10 efeitos imediatos do álcool em seu organismo

Ainda que uma taça de vinho possa ser benéfica para a nossa saúde, o excesso de álcool pode ser muito prejudicial, por isso é importante saber beber com moderação.

As bebidas alcoólicas fazem parte, inevitavelmente, de uma ampla variedade de momentos sociais nos quais buscamos comemorar ou compartilhar, mas você conhece os efeitos imediatos do álcool no organismo?

Seu consumo é comum entre os adultos de todas as idades, ainda que seja cada vez mais comum que os jovens iniciem seu consumo muito cedo.

Apesar de terem sido feitas múltiplas advertências sobre os efeitos negativos que causa para a saúde, são muitos os que preferem beber álcool de forma habitual e excessiva.

Ainda que a maioria das pessoas tenha a capacidade de controlar o desejo de consumi-lo, alguns acabam se tornando viciados e dependentes de seus efeitos.

O mais preocupante é que existe um forte interesse econômico e social que impede a proibição, ou ainda a regulamentação de sua venda.

Devido a isso, cada um deve ser consciente das consequências implicadas em seu consumo e, ao mesmo tempo, escolher o melhor para a sua saúde.

Dado que os efeitos imediatos do álcool são os mais ignorados, a seguir queremos mencioná-los em detalhes.

Efeitos imediatos do álcool no organismo

1. Desequilíbrios nos níveis de açúcar no sangue

Nível de açúcar no sangue

Em geral, momentos depois de consumir uma bebida alcoólicaos níveis de açúcar no sangue caem ou se elevam em quantidades consideráveis.

Esta reação leva a uma sensação de fraqueza que pode ser acompanhada de enjoos e dificuldades de orientação.

2. Alteração do ritmo cardíaco

O consumo excessivo deste tipo de bebidas pode causar uma aceleração do pulso e da atividade cardíaca.

As toxinas que contêm não demoram a viajar através da corrente sanguínea, por isso afetam diferentes sistemas do corpo e do coração.

3. Vermelhidão da pele

Mulher coçando seu pescoço

Outro dos efeitos sobre o sistema circulatório é que aumenta a vasodilatação e, por sua vez, causa uma vermelhidão visível na pele.

De fato, algumas pessoas apresentam mudanças evidentes em sua temperatura corporal e sudorese.

4. Visão borrada

Os problemas para ver com clareza são um dos efeitos que as pessoas que não moderam o consumo de álcool mais experimentam.

As toxinas que viajam através do sangue reduzem a capacidade da visão e causam uma visão borrada.

Esta reação é muito perigosa, não só porque a longo prazo afeta a saúde ocular, mas também porque é um dos fatores que influenciam o aumento de acidentes.

5. Falta de coordenação

Mulher após consumir álcool

Uma pessoa que consome muito álcool em uma só noite dificilmente pode manter sua capacidade de coordenação sob controle.

O corpo não só enfraquece, mas também perde o equilíbrio e tem os reflexos reduzidos.

Devido a isso, a pessoa afetada se expõe a sofrer quedas e outros acidentes mais graves.

Vale esclarecer que o álcool também afeta a desinibição, no sentido de que reduz a capacidade de autocontrole.

6. Problemas digestivos

O álcool altera o pH natural do estômago e pode causar irritação e inflamação do revestimento que o protege da acidez dos sucos gástricos.

Esta situação influencia o desenvolvimento de problemas como a gastrite ou o refluxo ácido.

Além disso, a longo prazo, pode causar consequências mais graves, como é o caso das úlceras duodenais, câncer de estômago ou câncer de esôfago.

7. Desidratação

Boca seca

Os rins são um dos órgãos que mais sofrem as consequências do consumo excessivo deste tipo de bebidas.

Visto que ficam sobrecarregados para eliminar as toxinas através da urina, perdemos líquidos e sais minerais fundamentais para a hidratação.

8. Dores de cabeça

Os altos níveis de toxinas e as dificuldades do metabolismo para trabalhar em um ritmo adequado são os que causam essas dores de cabeça próprias da ressaca.

É comum que, horas depois de consumir álcool, aumente a tensão nos músculos e sintamos dores fortes como a enxaqueca.

9. Vômitos

Mulher vomitando

As náuseas e os vômitos são comuns quando consumimos muito álcool, ou quando provamos algum tipo de bebida muito forte.

Esta reação vem acompanhada por um forte mal-estar digestivo, assim como enjoos e dificuldades para manter o equilíbrio.

Algumas pessoas não são capazes de tolerar sequer quantidades moderadas, e apresentam este sintoma no mesmo instante.

10. Problemas hepáticos

O fígado é o órgão principal no processo de metabolização das substâncias que o álcool contém. Devido a isso, os excessos o afetam de forma direta e podem causar dificuldades graves para funcionar de forma ótima.

Se os níveis de intoxicação são contínuos e descontrolados, a degeneração do fígado se torna fibrosa e ocorre o que se conhece como cirrose hepática.

Como você pôde notar após conhecer os efeitos imediatos do álcool, sob nenhuma circunstância é conveniente se exceder no consumo deste tipo de bebidas.

Apesar de podermos ingeri-lo de forma ocasional, o melhor é aprendermos a controlar o consumo.

Imagem principal oferecida por © wikiHow.com

Categorias: Curiosidades Tags:
Recomendados para você