Dor de cabeça noturna: o que causa esse transtorno?

15 Outubro, 2020
Se você apresenta esse problema de forma frequente, é importante consultar um especialista para fazer os exames pertinentes e determinar a origem da dor de cabeça noturna.

A dor de cabeça noturna afeta o descanso e a possibilidade de conciliar um sono reparador. E como precisamos dessas horas para acordar no dia seguinte com vigor e otimismo, é importante saber qual pode ser a causa desse desconforto e como tratá-lo corretamente. 

Esse incômodo é muito mais comum do que podemos imaginar. Na verdade, a maioria das pessoas o sente em algum momento de sua vida. E embora muitas vezes possamos confundi-la com dores de cabeça comuns, a cefaleia noturna não se manifesta exatamente da mesma forma.

5 causas da dor de cabeça noturna

Em algumas ocasiões, já vamos para a cama com um incômodo prévio. Depois, essa dor que avança com mais intensidade ao longo da noite. Então abrimos os olhos e nos sentimos entorpecidos, como se uma pesada nebulosa estivesse pressionando nossa cabeça até nos deixar sem forças.

Em geral, a dor de cabeça pode ter várias origens. Contudo, aquela que aparece de forma súbita ao longo da noite interrompendo nosso descanso responde a determinados fatores.

Descubra: 5 hábitos que podem desencadear crises de enxaqueca

1. Dor de cabeça hípnica

A dor de cabeça hípnica não é muito conhecida. É importante dizer que pode aparecer à noite e inclusive enquanto dormimos à tarde.

  • Em geral, aparece durante o sono REM. É uma dor leve, mas incisiva, que costuma durar entre 15 minutos, uma hora e inclusive duas horas.
  • Suas causas não são bem conhecidas, mas o que está claro é que aparece sempre nessa fase tão específica do sono. Por isso, acredita-se que a dor de cabeça hípnica possa estar relacionada com uma diminuição súbita da melatoninaum hormônio que regula o descanso.
  • A dor de cabeça hípnica costuma se fazer presente em muitas pessoas quando passam dos 50 anos.

2. Alimentos  com propriedades inflamatórias

Os laticínios podem favorecer as dores de cabeça

Esse é outro dado que nem sempre temos em mente. Existem determinados alimentos que, consumidos em excesso, geram alterações em nosso organismo.

  • É comum que muitos dos pratos que consumimos, ricos em glutamato monossódico, gerem dores de cabeça no meio da noite. Principalmente se os incluirmos no jantar.
  • Esse aditivo sintético, além de pouco saudável, é muito viciante.
  • Oferece um sabor intenso a muitos produtos de nossa alimentação cotidiana. Por exemplo, os molhos, os cremes, os tabletes de caldo e muitos tipos de comida pré-cozida.
  • Além disso, os queijos ou outros tipos de laticínios também têm propriedades inflamatórias e frequentemente causam dor de cabeça noturna.

Tudo isso nos obriga a controlar um pouco mais a qualidade dos nossos jantares. Devemos escolher bem quais produtos consumir nessa última refeição do dia.

3. Dor de cabeça sinusal

A dor de cabeça sinusal é outra associada à dor de cabeça noturna.

  • Esse tipo de cefaleia, como a palavra indica, é originada por uma sinusite.
  • A dor do seio paranasal afetado é muito intensa. Há uma forte sensibilidade que chega, por sua vez, aos ouvidos e à cabeça.
  • Muitas vezes, as pessoas pensam que a origem, dada sua intensidade, se deve a algum tipo de enxaqueca ou que se trata de uma dor de cabeça de tipo vascular.
  • Esse tipo de condição costuma se intensificar à noite se o ambiente do quarto for muito seco. Por isso, os umidificadores são muito aconselhados.

4. Síndrome da cabeça explosiva

Tanto curioso quanto certo. A síndrome da cabeça explosiva foi descrita no fim do século XIX. Contudo, atualmente continuamos sem saber com clareza o que a origina.

Esse tipo de transtorno entra na categoria das chamadas “parassonias”, ou seja, um distúrbio do sono.

Trata-se de uma dor intensa de cabeça que surge justo quando a pessoa está a ponto de dormir. Geralmente, as mulheres a sofrem mais do que os homens.

Há quem a experimente apenas uma vez na vida. Em outras pessoas, porém, pode durar alguns meses. No entanto, em todos os casos registrados esse problema costuma desaparecer por si mesmo.

Os indícios que temos até o momento se relacionam com alguma lesão em um dos ossos do ouvido. Também pode ocorrer por causa de uma falha na atividade neuronal, exatamente quando pegamos no sono.

Leia também: 10 chaves para uma boa higiene do sono

5. Dores de cabeça em salvas

A dor de cabeça em salvas é um tipo de enxaqueca que aparece mais em homens do que em mulheres.

  • Surge entre duas ou três horas depois de pegar no sono.
  • A dor é muito intensa e dura relativamente pouco, entre 15 minutos e meia hora.
  • A dor se localiza de um lado da cabeça, atrás de um olho e pode chegar até as têmporas e o pescoço.
  • Dentre os sintomas que acompanham a dor de cabeça também está a inflamação dos olhos, nariz congestionado, lacrimejamento, etc.
  • A dor de cabeça em salvas pode ser crônica em alguns casos.

Você tem dores de cabeça?

Se você tiver experimentado algum desses problemas por vários dias seguidos, não deixe de consultar seu médico. É importante que o profissional faça um check-up completo para saber o que pode estar acontecendo com você e qual a forma mais adequada de tratar o problema para que você possa recuperar o seu bem-estar e levar uma vida normal.