Efeitos secundários do câncer de ovário

O câncer de ovário é uma doença terrível com consequências irreversíveis. Seus tratamentos geram fortes efeitos que tornam a qualidade de vida extremamente difícil. Saiba neste post quais são esses efeitos.

O câncer de ovário implica o crescimento descontrolado das células nos ovários. Este tipo de câncer pode envolver a formação de tumores na área e também se espalhar para outras partes do corpo.

Os tratamentos para esta doença devem ser feitos com um especialista qualificado para garantir que os efeitos adversos afetem o paciente o mínimo possível. No entanto, existem algumas reações adversas a tratamentos que são inevitáveis, ​​como os apresentados abaixo.

Efeitos colaterais das intervenções cirúrgicas de câncer de ovário

A seguir se encontram alguns dos desconfortos, efeitos e consequências que uma paciente de câncer de ovário pode enfrentar durante o tratamento a seguir para tratar essa doença tão difícil.

Efeitos da anestesia

Mulher em cirurgia

O tratamento anestésico utilizado em todos os tipos de cirurgia pode gerar alguns efeitos, não muito graves, mas desconfortáveis ​​que podem prejudicar à paciente a curto ou médio prazo. Problemas respiratórios e cardíacos, coágulos sanguíneos, pequenas hemorragias e infecções são alguns dos problemas causados pela anestesia geral.

Recomendamos que você leia: 5 efeitos secundários e sintomas do câncer de ovário

Efeitos no corpo

Durante a cirurgia, algumas áreas podem ser diretamente afetadas, como a bexiga, vasos sanguíneos, intestino e linfonodos. Em alguns casos, é necessário remover os gânglios linfáticos que estão na pélvis da paciente.

Neste caso, existe o risco de o sistema linfático sofrer uma quebra causando linfedema. Esta doença faz com que as pernas se encham de líquido, causando inchaço.

Consequências extremas

Mulher consultando sobre câncer de ovário

Existe a probabilidade de, no momento da cirurgia para remover o tumor, ser necessário remover alguns fragmentos de órgãos abdominais afetados,  como o intestino, por exemplo. Além disso, pode ser necessário remover pedaços do fígado, vesícula biliar ou baço.

Da mesma forma, deve-se mencionar que, quando a operação é realizada, a paciente perde completamente a possibilidade de conceber filhos. No caso de a paciente querer ter filhos, ela deve se submeter a um tratamento de conservação de fertilidade antes da intervenção cirúrgica. Com isso, irá garantir os óvulos úteis para uma fecundação futura.

Convidamos você a ler: O que você deve saber antes de decidir remover os ovários?

Efeitos da quimioterapia

Os efeitos colaterais da quimioterapia variam dependendo da droga que está sendo utilizada para realizá-la.

Efeitos comuns

  • Perda total ou parcial de cabelo
  • Cansaço ou fadiga excessiva
  • Hemorragias e infecções causadas pela diminuição dos glóbulos vermelhos
  • Também pode gerar anemia
  • Náuseas, vômitos e fezes aquosas (diarreia)
  • Aftas e perda ou alteração do sentido do gosto
  • Câimbras ou formigamento geradas por danos nos nervos periféricos
  • Dor leve nos ouvidos e músculos
  • Vermelhidão, escurecimento e inflamação da pele

Efeitos menos frequentes

Dor de cabeça é um sintoma do câncer de ovário

  • Visão turva.
  • Hipotensão
  • Dor abdominal
  • Reações alérgicas
  • Dor de cabeça ou enxaqueca

Efeitos da radioterapia

Os efeitos da radioterapia e quimioterapia são os mesmos. No entanto, as pacientes que estão expostas à radioterapia também correm o risco de problemas digestivos.

Remédios naturais que podem reduzir os efeitos colaterais do câncer de ovário

Diante de uma doença degenerativa como o câncer, a natureza nos dá ferramentas para fazer medicamentos que são bastante úteis. Alguns alimentos e ervas são excelentes para reduzir os efeitos dos tratamentos para tumores ovarianos.

Em seguida, alguns desses alimentos e plantas medicinais.

1. Chá de hortelã

Chá de hortelã ajuda a aliviar sintomas do câncer de ovário

As propriedades antioxidantes do chá de hortelã tornam o sistema imunológico mais forte, permitindo que o corpo se previna e combata doenças como o câncer de ovário. Além disso, é excelente para aliviar o estômago irritado, um dos sintomas mais comuns que esse mal nos traz.

Ingredientes

  • 7 ou 10 folhas de hortelã (1 g).
  • 1 xícara de água (250 ml).
  • Mel ou limão a gosto.

Preparação

  • Ferva 250 ml de água.
  • Coloque as folhas de hortelã quando atingir o ponto de ebulição.
  • Desligue o fogo e deixe descansar até a infusão estar feita.
  • Adicione o mel ou o limão, se desejar.

Você pode tomá-lo a qualquer hora do dia. De preferência, tome uma xícara pela manhã.

2. Cogumelos Shiitake

Estes cogumelos contêm beta-glucano, uma substância química que demonstrou ser capaz de inibir alguns tipos de câncer. Os cogumelos Shiitake são comuns no Japão, onde são utilizados para o tratamento do câncer de ovário e outras doenças.

Ingredientes

  • 12 cogumelos frescos de shiitake.
  • 1 ramo de cebolinho (200 g).
  • Sal marinho.
  • 1 colher de sopa de óleo de girassol (15 g).
  • 1 alface romaine pequena
  • 2 colheres de sopa de suco de limão (30 ml).
  • 2 colheres de sopa de molho de soja (30 ml).
  • 1/2 colher de sopa de saquê (7,5 g).

 Preparação

  • Faça um corte em estrela no cogumelo shiitake.
  • Corte um pedaço do pé.
  • Corte em fatias o cebolinho e adicione sal marinho.
  • Coloque a mistura na grelha até que os cogumelos fiquem dourados.
  • Misture bem todos os ingredientes para fazer o molho.
  • Lave a alface e seque bem.
  • Corte as folhas em pedaços.
  • Coloque tudo em uma tigela.
Recomendados para você