Menino passou por cirurgia de emergência após ficar com a língua presa em garrafa

De acordo com os médicos, Riley corria risco de morte por sufocamento, pois sua língua não parava de inchar.
Menino passou por cirurgia de emergência após ficar com a língua presa em garrafa

Última atualização: 03 maio, 2022

Essa é a história de Riley, um garoto de seis anos, que ficou com a língua presa em uma garrafa de água e precisou passar por uma cirurgia de emergência. E não se tratava de nenhum produto inadequado, mas sim uma linda garrafinha infantil, feita especialmente para esse público.

Os pais e responsáveis devem estar sempre atentos aos pequenos e, à medida que eles forem crescendo, orientar sobre os perigos à sua volta. Basta um minuto de distração e lá estão eles aprontando.

É importante atentar-se também às necessidades de segurança, buscando equipamentos adequados à idade da criança. Sejam mamadeiras com bicos ergonômicos, copos de transição (com tampinha) ou garrafas direcionadas, há sempre uma opção.

Mas foi exatamente uma dessas garrafinhas infantis que causou um grande problema para a família Wooff.

Clare viveu momentos de terror com o filho. O garoto de apenas seis anos precisou ser submetido às pressas a uma cirurgia de emergência após prender a língua no gargalo de uma garrafa enquanto tomava água. Sua língua inchou além do limite e os médicos disseram que ele poderia morrer sufocado.

língua presa em garrafa

Era um dia comum na vida da família. Clare foi buscar o filho no treino e depois iriam com a avó materna fazer umas compras. No caminho, uma batatinha para tapear a fome e uma garrafa com água.

Com a língua presa na garrafa, a criança corria risco de sufocamento

Ela estava dirigindo quando percebeu que o filho, Riley, estava fazendo barulhos abafados no banco de trás, como se estivesse tentando falar, mas não conseguisse. Quando ela olhou para trás, viu o menino com a língua presa na garrafa.

Clare percebeu que o filho estava em apuros e estacionou o carro para ajudar o menino, mas a sua língua estava muito inchada e não permitia a retirada da garrafa.

Clare então levou Riley ao hospital, mas os médicos também não conseguiram remover a garrafa. Rapidamente, a língua do garoto começou a inchar e ficou preta. Os profissionais disseram que ele precisaria passar por uma cirurgia, mas avisaram que seria algo arriscado.

presa em garrafa

Dez médicos participaram da operação para conseguir tirar a garrafa da língua de Riley. Com espaço para fazer a traqueostomia, se necessário, a equipe sedou o menino e começou a cortar com muita cautela a garrafa presa.

Foi um procedimento complicado, pois a língua estava muito inchada e poderia dar muito errado. Eles cogitaram inclusive enviar Riley de helicóptero para um hospital maior, mas não daria tempo. Se fizessem isso, seriam obrigados a colocar o respirador, que é um procedimento invasivo.

A mãe fez um desabafo nas redes sociais

Felizmente tudo correu bem, mas o menino precisou ficar alguns dias sem falar. De acordo com os médicos, é provável que o acidente tenha acontecido porque se formou um vácuo, impedindo a garrafa de ser retirada. E como o menino ficou nervoso, a língua começou a inchar.

A mãe dele, Claire, fez um desabafo nas redes sociais após o filho passar por essa arriscada cirurgia para alertar outras famílias sobre o perigo dessas garrafinhas. 

 “Pensar que este é um item cotidiano que a maioria das crianças tem em suas lancheiras escolares é assustador. Isso pode acontecer facilmente com qualquer criança”, comentou Clare.

A rede de supermercados que vendeu a garrafa prometeu estudar o caso, analisar cuidadosamente a segurança do produto e entrar em contato com a família.

Pode interessar a você...
Menina desenvolveu sepse depois de experimentar sapatos sem meias
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Menina desenvolveu sepse depois de experimentar sapatos sem meias

A sepse ou síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SIRS), é uma condição muito séria que requer atenção imediata.