Gisele Bündchen: "Sou uma mãe extra, não madrasta"

Gisele não gosta de ser chamada de madrasta e por isso inventou um termo que a une ao seu enteado: mãe extra.
Gisele Bündchen: "Sou uma mãe extra, não madrasta"

Última atualização: 26 maio, 2022

Gisele Bündchen não para. Ela está em turnê para divulgar o seu segundo livro: Aprendizados: minha caminhada para uma vida com mais significado. Em uma recente entrevista à Ellen DeGeneres, revelou que a sua aposentadoria nunca esteve tão distante. “Acho que vou parar de trabalhar só quando morrer, pois amo trabalhar e criar”, brincou.

Ao longo de sua carreira, ela mostrou o que é ser uma supermodelo. Já na vida privada, ela se revela uma supermãe. Um de seus três filhos é fruto de uma relação anterior do atual marido, mas isso não a impediu de amar a criança como se fosse sua.

 Ela até inventou o termo “mãe extra” por não se sentir uma madrasta, e sim uma pessoa a mais para dar amor maternal.

Ela e Tom começaram a namorar em 2006, tendo “dias perfeitos”, assim como acontece com boa parte dos casais no início da relação. Porém, apenas dois meses depois, uma notícia estourou aquela bolha de perfeição: “Tom me contou que sua ex-namorada estava grávida”.

Gisele Bündchen
Direitos autorais: Reprodução Instagram/@gisele

“Além disso, no dia seguinte, as notícias estavam em todos os lugares. Senti que meu mundo tinha virado de cabeça para baixo”, confessou em seu livro de memórias.

Gisele Bündchen provou que família é família, independentemente do formato

Ela e Tom não sabiam como passariam por tudo aquilo, mas escolheram seguir em frente. O nascimento do filho do atual marido fez com que ela refletisse sobre o que queria para sua vida. Apesar de ter sido uma surpresa e, de acordo com ela, um momento difícil, o nascimento de John “Jack” Edward Thomas mudou tudo.

“Ele fez meu coração se expandir de formas que eu nem sabia serem possíveis” disse ela. “Me apaixonei por aquele pequeno que me ensinou a ser mãe apesar de não ser meu filho biológico”.

“Não gosto da palavra madrasta”. Gosto da palavra “mãe extra” porque sinto que é uma bênção na minha vida. Sinto tanta sorte por ter um anjinho maravilhoso a mais na minha vida”.

Gisele Bündchen
Direitos autorais: Reprodução Instagram/@tombrady

Tom Brady falou sobre o momento, explicando que naquela situação conseguiu ver quem era realmente Gisele, assim como ela também conseguiu ver que ele não era o tipo de pessoa que fugia das responsabilidades.

Uma família unida e feliz

Dois anos depois, eles decidiram se casar em uma cerimônia intimista, apenas para os familiares mais próximos. O sonho de começar uma família se fortaleceu e hoje o casal tem Benjamin Rein, de 12 anos, e Vivian, de 9. À Vanity Fair, Gisele Bündchen comentou um pouco sobre sua relação com o enteado, que a família apelidou carinhosamente de Jack.

“Sinto-me abençoada por tê-lo em minha vida. Eu entendo que ele tem uma mãe e respeito isso, mas para mim não é porque outra pessoa deu à luz que não é meu filho. Eu sinto que é 100%. Quero que ele tenha um ótimo relacionamento com a mãe dele, porque isso é importante, mas eu o amo como se ele fosse meu. Eu sinto que ele é meu filho desde o primeiro dia”, revelou a famosa.

Mãe de Jack
Direitos autorais: Reprodução Instagram/@bridgetmoynahan

Duas mães: amor em dobro

Na imprensa, muito se especulava sobre a relação das duas, e alguns tabloides chegaram a afirmar que Bridget ficava ofendida com os comentários de Gisele sobre Jack ser considerado um filho para ela.

No entanto, a relação com a mãe biológica de Jack, a atriz Bridget Moynahan, é muito boa, e a criação do menino é dividida amigavelmente desde o começo: “Tom e eu tomamos a decisão de criar o menino juntos, e ambos encontramos companheiros que não só nos apoiam para criá-lo, mas também amam nosso filho como se fosse deles. […] Não acho que eu possa pedir mais do que isso. Meu filho está cercado de amor”, disse.

E você, o que achou do termo mãe extra? Existe um anjinho a mais na sua vida também?

Pode interessar a você...
Como o cérebro muda com a maternidade?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Como o cérebro muda com a maternidade?

Ser mãe implica mudanças físicas e emocionais, mas também estruturais. Descubra como o cérebro muda com a maternidade neste artigo.