Gânglios inchados no pescoço

O mais comum é que os gânglios inchados no pescoço sejam decorrentes de uma infecção leve. No entanto, em alguns casos, também podem surgir como resultado de doenças mais complexas e delicadas. Por isso, o melhor é consultar um médico.
Gânglios inchados no pescoço

Última atualização: 14 Junho, 2021

Os gânglios inchados no pescoço são um problema relativamente comum. Na maioria dos casos, este não deve ser um motivo de preocupação, embora em uma pequena porcentagem deles essa também possa ser a manifestação de graves problemas de saúde.

A causa mais comum para os gânglios inchados no pescoço é uma infecção. É preciso lembrar que todos os gânglios linfáticos do corpo desempenham um papel fundamental no combate às infecções. A inflamação sugere que eles estão cumprindo o seu papel.

Na maioria dos casos, o problema dos gânglios inchados no pescoço desaparece com o tempo. Talvez possa ser útil aplicar compressas mornas na área afetada, por exemplo. De qualquer forma, a sua evolução e tratamento dependem da sua causa.

Gânglios inchados

Gânglios inchados no pescoço

Os gânglios são um grupo de glândulas que fazem parte do sistema linfático. Este, por sua vez, é uma rede de vasos que se distribui ao longo de todo o corpo. Ele transporta a linfa, que é uma substância líquida que contém glóbulos brancos, proteínas, sais e gorduras.

Os gânglios estão presentes em várias áreas do corpo, tais como pescoço, axilas, virilha, abdômen e tórax. Em cada um deles, existem milhões de células chamadas linfócitos, cuja função é destruir substâncias estranhas e filtrar a linfa. Em outras palavras, os gânglios retêm os microrganismos que podem causar uma infecção.

Quando os gânglios detectam uma infecção, eles aumentam a produção de glóbulos brancos. Esses glóbulos são responsáveis ​​por atacar o elemento estranho que está afetando o corpo. Essa maior produção faz com que os gânglios linfáticos aumentem de tamanho e fiquem inchados.

Gânglios inchados no pescoço

Os gânglios inchados no pescoço geralmente indicam uma infecção na região da garganta. Eles, assim como os outros gânglios, estão conectados a uma complexa rede de vasos linfáticos, e os linfócitos são a primeira linha de defesa do organismo contra as infecções.

Os gânglios linfáticos estão distribuídos em grupos por várias partes do corpo. Os principais grupos de gânglios estão ao redor da cabeça e do pescoço. Eles estão presentes atrás e na frente das orelhas, sob o queixo, no couro cabeludo e acima das clavículas.

Geralmente, um gânglio fica inchado por causa de um processo infeccioso que está ocorrendo perto de onde ele está localizado. Estima-se que entre 60 e 80% dos casos de gânglios inchados no pescoço correspondam a infecções na garganta.

O que causa os gânglios inchados no pescoço?

Criança com febre

Os gânglios inchados no pescoço geralmente são uma indicação de infecções leves, tais como resfriados, gripes ou amigdalite. No entanto, embora a causa pareça óbvia devido à presença de qualquer uma dessas condições de saúde, é sempre melhor consultar um médico para que ele possa dar orientações específicas sobre o caso.

As infecções de ouvido são outra causa comum de gânglios inchados no pescoço. Nesses casos, os gânglios inchados são aqueles atrás das orelhas, na região superior do pescoço. O que deve ser tratado não é o gânglio em si, mas sim a infecção de origem. Ferimentos ou picadas de insetos também podem causar essa inflamação.

Existem outras situações nas quais esse inchaço indica causas mais graves. Doenças autoimunes, tais como artrite reumatoide, HIV-positivo ou lúpus, também causam o inchaço dos gânglios. O mesmo ocorre com infecções graves como tuberculose, sífilis, toxoplasmose, etc.

Os casos mais graves de gânglios inchados são causados ​​pelo câncer. O linfoma ou câncer linfático, bem como a leucemia e outros tipos de câncer que tiverem feito metástase para os gânglios, podem fazer com que eles fiquem inchados.

Outros dados a serem considerados

Quando os gânglios ficam inchados por causa de uma infecção e ela não é tratada adequadamente, podem surgir algumas complicações. Às vezes, pode se formar um abscesso, que é um acúmulo localizado de pus. Nesses casos, pode ser necessária a drenagem e/ou o uso de antibióticos.

Qualquer infecção pode evoluir para uma sepse, que é uma infecção muito grave na corrente sanguínea. Ela, por sua vez, pode levar à falência de órgãos e causar a morte. Esta condição requer hospitalização imediata.

Em termos gerais, é aconselhável ir ao médico quando houver gânglios inchados no pescoço ou quando houver inchaço dos gânglios em outras partes do corpo. Se os gânglios ficarem inchados sem motivo aparente, estiverem muito duros, aumentarem de tamanho ou forem acompanhados por febre e suores noturnos, uma consulta é indispensável.

Pode interessar a você...
Linfoma, um câncer silencioso que pode ser tratado com êxito se detectado a tempo
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Linfoma, um câncer silencioso que pode ser tratado com êxito se detectado a tempo

O linfoma pode ser tratado com grandes chances de cura se for detectado a tempo. Conheça neste artigo alguns sinais típicos da doença.



  • San Román, J., Dovasio, F., Llera, J., Kreindel, T., & Kucharzcyk, M. (2007). Masa palpable en cuello. Archivos argentinos de pediatría, 105(5), 461-465.
  • Moreira, C. (2015). Sistema Linfático. Revista de Ciência Elementar. https://doi.org/10.24927/rce2015.151
  • Gallegos-Hernández, J. F. (2007). El ganglio centinela. Concepto y aplicaciones prácticas en oncología. Revista Mexicana de Anestesiología.