Qual é a diferença entre um cisto e um tumor?

04 Novembro, 2020
Estabelecer a diferença entre um cisto e um tumor é importante principalmente devido à crença geral de que um cisto é benigno e um tumor é maligno. Isso não corresponde à realidade, pois em ambos os casos pode ou não haver câncer.

Para a maioria de nós, não é fácil dizer qual é a diferença entre um cisto e um tumor. Nos dois casos, trata-se de um nódulo que aparece em algum lugar do corpo e que costuma gerar apreensão, porque é imediatamente associado a um processo cancerígeno.

É muito comum que a maioria das pessoas relacionem o cisto a algo benigno e inofensivo, e o tumor a um câncer maligno e fatal. Isso não é verdade. Existem cistos que podem ser perigosos e também tumores sem consequências.

Uma diferença importante entre um cisto e um tumor é o que os causa. Além disso, é claro, sua composição e seu curso. Embora ambos tenham aparência semelhante, a verdade é que eles têm uma natureza e implicações diferentes.

Cistos

A diferença entre um cisto e um tumor é a causa

Os cistos são sacos ou bolsas, semelhantes a uma bolha, que contêm um material gasoso, líquido ou semissólido, que é cercado por uma membrana. Na maioria das vezes, eles aparecem espontaneamente e geralmente desaparecem da mesma maneira. Costumam ser formados pela obstrução ou infecção de alguma glândula.

Existem diferentes tipos de cistos. Os mais comuns são os seguintes:

  • Cistos mamários: são bolsas cheias de líquido que aparecem nos seios e se movem facilmente sob a pele. Se houver muitos cistos na mesma mama, fala-se de doença fibrocística da mama.
  • Cistos foliculares: são bolsas que se formam nos folículos capilares e que geralmente contêm queratina. Eles quase sempre se formam no couro cabeludo.
  • Cistos epidermoides: são cistos que se formam na epiderme, basicamente no peito, costas, pescoço e escroto.
  • Cistos ovarianos: formam-se nos ovários, geralmente durante a ovulação. Às vezes, eles podem causar dor e desconforto.
  • Cistos hepáticos: são formados no fígado.
  • Cistos renais: estão localizados nos rins.

Os cistos têm tamanhos diferentes. Às vezes, não são maiores que a cabeça de um alfinete, e outras vezes são do tamanho de uma bola de basquete. Os mais perigosos são os maiores, devido ao dano potencial que podem causar aos órgãos dos quais estão próximos.

Tumores

Tumores

Os tumores são protuberâncias que surgem da divisão e crescimento descontrolado de algumas células. Estas se acumulam e formam esses caroços, que se tornam tumores, também chamados de neoplasias.

Os tumores podem resultar de qualquer doença, problemas relacionados ao sistema imunológico, consumo de álcool ou cigarro, exposição prolongada ao sol, contato com certas toxinas ou produtos químicos, radiação, obesidade, vírus e outros fatores.

Você pode estar interessado: Nódulo no pescoço: tudo que você precisa saber

Os tumores podem ser benignos, pré-malignos ou malignos; isto é, não cancerígeno, pré-canceroso ou canceroso, respectivamente. Os principais tipos de tumores são os seguintes:

  • Lipomas: são tumores que se formam com células adiposas, localizam-se sob a pele e são macios. Eles são quase sempre benignos e geralmente aparecem em pessoas com mais de 40 anos.
  • Miomas ou fibromas: formam-se em tecidos fibrosos ou conjuntivos, com muita frequência no útero ou ao redor dele. São tumores benignos.
  • Adenomas: formam-se na camada que cobre os órgãos e glândulas. São constituídos por tecido epitelial glandular. Eles geralmente são benignos.
  • Malignos: podem se formar em qualquer parte do corpo. São tumores cancerígenos.

Leia também: Diagnóstico de tumores e cistos mandibulares

Diferença entre cisto e tumor

Como vimos, a diferença entre um cisto e um tumor é dada por vários fatores. O primeiro deles é a causa. Enquanto os cistos são geralmente formados por obstrução ou infecção em uma glândula, os tumores são o resultado do crescimento excessivo de um grupo de células.

Da mesma forma, enquanto os cistos geralmente contêm ar, líquido ou uma substância semissólida, os tumores são massas sólidas de tecido. Quase todos os cistos são benignos, mas o câncer também causa um número significativo de cistos. Os cistos que contêm material sólido podem ser cancerígenos.

Outra diferença importante entre cisto e tumor é que o primeiro geralmente tem mobilidade. Ou seja, eles podem ser movidos de um lugar para o outro por meio do toque. O tumor, por outro lado, aparece como uma massa rígida, firme e que não pode se mover; é como se estivesse “preso” ao organismo.

Cistos e tumores podem aparecer em qualquer parte do corpo e exigir uma avaliação médica. O perigo de um ou de outro depende de vários fatores e, portanto, é necessário realizar os exames necessários para estabelecer um diagnóstico.

  • Cotte, B., Haag, T., Vaudoyer, F., Canis, M., & Mage, G. (2011). Ecografía de los quistes y tumores de ovario. EMC-Ginecología-Obstetricia, 47(4), 1-24.
  • Giwerc, A., Masson-Lecomte, A., Desgrandchamps, F., & Méria, P. (2019). Quistes y tumores del epidídimo. EMC – Urología. https://doi.org/10.1016/s1761-3310(19)42719-9
  • Avenue, B. M. (2012). Tumores Cerebrales Tumores Cerebrales. American Brain Tumor Association. https://doi.org/10.1109/ICADIWT.2009.5273951