8 motivos para tirar os sapatos ao entrar em casa

Tirar os sapatos antes de entrar em casa é um bom hábito se quiser reduzir a entrada de germes e sujeira nos espaços internos.
8 motivos para tirar os sapatos ao entrar em casa
Leidy Mora Molina

Revisado e aprovado por a enfermeira Leidy Mora Molina.

Última atualização: 03 abril, 2024

Talvez você nunca tenha pensado sobre tirar os sapatos antes de entrar em casa. Contudo, é um hábito simples que pode ajudar a reduzir a entrada de sujeira e germes nos espaços internos da sua casa. Na verdade, já não é uma simples prática de origem oriental.

Hoje em dia, muitos adotaram o hábito de entrar em casa descalços porque isso está associado a diversos benefícios. Se ainda não o faz, venha descobrir 8 razões que o encorajarão a implementá-lo agora.

Por que tirar os sapatos ao entrar em casa: a sola

É verdade que há locais onde o chão é – aparentemente – mais limpo; escritórios e centros comerciais são alguns exemplos. São frequentemente limpos com produtos químicos que ajudam a reduzir a presença de germes. Além disso, a limpeza é regular.

Porém, isso não acontece da mesma forma em todos os lugares. É inevitável não pisar em superfícies contaminadas com sujeira e uma grande variedade de vírus e bactérias. A rua, a rodoviária e quase qualquer área externa representa um risco.

Ainda assim, a maioria das pessoas usa os mesmos sapatos dentro e fora de casa. E embora o risco de contrair uma infecção por essa via seja baixo, não é totalmente zero. Foi determinado que muitos microrganismos entram no interior da casa através das solas dos sapatos.

Alguns, por terem a capacidade de proliferar e entrar em contato com as mucosas, levam a infecções do aparelho respiratório ou digestivo. Alguns dos contaminantes observados nos calçados são os seguintes:

  • Escherichia coli: bactéria que é considerada uma das principais causas de diarreia. Também está associada a infecções do trato urinário, infecções da corrente sanguínea e doenças respiratórias. Pode depositar-se no chão devido a excrementos de animais.
  • Clostridium difficile: também causa diarreia e está associada à colite. É bastante comum nas solas dos sapatos, principalmente em ambientes urbanos.
  • Staphylococcus aureus: foi encontrado nos calçados de pessoas que trabalham em centros de saúde ou que manipulam alimentos. Esse patógeno é muito contagioso, podendo causar furunculose e outras infecções, com sintomas como náuseas, vômitos, febre, espasmos estomacais, dores musculares e articulares.
  • Agrotóxicos e herbicidas: são produtos utilizados onde existem áreas verdes, como parques, plantações e até campos de golfe. Podem impregnar as solas dos sapatos e permanecer nas fendas. Alguns causam irritação, reações alérgicas ou envenenamento.

Todas essas substâncias e bactérias que podem causar problemas de saúde não são visíveis aos olhos. Porém, estão nos calçados e entram em nossa casa, junto com a poeira e sujeira em geral.

Por que você deve tirar os sapatos ao entrar em casa?

A essa altura, você provavelmente já tem uma ideia de por que é aconselhável tirar os sapatos antes de entrar em casa. Ainda assim, vamos abordar detalhadamente 8 motivos.

1. Redução de patógenos

Como já mencionamos, diversas bactérias causadoras de doenças são encontradas nos calçados, em quantidades imensuráveis. Em estudos realizados sobre o tema, constatou-se que existem centenas de milhares de microrganismos desse tipo nos calçados.

O fato é que eles se acumulam e se alimentam. Além disso, condições como umidade e calor criam condições favoráveis para sua proliferação. Portanto, tirar os sapatos antes de entrar em casa é uma medida que contribui para o bem-estar.

2. Diminuição da sujeira

A poeira, assim como outros elementos, incluindo possíveis restos de fezes de animais – domésticos ou não – podem aderir às solas. Ao retirar os sapatos ao entrar em casa, você reduzirá bastante a entrada de sujeira e maus odores em seus espaços.

3. Limpeza mais fácil

Os esporos de algumas das bactérias acima mencionadas não são tão fáceis de remover. Daí a necessidade de utilizar produtos desinfetantes para limpar os pisos.

Ao evitar que esses microrganismos entrem na casa através dos sapatos, a necessidade do uso desses produtos de limpeza também diminui. Sem contar que os azulejos não ficarão tão sujos e será mais fácil mantê-los limpos a maior parte do dia.

4. Cuidados com o piso de madeira

Tirar os sapatos ao entrar em casa pode contribuir para o cuidado e a conservação dos pisos de madeira. Isto evita, por exemplo, o atrito contra solas mais duras e o possível contato com substâncias corrosivas que possam ter ficado aderidas.

5. Tapetes mais limpos

Se você tiver carpetes dentro de casa, o contato com os sapatos pode acelerar sua deterioração. Poeira, lama e outros detritos dificultam a limpeza e a desinfecção. Na verdade, podem tornar-se criadouros de micróbios.

6. Cuidado infantil

Pisos sujos podem ser ainda mais arriscados em casas com crianças. É preciso lembrar que os pequenos costumam colocar nas mãos e na boca alguns itens que também jogam no chão. E se estiverem em idade de engatinhar, a situação é ainda mais complicada.

7. Relaxante para os pés

Ao tirar os sapatos após um dia cansativo, você costuma experimentar uma sensação de relaxamento que se intensifica quando você anda descalço ou de meias por um tempo. Na verdade, essa prática está associada a benefícios para a sustentação do pé e dos seus músculos.

8. Razões culturais

Em alguns países asiáticos – especialmente no Japão – tirar os sapatos antes de entrar em casa, na escola ou em outros locais é um costume associado ao respeito. Pensa-se que além de deixar para fora a sujeira, também ficam para fora as energias ruins.

Como andar dentro de casa se tirar os sapatos na entrada?

Se você decidiu adotar a prática de tirar os sapatos antes de entrar em casa, agora deve estar se perguntando: “Como andar dentro de casa?” Se for confortável para você, não há problema em andar descalço ou de meias. Isso é ainda aconselhável se você andou de salto o dia todo ou se tiver problemas de circulação.

No entanto, você pode evitar o contato direto dos pés ou das meias com o chão. Em certos casos – se a superfície for irregular – isso pode piorar a dor nos calcanhares ou causar calosidades. Também não é uma boa opção se houver esporas ósseas ou joanetes.

Então, a solução nesses casos é ter em mãos alguns chinelos ou pantufas confortáveis para trocar quando chegar em casa. Isso se torna mais relevante entre os idosos, que podem estar expostos a lesões e quedas quando estão descalços. Também para pacientes diabéticos que correm risco de complicações em caso de feridas.

Algumas dicas para manter em mente

Se você considerar tirar os sapatos ao entrar em casa como alternativa, tenha em mente algumas recomendações adicionais:

  • Deixe preparada uma área para tirar sapatos perto da porta da frente.
  • Nessa área deverá haver um móvel para colocar os sapatos, bem como um banco caso precise sentar-se ao tirá-los.
  • Da mesma forma, se você não quiser andar descalço, mantenha sapatos extras por perto.
  • Informe sua família e amigos sobre esse costume. Dessa forma você evita que eles entrem em sua casa calçados.
  • Pergunte aos seus visitantes, de maneira educada, se eles se importariam de tirar os sapatos.
  • Disponibilize chinelos ou similares para os visitantes.
Claro, com alguns convidados ou em ocasiões formais, como um jantar ou reunião, você terá que ser flexível com a regra de não usar sapatos.

É arriscado não tirar os sapatos ao entrar em casa?

Embora tenhamos visto que há alguns benefícios em tirar os sapatos ao entrar em casa, não é considerado uma obrigação adotar esse costume. Essa é a livre escolha da pessoa ou grupo familiar.

Em relação aos micróbios, trata-se apenas de uma medida para reduzir a sua presença em casa. Afinal, eles podem entrar por outros meios, como através de problemas de umidade ou junto com animais de estimação. Em qualquer caso, é aconselhável limpar bem o chão regularmente.


Todas as fontes citadas foram minuciosamente revisadas por nossa equipe para garantir sua qualidade, confiabilidade, atualidade e validade. A bibliografia deste artigo foi considerada confiável e precisa academicamente ou cientificamente.


  • Alam, M. J., Anu, A., Walk, S. T., & Garey, K. W. (2014). Investigation of potentially pathogenic Clostridium difficile contamination in household environs. Anaerobe, 27, 31–33. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24657158/
  • Chambers, M. K., Ford, M. R., White, D. M., Barnes, D. L., & Schiewer, S. (2009). Transport of fecal bacteria by boots and vehicle tires in a rural Alaskan community. Journal of environmental management, 90(2), 961–966.
    https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/18621466
  • Kelsey, J. L., Procter-Gray, E., Nguyen, U. S., Li, W., Kiel, D. P., & Hannan, M. T. (2010). Footwear and Falls in the Home Among Older Individuals in the MOBILIZE Boston Study. Footwear science, 2(3), 123–129.
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3250347/
  • Rashid, T., VonVille, H. M., Hasan, I., & Garey, K. W. (2016). Shoe soles as a potential vector for pathogen transmission: a systematic review. Journal of applied microbiology, 121(5), 1223–1231. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27495010/
  • Sordillo, J. E., Alwis, U. K., Hoffman, E., Gold, D. R., & Milton, D. K. (2011). Home characteristics as predictors of bacterial and fungal microbial biomarkers in house dust. Environmental health perspectives, 119(2), 189–195.
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3040605/

Este texto é fornecido apenas para fins informativos e não substitui a consulta com um profissional. Em caso de dúvida, consulte o seu especialista.