Medicamentos compatíveis com a amamentação

16 de julho de 2020
Após consultar o seu médico, você vai descobrir que poucos medicamentos são incompatíveis com a amamentação. Portanto, não pare de amamentar o seu filho a menos que seja estritamente necessário.

Durante a gravidez, a gestante deve limitar ao máximo o consumo de medicamentos e tomar estritamente os que forem prescritos pelo médico. No entanto, será que as mesmas limitações devem ser aplicadas quando a mãe está amamentando? Você sabe se existem medicamentos compatíveis com a amamentação? Falaremos sobre o tema a seguir.

O uso de medicamentos durante a amamentação

Não há nada melhor do que o leite materno para alimentar os bebês durante os primeiros meses de vida. Há inúmeros benefícios da amamentação para o bebê:

  • Contém todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento correto do bebê.
  • Fornece anticorpos que protegem contra infecções, diarreia, alergias e outras condições.
  • É fácil de digerir.
  • Reduz a constipação.
  • Promove a boa saúde para toda a vida.

Além disso, a amamentação também oferece benefícios para a mãe. Entre eles, reduz o risco de: 

  • Câncer de mama e ovário.
  • Diabetes tipo 2.
  • Depressão pós-parto.
  • Anemia.
  • Osteoporose.
Medicamentos compatíveis com a amamentação
Na maioria dos casos, a amamentação é altamente recomendada pelos profissionais de saúde devido aos seus benefícios para o bebê e para a mãe.

Por todas essas razões, é importante conscientizar as mães de que a amamentação é a melhor opção. Da mesma forma, a mamãe deve entender que a amamentação não deve ser suprimida sem uma razão importante. 

Assim, tomar certos medicamentos não é desculpa para interromper a amamentação. Certamente muitas mulheres consideram que, enquanto amamentam, assim como no caso da gestação, tudo que ingerem pode passar para o bebê. Elas acreditam que, ao tomar medicamentos, devem parar de amamentar.

No entanto, este é um erro. Poucos medicamentos interferem na amamentação; portanto, é seguro tomá-los durante esse período. O médico deve ser o responsável por determinar a compatibilidade desses medicamentos com a amamentação. Portanto, não hesite em consultá-lo.

Além disso, lembre-se de que muitas vezes recorremos aos medicamentos para tratar desconfortos que, na realidade, podem ser superados sem a necessidade de tomar nada. Por esse motivo, durante a amamentação, é melhor evitar consumi-los a menos que seja necessário.

Recomendamos que você leia também: 8 benefícios da amamentação para a mãe e o bebê

Quais são os medicamentos compatíveis com a amamentação?

Antibióticos durante a amamentação
Alguns medicamentos, como o acetaminofeno e certos grupos de antibióticos, são compatíveis com a amamentação.

Para determinar se o medicamento que você vai tomar é compatível com a amamentação, é melhor consultar o seu médico. No entanto, como dissemos anteriormente, a maioria dos medicamentos pode ser consumida durante a amamentação:

  • paracetamol não causa problemas. Obviamente, como você já sabe, o abuso de medicamentos não é recomendado. Portanto, é melhor não tomá-los a menos que seja necessário.
  • Alguns grupos de antibióticos também são compatíveis com a amamentação. Nesse caso, o médico vai indicar qual antibiótico deve ser tomado para garantir que não interfira na amamentação.
  • A insulina também não causará problemas. Na verdade, quase todos os hormônios podem ser administrados durante esses meses, com exceção do estrogênio, que pode causar uma redução na produção de leite materno. Portanto, consulte o seu médico sobre métodos contraceptivos hormonais se você quiser usá-los.
  • Nas doses prescritas, quase todos os antitireoidianos, antiepiléticos, antirreumáticos, medicamentos para doença inflamatória intestinal e vários imunossupressores também são compatíveis.
  • Se você precisar ir ao dentista, saiba que a anestesia local e os antibióticos e anti-inflamatórios prescritos também não terão influência no leite materno.

Não deixe de ler: Quais são os tipos de reações adversas a medicamentos?

Quais medicamentos não posso tomar?

Associação Espanhola de Pediatria indica que, durante a amamentação, são contraindicados:

  • Alguns anticoagulantes.
  • Derivados da ergotamina para o tratamento de enxaquecas, pois inibem a prolactina.
  • Antineoplásico.
  • Medicamentos psicotrópicos.
  • Drogas (anfetaminas, cocaína, álcool, etc.).
  • Medicamentos com alto teor de iodo.
  • Medicamentos anticâncer.

Precauções em relação ao uso de medicamentos compatíveis

Consulta com obstetra
Se você tiver alguma dúvida, pergunte ao seu médico sobre o uso de medicamentos durante a amamentação.

Embora a maioria dos medicamentos não seja contraindicada, devemos sempre contar com o aconselhamento do médico que nos acompanha para garantir que não haja problemas ou riscos para a mãe ou para o bebê.

Portanto, devemos levar em consideração que:

  • Os medicamentos não devem ser consumidos sem nenhuma precaução. Por esse motivo, se surgirem doenças ou desconfortos que podem ser superados sem ter que recorrer a eles, é melhor evitar consumi-los.
  • Se o bebê ou a mãe tiverem algum problema de saúde (por exemplo, problemas nos rins, deficiência de glicose-6-fosfato-DH), a lista de medicamentos compatíveis com a amamentação pode ser muito menor. Portanto, é essencial consultar o seu médico. 
  • Você não deve se automedicar, nem durante a lactação nem em qualquer outro período da sua vida. Evite o uso de medicamentos não prescritos por um médico.
  • Não pare de amamentar a menos que haja uma razão importante.

Em suma, a amamentação oferece múltiplos benefícios para mãe e filho. Existem medicamentos compatíveis com esse período; portanto, consulte seu médico para garantir que eles não sejam perigosos para permitir que o bebê continue a se beneficiar do alimento mais natural disponível: o leite materno.

  • Organización Mundial de la Salud, Breastfeeding and maternal medication, 2002. https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/62435/55732.pdf;jsessionid=C72F0DB02D555DBABDFD6EA2D26FB167?sequence=1
  • Neil Hotham, Elizabeth Hotham, “Drugs in breastfeeding”, Aust Prescr. 2015 Oct; 38(5): 156–159.
  • J.M. Paricio Talayero, J.J. Lasarte Velillas, “Lactancia y medicamentos: Una compatibilidad casi siempre posible”, Comité de Lactancia de la Asociación Española de Pediatría, s.f. https://www.aeped.es/sites/default/files/documentos/lm_medicamentos.pdf