Melhor Com Saúde
 

O que é a microbiota normal?

A microbiota normal do corpo humano é inigualável em termos de complexidade. Algumas bactérias são essenciais e permanecem para sempre, enquanto outras estão no organismo de forma transitória.

O que é a microbiota normal?

Última atualização: 10 Janeiro, 2021

As bactérias são micro-organismos que, apesar do seu pequeno tamanho, desempenham um papel essencial no funcionamento do nosso mundo. Estima-se que elas representem 50% da biomassa total do planeta. Os seres humanos também mantêm relações indispensáveis ​​com elas através da microbiota normal.

A seguir, vamos explicar o que é e do que é composta a microbiota normal do nosso corpo, também chamada de microbioma.

O que é a microbiota normal?

A microbiota ou microbioma normal é definida como o conjunto de micro-organismos comumente encontrados em nosso corpo em indivíduos saudáveis, distribuídos em diferentes partes do corpo.

Essa interação é uma relação de simbiose entre o hospedeiro e as bactérias, uma vez que ambos os componentes obtêm benefícios dela. Alguns destes benefícios são os seguintes:

  • As bactérias ajudam na digestão de alimentos que não poderiam ser assimilados pelos seres humanos de nenhuma outra maneira.
  • Produzem vitaminas e compostos que não são obtidos de outras fontes.
  • Protegem o nosso corpo da colonização de outros micro-organismos que podem ser patogênicos, algo conhecido como antagonismo microbiano.

A microbiota normal é essencial para o bom funcionamento dos nossos sistemas fisiológicos. Fontes como a Universidade Nacional Autônoma do México estimam que temos cerca de 100 bilhões de micro-organismos em nosso corpo. Isso mostra que não podemos conceber a nossa existência como ela é hoje sem o microbioma.

Microbiota

Descubra também: Como a alimentação influencia a microbiota?

Categorias da microbiota humana

O termo flora é usado de maneira incorreta se analisarmos o uso da palavra, uma vez que foi estabelecido que as bactérias não estão relacionadas de maneira alguma aos vegetais. Por esse motivo, é melhor se referir às diferentes populações bacterianas agrupadas por suas funções como ecossistemas microbianos.

O conjunto de todas essas populações dá origem à microbiota normal, que é dividida em duas categorias :

  • Microbiota autóctone: são os micro-organismos que vivem em nosso corpo por um tempo indeterminado ou prolongado. Participam de processos fisiológicos quantificáveis ​​e evoluíram ao lado da nossa espécie, graças ao fato de terem se adaptado ao ambiente que lhes oferecemos.
  • Microbiota alóctone: esses micro-organismos podem ser encontrados em qualquer habitat e podem aparecer em nossos corpos acidental ou temporariamente. Não participam de processos fisiológicos, pois o relacionamento com o ser humano é baseado em encontros casuais.

Este termo geral também pode ser qualificado de acordo com o tempo de permanência dos organismos:

  • Microbiota latente: é o conjunto de organismos que o hospedeiro apresenta ao longo de seu ciclo de vida. Neste caso, o hospedeiro somos nós. As populações não costumam flutuar de forma significativa, mantêm-se constantes e a relação de simbiose é total.
  • Microbiota transitória: é aquela que apresenta flutuações contínuas em sua população e geralmente não é essencial para a sobrevivência do hospedeiro. Fatores como época do ano, idade ou o uso de medicamentos podem causar variações.

Assim, as bactérias em nosso trato intestinal seriam um exemplo de uma microbiota nativa e latente. São necessárias para o bom funcionamento do sistema digestivo e permanecem conosco por toda a vida.

Para saber mais: Os 15 melhores probióticos e prebióticos para cuidar da sua saúde

De que é composta a microbiota normal?

Bactérias do intestino

Em um ser vivo saudável, os tecidos internos, como o sangue ou o cérebro, estão livres de bactérias. Por outro lado, os externos e cercados pelas mucosas, como o intestino, a pele ou a faringe, apresentam muitos micro-organismos simbióticos.

Estima-se que a microbiota intestinal seja composta por mais de 400 espécies de bactérias. Vamos além: para cada célula humana, estima-se que existam 10 micróbios em nosso corpo.

Cobrir todas as espécies significativas presentes na microbiota normal é praticamente impossível. Por esse motivo, existem listas das espécies mais comuns por região do corpo, de acordo com a sua presença comum, ocasional, rara ou indicativa da presença de patógenos. A microbiota tem uma representação muito clara em certas regiões, tais como:

  • A pele, dominada por bactérias gram-positivas.
  • O intestino, onde a microbiota pode pesar cerca de 1,5 kg.
  • A vagina, onde o gênero primário é o Lactobacillus (96% de todos os micróbios da região).
  • A boca, que possui uma das microbiotas mais complexas e heterogêneas do corpo.

Um mundo microscópico essencial

Como pudemos ver de uma maneira geral, a microbiota normal do corpo humano é infinita em termos de complexidade. Certas idéias precisam ser claras para nós: algumas bactérias são essenciais e sempre permanecem no corpo, enquanto outras permanecem em nosso organismo de maneira transitória.

Essas populações bacterianas variam de acordo com a região e o indivíduo, mas o conjunto de todas elas constitui a microbiota normal do ser humano.

Diferenças entre vírus e bactérias

Diferenças entre vírus e bactérias

As diferenças entre os vírus e as bactérias podem confundir algumas pessoas. Vamos esclarecer as principais dúvidas neste artigo. Confira!



  • Microbiota normal, wikipedia. Recogido a 19 de mayo en  https://es.wikipedia.org/wiki/Microbiota_normal
  • Bolívar, A. K., & Cátedra, D. A. MICROBIOTA ENDÓGENA DEL CUERPO HUMANO.
  • López Valencia, L. (2017). Avances en el conocimiento del microbioma humano.