Iogurte grego: benefícios e diferenças do normal

5 de novembro de 2019
Os primeiros iogurtes foram feitos por fermentação espontânea, quando por acidente alguma bactéria se alojou no interior das bolsas de pele de cabra que transportava o leite fresco

Não existe um dado específico que determine onde foi originado o iogurte, nem o iogurte grego. No entanto, existem teorias que indicam que surgiu na Europa oriental, há 4.500 anos.

Hoje em dia encontramos uma enorme lista de marcas e variedades de iogurtes. Graças ao seu aporte nutricional, o iogurte tomou grande importância.

Entre seus nutrientes encontramos:

  • Proteínas
  • Lipídios
  • Carboidratos
  • Vitaminas
  • Minerais

Leia também: Receita simples de iogurte caseiro de frutas

Estes permitem uma melhor absorção dos alimentos, porque favorecem o trânsito intestinal.

Mas, como é o iogurte grego?

Caracteriza-se por ter uma cor entre branco e creme, com uma textura suave e um peculiar sabor ácido, ou seja, a mistura entre creme e o queijo cottage.

É o resultado de colocar o iogurte tradicional sob pressão até eliminar o conteúdo de umidade. Com isso se extrai o soro líquido, e por isso a consistência é mais espessa e com menos açúcares.

Benefícios do iogurte grego

Muitas pessoas tomaram a decisão de incluir o iogurte grego em sua alimentação regular, já que é um produto com signifiticativas contribuições à saúde. Devido à sua qualidade nutricional, seu consumo está associado à melhoria do sistema cardiovascular (como vamos explicar neste artigo) e um menor índice de massa corporal, de acordo com o estudo do International journal of Obesity.

O melhor de tudo é que é um produto versátil que pode ser ingerido tanto no café-da-manhã quanto nos lanches da tarde e no jantar. Você precisa de mais motivos para tomá-lo? Vamos ver em detalhes seus principais benefícios para o organismo.

Adequado para as pessoas com intolerância à lactose

O iogurte grego tem um baixo nível de lactose quando comparado a outros produtos lácteos.

O processo de fermentação mantém colônias de bactérias vivas e ativas que se encarregam de converter a lactose em ácido lático, que é muito mais fácil de ser absorvido.

No entanto, é importante considerar o nível de intolerância à lactose de forma individual, pois existem pessoas que ainda sim pode sofrer de efeitos secundários. Consulte seu médico antes.

Leia também: Sinais de intolerância a lactose que não conhecia

Melhora a digestão

Este iogurte é muito fácil de digerir, pois contém menos carboidratos que o restante dos iogurtes.

Além disso, contém probióticos e bactérias saudáveis que trabalham removendo os resíduos dos alimentos que ficam aderidos às paredes intestinais.

Fonte de cálcio

Como outros produtos lácteos, o iogurte grego também traz cálcio para o organismo.

  • Desta forma nos ajuda a prevenir doenças como a osteoporose e outros problemas ósseos, de acordo com este estudo publicado em Anais do Sistema de Saúde de Navarra, já que reforça os ossos e permite que estes absorvam melhor os nutrientes.
  • Paralelamente, o cálcio regula o sistema nervoso, assim como afirmado nesta pesquisa do Instituto Nacional de Saúde de Bogotá.
  • Por isso, quando há uma deficiência desse mineral, sentimos cãibras ou dores.

Perda de peso

Em geral, o iogurte grego apresenta menos gordura que o resto, além de trazer uma grande quantidade de proteínas.

  • Ou seja, este iogurte tem menos açúcar.
  • Por contar com maior quantidade de proteínas, é benéfico para as pessoas que praticam exercício físico regular.

Iogurte

Iogurte grego de diferentes sabores

Reduz os níveis de colesterol

O iogurte grego funciona como tratamento natural para combater o colesterol

  • Este contém Lactobacillus acidophilus, uma bactéria benéfica que age contra a síntese endógena do colesterol ruim (LDL), segundo vários estudos.
  • No entanto, é preciso considerar que seu consumo deve ser acompanhado de uma dieta equilibrada e da prática de exercício físico.

Iogurte grego ou normal?

Iogurte grego em frasco

Da próxima vez que escolher um iogurte para sua casa, leve em consideração as qualidades do iogurte grego. Segundo esta pesquisa, da Universitada Rovira i Virgili en Reus, Tarragona, o iogurte em geral e seu consumo está associado a uma melhoria na qualidade da dieta por ser fonte de diversos micronutrientes.

O grego, em particular:

  • Tem uma porcentagem maior de proteína.
  • É obtido a partir do soro do leite, reduzindo a lactose e, também, menos carboidratos e açúcares.
  • É ideal para adicionar em pratos e substituir outros ingredientes mais calóricos porque não coalha ao ser submetido a altas temperaturas.
  • O iogurte grego é naturalmente baixo em lactose.
  • Considerado um produto vegetariano, a menos que seja adicionado gelatina (colágeno animal).
  • Acredita-se que o consumo de iogurte grego aumenta a quantidade de glóbulos brancos, que são os responsáveis por combater as infecções bacterianas e virais.
  • No entanto, esta pesquisa de 2015 estabelece que não existe correlação entre o iogurte grego e o sistema cardiovascular. Essa afirmação estabelece um conflito com o estudo do parágrafo anterior, cuja pesquisa posterior (2019) garante uma melhora do colesterol devido ao consumo de probióticos desse tipo. Dessa forma, recomenda-se consultar um médico.
  • Desai, N. T., Shepard, L., & Drake, M. A. (2013). Sensory properties and drivers of liking for Greek yogurts. Journal of Dairy Science. https://doi.org/10.3168/jds.2013-6973
  • Ortinau, L. C., Culp, J. M., Hoertel, H. A., Douglas, S. M., & Leidy, H. J. (2013). The effects of increased dietary protein yogurt snack in the afternoon on appetite control and eating initiation in healthy women. Nutrition Journal. https://doi.org/10.1186/1475-2891-12-71
  • Shufelt, T. (2012). The Yogurt Wars Get Serious. Canadian Business.