Como tratar a síndrome do túnel do carpo

· 10 de outubro de 2015
Para evitar problemas, quando se trabalha ao computador deve-se pausar de vez em quando para fazer alguns alongamentos de braços, que incluam exercícios de mãos e pulsos.

A síndrome do túnel do carpo se origina nos ossos do pulso (zona chamada de carpo). Aprenda mais sobre como tratá-la no seguinte artigo.

O que saber sobre a síndrome do túnel do carpo

Falando estritamente de um ponto de vista médico trata-se de “um traumatismo cumulativo provocado por movimentos constantes e repetitivos que esforçam a mão e o pulso”.

Em outras palavras, quando se faz alguma atividade rotineira que requeira que esta zona se mova repetidamente do mesmo modo pode-se acabar com a síndrome do túnel do carpo.

Também pode ocorrer por dormir com as mãos dobradas debaixo do corpo ou da almofada. Existem, por outro lado, atividades desportivas que também provocam esta síndrome como, por exemplo, o tênis ou o levantamento de pesos.

Esse problema inflama os tendões e comprime o nervo médio, exatamente no ponto mediano entre os ossos do pulso e os ligamentos da mão.

o que saber sobre a síndrome do tunel do carpo

Os sintomas mais frequentes desta síndrome são:

  • Dormência dos dedos polegar, indicador e médio (também conhecido como dedo do meio)
  • Formigamento na mão ou pulso
  • Dor na mão ou pulso
  • Dormência noturna desta zona
  • Debilidade ao agarrar objetos (caem das mãos)
  • Sensação de calor nos dedos
  • Dor que se estende até os cotovelos
  • Problemas de coordenação dos movimentos delicados dos dedos
  • Mãos sempre frias

Embora todos possam padecer deste problema, os pacientes mais frequentes são mulheres entre os 40 e 60 anos de idade.

Veja também: 6 remédios caseiros para desinflamar as mãos

Túnel-do-carpo-500x334

Recomendações para evitar a síndrome do túnel do carpo

Se acaso apresenta alguns dos sintomas indicados anteriormente e não quer que o problema se agrave com o passar do tempo, recomendamos que melhore alguns de seus hábitos que podem estar causando a síndrome.

De fato, pode ser complicado mudar de emprego ou não utilizar a mão. Porém, é possível melhorar o quadro se:

Mantiver a mão em uma posição neutra

A posição ideal que a mão ou o pulso devem manter é esticado. Dessa maneira, o teclado deve estar posicionado de maneira que os antebraços descansem e não tenham a necessidade de estar dobrados.

Isto também repercutirá em menos dores nos braços, ombros, pescoço ou coluna.

Segure os objetos com toda a mão

Evite que apenas um ou dois dedos façam todo o esforço de agarrar, desenroscar ou levantar coisas. Se usar o indicador, o polegar ou o dedo do meio estará aumentando a pressão sobre o punho.

Por isso, comece a usar a mão completa e a alternar entre a esquerda e a direita.

Pegar-os-objetos-com-toda-a-mao-500x334

Mantenha uma vida saudável

É muito importante que as veias estejam em boas condições e que o sangue que circula no corpo esteja saudável. Desse modo, passará por suas mãos e pulsos sem se deparar com nenhum obstáculo.

Entre os bons hábitos que ajudarão a melhorar sua condição não esqueça de: dormir bem, praticar exercício regularmente, não fumar, evitar o sedentarismo e fazer uma dieta equilibrada.

Escolha modelos ergonômicos

Vários objetos foram desenhados para um maior conforto das mãos e pulsos. Por exemplo, os teclados ou o mouse pad. Desta maneira reduz-se um pouco a pressão enquanto trabalha.

Se a sua empresa não os fornecer, não hesite em comprá-los para o seu próprio bem.

Realize exercícios localizados

Quem disse que os pulsos não se podem se exercitar? É necessário que façam para evitar a síndrome do túnel de carpo! Algumas opções interessantes que  podem ajudar são:

  • Fazer círculos com os pulsos. Com as palmas das mãos para baixo e para fora. Gire ambos os pulsos para a direita (5 vezes) e para a esquerda (outras 5 vezes).
  • Esticar os dedos. O mais que possa, mantendo a posição durante 10 segundos. Repita, pelo menos, 3 vezes por dia.
  • Apertar os polegares. Estique o polegar para fora e, em seguida, agarre-o com a mão contrária. Empurre para fora e para trás até sentir uma leve pressão. Tenha cuidado para não ser muito brusca em seus movimentos, porque pode deslocar o osso e isso seria muito doloroso.
  • Apertar a mão. Feche o punho com toda a força que puder. Pode-se fazê-lo com uma pequena bola de borracha (como aquela que os bebês ou animais de estimação usam). Aperte-a e solte-a umas 10 vezes com cada mão.

É possível fazer os exercícios enquanto se fala ao telefone, ou assiste a um filme ou viaja no metrô.

  • Levantar um pouco de peso. Tenha sempre à disposição um peso não superior a 2 kg. É possível comprá-lo ou fabricá-lo com uma garrafa de água, cheia de areia ou terra.

Sente-se em frente a uma mesa. Apoie o antebraço e deixe que a mão fique suspensa. Sustente o peso por uns segundos. Em seguida, eleve e baixe o pulso. Repita umas 10 vezes e mude de pulso.

Remédios naturais para a síndrome do túnel do carpo

Sabia que existem sucos que podem ajudar a diminuir os sintomas da síndrome? Conheça alguns deles!

Suco de abacaxi, laranja e toranja

Deve-se beber 1 copo deste suco a cada 3 dias como medida de prevenção, quando se trabalha com o computador ou se realiza atividades monótonas. No caso de já existirem os sintomas, recomenda-se o seu consumo diário.

Ingredientes

  • 1 rodela de abacaxi descascado
  • 1 laranja
  • 1 toranja

Preparação

  • Primeiramente, extraia o suco dos citrinos e corte o abacaxi em cubos.
  • Em seguida, coloque tudo no liquidificador e bata bem. Pode-se adicionar cubos de gelo.
  • Por fim, coe e beba de seguida.

Quer saber mais? Leia: Diminua a barriga tomando este suco de abacaxi, pepino, aipo, gengibre e limão

Suco de couve, maçã verde e limão

Outra boa ideia para acabar com os sintomas deste problema e, além disso, desfrutar de todos os benefícios de seus componentes.

Ingredientes

  • 1 folha de couve
  • 2 maçãs verdes
  • Um pouco de água

Preparação

  • Primeiramente, triture as maçãs, previamente descascadas.
  • Em seguida, coloque-as no liquidificador com a couve e um pouco de água (a gosto).
  • Por fim, misture e coe antes de beber, diariamente.
síndrome-do-túnel-do-carpo-500x321

  • Kouyoumdjian, J. A. (1999). Síndrome do túnel do carpo. Arq Neuropsiquiatr57(2-A), 208-215.
  • Rodrigues David, D., Pires Oliveira, D. A., & Franco de Oliveira, R. (2009). Atuação da fisioterapia na síndrome do túnel do carpo-estudo de caso. Conscientiae Saúde8(2).