Diga adeus ao joanete

· 24 de janeiro de 2014
Achar sapatos confortáveis não é uma das tarefas mais fáceis, principalmente quando procuramos um para usar no dia a dia, para trabalhar.

Essa tarefa fica pior ainda quando, de uma hora para outra, começa a surgir um verdadeiro problema: o joanete.

O que é e quais seus sintomas?

O joanete é uma deformidade óssea dos pés, também conhecido como hallus valgus. Seus sintomas são basicamente dores ao andar e edema na face medial dos pés.

Dependendo da gravidade do caso, uma simples caminhada passa a ser uma verdadeira tortura devido às dores que a doença causa. 

Como surge?

As laterais dos nossos pés acabam recebendo uma “carga” maior, que deveria ser recebida pelo dedão. Com a pressão feita com o uso dos sapatos, acaba surgindo na ponta do osso uma bolsa dolorosa que contém líquido, o que se torna um processo inflamatório.

Vale ressaltar que o surgimento do joanete geralmente está associado à predisposição genética e até mesmo quem não herdou o joanete pode não estar totalmente livre do problema.

Cada pessoa apresenta um tipo de pé: podem ser planos, apresentar uma curvatura mais acentuada e ter boa diferença no tamanho dos dedos. De acordo com alguns médicos, não existe necessariamente um formato melhor ou mais saudável.

Leia também: As melhores alternativas para acabar com os calos nos pés

ao joanete

Atenção a alguns sinais

Você deve se atentar quando houver alguns sintomas como dor, desconforto ou dificuldade para andar.

Uma boa dica para quando for comprar sapatos, é esperar até a noite, pois seus pés estarão mais inchados. Andar com o calçado por alguns minutos na loja é fundamental para acertar na escolha.

O modelo deve se acomodar bem nos pés, deixá-los folgados, ser resistente e garantir proteção.

Mulheres, atenção: evitem sapatos de salto alto e bico fino. Esse tipo de sapato faz com que vocês fiquem mais propensas a ter joanetes que os homens. E sempre que puder, fique de chinelos ou até mesmo descalça para dar um descanso aos seus pés.

Leia também: 5 benefícios que se obtém ao parar de usar saltos

Boas dicas

Para evitar o aparecimento do joanete, o calçado deve respeitar a anatomia dos pés. A parte da frente do sapato precisa ter, no mínimo, um centímetro de altura.

O material, especialmente do salto, deve ser macio e resistente para absorver impacto. O ideal mesmo é adotar a prática de usar calçados confortáveis.

Na hora da higienização do seu pé, é preciso alguns cuidados. Nunca use lâminas de corte ou lixas grossas, as quais podem causar inflamação em vez de resolver o problema.

Procure um especialista sempre que houver formação de calosidade expressa, provocada pelo atrito do calçado em cima da deformidade.

  • Ajis, A., Koti, M., & Maffulli, N. (2005). Tailor’s bunion: A review. Journal of Foot and Ankle Surgery. https://doi.org/10.1053/j.jfas.2005.02.005