Icterícia no recém-nascido, o que eu devo saber?

26 de agosto de 2019
A icterícia no recém-nascido não precisa estar associada à uma doença grave, geralmente é um processo normal.

Nos primeiros dias da vida de um bebê os medos e dúvidas de seus pais são tão amplos, que qualquer sintoma ou sinal desconhecido pode gerar angústia. A icterícia no recém-nascido é considerada como um processo normal, embora exija supervisão para que não atinja condições extremas.

Por que a icterícia aparece no recém-nascido? 

Primeiramente, queremos dizer que a icterícia é definida como uma coloração amarelada da pele e das mucosas. Sua causa é a bilirrubina, uma substância que aparece quando o glóbulo vermelho é degradado. A maneira de saber os valores exatos é pelo exame de sangue.

Mas a coloração amarelada do bebê não é considerada uma situação séria se os níveis de bilirrubina não forem extremamente altos. Quando os níveis estão muito altos no sangue, falamos sobre hiperbilirrubinemia, e precisamos de controle e monitoramento hospitalar.

Logo depois de dois ou três dias após o nascimento é normal ver uma cor amarelada da pele do recém-nascido. O fígado é o órgão responsável pela remoção do excesso de bilirrubina, mas demora um pouco para começar a funcionar após o nascimento.

Leia também: 5 razões importantes para conhecer o tipo de sangue dos membros da sua família

Quais são os melhores cuidados para o recém-nascido? 

Mesmo que a icterícia no recém-nascido não costume ser uma afetação séria, devemos saber como agir para minimizar essa situação. Para fazer, isso existem cuidados básicos que todos os pais podem fazer:

  • Em primeiro lugar, monitore a alimentação adequada do recém-nascido. Se o bebê for amamentado, é mais complicado garantir a ingestão de alimentos. Existe uma icterícia associada à amamentação que é rara, e geralmente aparece após uma semana de vida. Apenas o pediatra, após a avaliação do recém-nascido, pode indicar se é necessário cessar a amamentação por um ou dois dias.
  • Fototerapia em casa. A fototerapia é a técnica utilizada em unidades de neonatologia para o tratamento da hiperbilirrubinemia. Agora, se uma internação não for necessária, ela pode ser feita em casa, por exemplo, expondo-se o recém-nascido por 10 minutos por dia à luz do sol, usando uma fralda para cobrir os olhos. Escolha um horário solar que não seja prejudicial, se possível antes das 9 da manhã.
Bebê com icterícia

Identifique possíveis situações de risco 

Como já comentamos anteriormente, o mais frequente é ver uma icterícia no recém-nascido que não esteja associada à problemas mais sérios. Mas é importante que saibamos certos sinais que precisam de uma avaliação médica:

  • Início precoce da icterícia no recém-nascido. Se a coloração ocorrer desde o primeiro dia de vida, o pediatra solicitará um exame de sangue para poder avaliar o resultado exato.
  • A icterícia no recém-nascido se mantém após duas semanas de vida. É o momento em que o fígado precisa ser capaz de desempenhar bem suas funções e eliminar os excessos.

Complicações de icterícia no recém-nascido 

Quando a bilirrubina sanguínea excede os valores extremos, pode ser depositada nas células cerebrais, alterando o metabolismo e a função dos neurônios. Esta situação é chamada de kernicterus.

Então, para evitar essa situação, uma consulta com o pediatra deve ser solicitada quando for detectada uma coloração amarelada do bebê após uma semana de vida.

Primeiramente, o pediatra realizará os exames adequados para avaliar os níveis de bilirrubina e, se os valores estiverem próximos de parâmetros extremos, prescreverá a internação hospitalar e o tratamento com fototerapia, e atendimento na unidade de neonatologia.

Você pode estar interessado em ler ademais: Por que alguns bebês só dormem quando estão perto da mãe?

O que a fototerapia hospitalar envolve? 

Bebê na incubadora

Um recém-nascido que precisa de fototerapia precisará de internação hospitalar por vários dias. Hoje, na maioria dos hospitais, os pais podem ficar com os filhos 24 horas por dia, embora seja recomendado que façam o seu descanso em casa.

Os enfermeiros das unidades de neonatologia estão preparados para realizar os cuidados básicos necessários aos recém-nascidos com hiperbilirrubinemia. É importante seguir as recomendações de pessoal especializado.

Se você estiver amamentando seu filho, é recomendado que não o deixe de fazer. É aconselhável seguir as indicações dos profissionais do hospital quanto à alimentação do recém-nascido.

Conclusão 

A pele do recém-nascido apresenta alterações nos primeiros dias de vida, e a icterícia é uma das mais frequentes. É necessário receber informações adequadas sobre os cuidados básicos de cada uma das alterações frequentes.

 

  • Cifuentes Recondo, J. (2012). Ictericia en el recién nacido. Medwave. https://doi.org/10.5867/medwave.2006.05.1984
  • García-Alix, A., Martínez Biarge, M., Arnaez, J., Valverde, E., & Quero, J. (2008). Protocolos de Neonatología. In Nenonatología Protocolos AEP.
  • Neil, K., & Zieve, D. (2018). Ictericia del recién nacido. MedlinePlus.