Nódulo no pescoço: tudo que você precisa saber

10 Abril, 2020
Um nódulo no pescoço pode causar sintomas como dificuldades para engolir e afonia.

Todo mundo tem medo de encontrar um nódulo no pescoço. A primeira coisa que as pessoas costumam pensar é que se trata de um câncer. No entanto, existem inúmeras causas além do câncer. Felizmente, nem todos eles são malignos; pode ser uma infecção limitada, um cisto ou um tumor benigno.

A principal causa de um nódulo no pescoço são os gânglios linfáticos inchados. Estas são estruturas redondas que fazem parte do sistema imunológico e estão distribuídas por todo o corpo. Elas ajudam o organismo a reconhecer e combater infecções e tendem a inchar com frequência. Geralmente, esta é uma situação muito comum e temporária.

Neste artigo, explicaremos tudo que você precisa saber sobre os temidos nódulos no pescoço.

Quais são as principais causas de um nódulo no pescoço?

Como mencionamos anteriormente, a causa mais comum de um nódulo no pescoço é a inflamação de um gânglio linfático. Isso pode ocorrer por diferentes razões:

  • Uma infecção próxima. Por exemplo, um resfriado ou uma infecção na garganta. São situações muito comuns, principalmente em crianças. Destacam-se também a mononucleose, abscessos dentários, amigdalite, etc.
  • Infecção do próprio gânglio. É chamada de linfadenite.
  • Doenças sistêmicas como a do vírus da imunodeficiência humana (HIV) e tuberculose.
Gânglios linfáticos

Por outro lado, existem distúrbios imunológicos que também podem causar um nódulo no pescoço. Isso ocorre porque eles deixam as glândulas inchadas e também provocam infecções. A doença mais proeminente é a artrite reumatoide, uma patologia na qual o sistema imunológico ataca tecidos saudáveis por engano. Afeta principalmente as articulações.

Certos medicamentos também podem aumentar os nódulos. Um nódulo no pescoço também pode ser um cisto, que é uma cavidade cheia de líquido. Eles são facilmente identificáveis ​​porque muitos deles estão presentes desde o nascimento. Outra causa possível é um problema com as glândulas salivares.

No entanto, não podemos esquecer que também pode ser um câncer. Tumores malignos são mais comuns em pessoas idosas. Pode ser um linfonodo canceroso, mas também pode ser um tumor de uma estrutura vizinha que se espalhou. De fato, pode até ser uma metástase de um tumor distante.

Leia também: Linfoma, um câncer silencioso que pode ser tratado com êxito se detectado a tempo

Sinais de alerta se você tiver um nódulo no pescoço

Se você tem um nódulo no pescoço, é essencial que você vá ao médico para examiná-lo. É muito importante fazer os exames relevantes para obter um diagnóstico preciso. No entanto, além dos exames complementares, existem vários sinais que podem nos ajudar a conhecer a natureza desses nódulos.

Um nódulo macio e doloroso geralmente é um indicativo de uma infecção. Eles tendem a desaparecer após um período de tempo. Por outro lado, um nódulo muito sensível ao toque geralmente é linfadenite. Se o nódulo for duro, imóvel e não doer, pode ser um tumor.

Os tumores também podem causar outros sintomas, como afonia ou dificuldades para engolir. Se você tem um nódulo no pescoço que persiste e que também causa algum desses sintomas, não demore para consultar um médico.

Mulher com pescoço inchado

Você pode gostar de ler: Avanços científicos impulsionam vacina contra tumores cancerígenos

Quais exames podem ser feitos para obter um diagnóstico preciso?

Existem inúmeros exames que ajudam no diagnóstico. Se o paciente é jovem, geralmente não se trata de um tumor. Além disso, se houver sinais de infecção nas proximidades, esses exames geralmente não são necessários. A consistência também é levada em consideração, assim como o fato de provocar ou não dor.

O primeiro exame a ser realizado é o hemograma. Radiografias de tórax também podem ser usadas. Quando há sinais de alerta ou fatores de risco para o câncer, exames mais precisos podem ser solicitados. Entre eles, destaca-se a biópsia, na qual parte do nódulo é removida para uma análise.

Também podem ser feitos exames de imagem. Os mais utilizados são tomografia computadorizada e ressonância magnéticaÀs vezes, o ultrassom também é útil.

Conclusão

Um nódulo no pescoço geralmente é um gânglio linfático com um volume aumentado. A causa mais comum é uma infecção nas proximidades que costuma se resolver sem grandes problemas. No entanto, você deve prestar atenção a outros sintomas. Se o nódulo no pescoço não for doloroso e não se mover, pode ser um tumor. Idealmente, consulte um médico para tirar dúvidas. 

  • Neck lump. (n.d.). Retrieved July 12, 2019, from http://eclinicalworks.adam.com/content.aspx?productId=39&pid=1&gid=003098
  • Bulto en el cuello: Cómo saber si es benigno o maligno – Sh-sci.org. (n.d.). Retrieved July 12, 2019, from https://sh-sci.org/bulto-cuello-saber-benigno-maligno/
  • Bultos en el cuello – Trastornos otorrinolaringológicos – Manual MSD versión para público general. (n.d.). Retrieved July 12, 2019, from https://www.msdmanuals.com/es-es/hogar/trastornos-otorrinolaringológicos/síntomas-de-las-enfermedades-de-la-nariz-y-la-garganta/bultos-en-el-cuello