciência e aproveite a mais doce das esperas.

Recomendados para você