Diferenças entre amor saudável e tóxico

21 de outubro de 2019
Existem relacionamentos saudáveis onde as diferenças são toleradas e até comemoradas. Mas também existem tóxicos, onde essas diferenças são uma ameaça ao relacionamento. Neste artigo, fornecemos algumas dicas para identificar os diferentes tipos de vínculo.

O amor é um dos sentimentos mais intensos que podemos experimentar. Se tivermos maturidade emocional suficiente, essa exaltação nos permitirá desfrutar de uma experiência incrível com nosso parceiro e viver um amor saudável.

Mas, se, pelo contrário, nossa maturidade emocional não estiver suficientemente formada, podemos nos entregar a um relacionamento tóxico, acreditando que devemos fazer muitos sacrifícios em nome do amor.

E, embora seja fácil ignorar, existe uma linha tênue entre sentir amor e ter uma dependência ou obsessão emocional pela outra pessoa. Mas, como podemos identificar isso? Embora seja difícil para muitos aceitarem, certas características permitem confirmar que tipo de amor é esse.

Amor saudável ou tóxico?

Casal amoroso

Vamos descobrir juntos as características de ambos os relacionamentos, para que você possa determinar se está vivendo um ou outro.

1. Um amor saudável encontra apoio

Quando o amor é saudável, há muita importância no desenvolvimento individual de cada um. Por isso, ambos buscam apoio e incentivo quando desejam atingir uma meta ou passar por um momento crítico.

Se o relacionamento é tóxico, o parceiro/a adquire um comportamento obsessivo e teme que a outra pessoa realize um sonho ou seja “superior” em certos aspectos. Assim, sempre procurará manipular para sentir que está no comando.

2. Em um amor saudável há aceitação

Controle sobre o parceiro

Aceitar os defeitos da outra pessoa é essencial para todo relacionamento saudável. É importante levar tempo suficiente para conhecê-la, pois o amor implica tolerar e respeitar o outro como ele é.

Se o amor é tóxico, sempre haverá reprovações em relação ao outro. De uma maneira ou de outra, procurará a maneira de mudar sua personalidade para satisfazer seus próprios interesses.

3. Se é amor saudável, também há liberdade

Para que o amor dure, é importante respeitar a liberdade um do outro. Todas as pessoas têm interesses separados que nem sempre desejam compartilhar com o parceiro.

Um passeio com amigos, a prática de hobbies ou um projeto de trabalho não são razões para gerar um conflito. Pelo contrário, ambos aceitam que são elementos-chave para nutrir o relacionamento.

Se existe uma co-dependência emocional, não há confiança suficiente para realizar atividades nas quais não estejam juntos. A ideia de não ver o que a outra pessoa está fazendo é motivo de ciúme e insegurança.

Talvez te interesse:  7 elementos dos quais todo casal precisa além do amor

4. Comunicação

Casal na cama sem amor saudável

Esse aspecto pode ser decisivo para diferenciar um amor saudável de um amor destrutivo. Enquanto em um relacionamento saudável cada conversa é construtiva, no amor tóxico, sempre são gerados conflitos e culpados.

Quando o casal tem confiança suficiente para conversar e resolver seus problemas sem a necessidade de atacar ou manipular um ao outro, o tipo de amor é saudável.

Se alguém tenta se tornar vítima ou finge estar sempre certo, devemos avaliar se é realmente amor.

5. Intimidade

O campo sexual é um dos componentes mais importantes de qualquer relacionamento. No entanto, não é necessário sacrificar os interesses próprios para agradar o parceiro.

Se o amor é saudável e verdadeiro, a intimidade surge do desejo. O vínculo que eles têm é tão forte que não há medo ao expressar desejos, gostos ou ações que são desconfortáveis ​​no sexo.

Pelo contrário, se não houver confiança o suficiente ou houver manipulação, podem surgir sentimentos de insegurança ao fazer sexo. Um deles sacrifica o que sente para atender às necessidades do outro.

6. Privacidade

casal feliz vivendo um amor saudável

A privacidade do parceiro/a é um componente muito importante que requer muito respeito. Devido à confiança formada entre os dois, é comum discutir questões delicadas que não devem ser divulgadas por nenhum motivo.

Se houver maturidade suficiente para lidar com isso, ninguém compartilhará esses aspectos com outras pessoas. Se o relacionamento é tóxico, esses detalhes são motivo para zombar ou manipular o outro.

Não perca: Como saber se estou em um relacionamento tóxico?

7. Felicidade

Um relacionamento saudável é composto de momentos felizes. De uma maneira contínua, ambos procuram compartilhar novas experiências e aventuras.

Apesar das dificuldades, os dois sentem que se complementam e que não há nada melhor no mundo. Em um amor tóxico, é difícil experimentar esses sentimentos. Na maioria das vezes, alguém sofre ou se sente limitado demais para deixar a zona de conforto.

Por fim, que tipo de amor você identifica em sua vida? Se você considera seu relacionamento tóxico, analise como resolvê-lo para que não cause mais sofrimento. Todos nós merecemos ter um amor saudável que nos faz sentir plenos.

  • Villa Moral Jiménez, María de la; Sirvent Ruiz, Carlos. Dependencia Afectiva y Género: Perfil Sintomático Diferencial en Dependientes Afectivos Españoles.[Internet]. Interamerican Journal of Psychology, vol. 43, núm. 2, 2009, pp. 230-240. Disponible en: http://digibuo.uniovi.es/dspace/bitstream/10651/35600/1/28412891004.pdf
  • Aiquipa Tello, J. J. (2015). Dependencia emocional. Revista de Psicología.
  • Aiquipa Tello, J. J. (2015). Dependencia emocional en mujeres víctimas de violencia de pareja. Emotional Dependence of Female Victims of Intimate Partnership Violence. https://doi.org/10.1174/021347406778538230