Dieta para aliviar a enxaqueca: conheça-a!

· 11 de março de 2019
Ainda que a enxaqueca possa ter muitos detonantes, uma boa dieta pode ser determinante para controlar as crises. É importante saber quais são os alimentos irritantes que devem ser evitados.

A enxaqueca é uma das doenças que mais causa incapacidade na população. Descreve-se como uma dor pulsátil e intensa que afeta a um ou ambos os lados da cabeça. Frequentemente acontece de forma esporádica, mas também pode ser um transtorno crônico. Mas é possível manter uma dieta para aliviar a enxaqueca que te ajudará.

Além disso, apesar de sua principal característica serem as dores de cabeça fortes, pode vir acompanhada por dificuldade na visão, problemas de concentração e incômodos gastrointestinais. Além disso, as crises podem durar entre 4 e 72 horas, sendo motivo de consulta médica.

Atualmente há uma ampla variedade de fármacos e remédios que podem ajudar a paliar seus efeitos. Porém, muitos conseguiram aliviá-la através da alimentação. De fato, ainda que haja muitos desencadeantes, esta poderia ser a chave para o seu controle.

Conselhos para fazer uma boa dieta para aliviar a enxaqueca

A exposição a ambientes contaminados, o excesso de estresse e as mudanças hormonais são alguns dos desencadeantes dos episódios de enxaqueca. Todos estes podem causar uma dilatação das artérias situadas no crânio, dando origem aos sintomas.

Moça com enxaqueca

Da mesma forma, uma dieta mal desenhada e rica em alimentos irritantes pode ser um detonador. Devido a isso, é fundamental melhorar os hábitos alimentares e identificar as comidas que podem causar ou piorar uma piorar uma crise. No seguinte espaço te damos alguns conselhos.

Recomendamos ler também: 9 dicas para conseguir mudar seus hábitos alimentares

Respeitar os horários de refeição

Manter horários fixos de refeição ou evitar passar mais de três horas sem comer, é uma medida simples para aliviar a enxaqueca. Isso permite manter a glicose estável no sangue, o que evita as reduções drásticas de açúcar no cérebro.

Evitar o consumo de doces

Consumir muitos doces faz com que ganhemos peso e dificulta o controle dos níveis de inflamação. Portanto, para melhorar a dieta para aliviar a enxaqueca, é primordial evitar toda fonte de açúcar refinado (balas, geleias, xaropes, vitaminas, dentre outros).

Limitar o consumo de sal

A maioria das pessoas consome mais do que a quantidade recomendada de sal, deixando passar desapercebidos seus efeitos no corpo. O certo é que o excesso de sódio afeta aos processos inflamatórios e é uma causa de retenção de líquidos, problemas de circulação e enxaquecas.

Dieta para aliviar a enxaqueca não inclui sal

Não tomar bebidas alcoólicas

Certamente, as toxinas que as bebidas alcoólicas contêm podem favorecer o surgimento dos sintomas de enxaqueca. De fato, têm um efeito hipoglicemiante que pode causar quedas de açúcar no sangue e sensação de fatiga.

Evitar a mistura de féculas

Sem dúvida alguma, combinar várias fontes de féculas em uma mesma refeição pode ser a razão das enxaquecas. Isso se deve às dificuldades que causam no sistema digestivo, o que pode desencadear uma reação inflamatória. Alguns exemplos de féculas são:

  • Pão e artigos de pastelaria
  • Macarrão e arroz
  • Batatas
  • Beterraba
  • Milho
  • Bananas
  • Abóbora

Dieta para aliviar a enxaqueca: alimentos permitidos e proibidos

Em relação à dieta para aliviar a enxaqueca, ela propõe aumentar o consumo dos alimentos que favorecem o controle do sintoma. Ainda, implica em restringir aqueles que contém substâncias irritantes que se associam com o surgimento deste problema.

Alimentos permitidos

  • Azeite de oliva
  • Peixes magros
  • Vegetais e frutas frescas
  • Carnes brancas (peito de frango e peru)
  • Ervas e especiarias
  • Cereais integrais

Alimentos proibidos

  • Chocolates
  • Embutidos (salame, toucinho, presuntos, salsichas, chouriços)
  • Curtidos e alimentos em conserva
  • Manteiga de amendoim
  • Café e chá preto
  • Queijos maduros (cheddar, gouda ou edam)
  • Condimentos artificiais (temperos, sopas empacotadas, molhos picantes)
  • Farinhas refinadas ou produtos de panificadora
  • Doces e açúcar refinado
  • Frituras e lanchas de pacote

Não deixe de conferir: Por que devemos evitar as farinhas refinadas? Descubra 7 efeitos negativos

Exemplo de menu de dieta para aliviar a enxaqueca

Há muitas alternativas para melhorar os menus quando há crises de enxaqueca. A seguir, compartilharemos um exemplo simples que pode servir como base para melhorar a alimentação ao sofrer esta condição.

Dieta para aliviar a enxaqueca

Desjejum

  • Copo de leite de arroz
  • Xícara de cereais integrais
  • Quiuí picado

Meio da manhã

  • Infusão a gosto (gengibre, menta, canela, etc.)
  • Torradas integrais com tomate

Almoço

  • Infusão ou chá
  • Salada de lentilhas com atum e verduras
  • Porção de morangos

Lanche

  • Leite de amêndoas
  • Flocos de aveia com fruta picada

Jantar

  • Creme de abóbora
  • Salada de frango
  • Maçã assada

Você sofre de enxaquecas recorrentes? Então siga esta dieta simples e controle os sintomas com uma boa alimentação. Além disso, se o sintoma persistir ou for recorrente, consulte um médico. Ainda que nem sempre seja grave, às vezes é necessário avaliar outras causas para determinar um tratamento apropriado.

  • Alpay, K., Erta, M., Orhan, E. K., Üstay, D. K., Lieners, C., & Baykan, B. (2010). Diet restriction in migraine, based on IgG against foods: A clinical double-blind, randomised, cross-over trial. Cephalalgia. https://doi.org/10.1177/0333102410361404
  • Bunner, A. E., Agarwal, U., Gonzales, J. F., Valente, F., & Barnard, N. D. (2014). Nutrition intervention for migraine: a randomized crossover trial. Journal of Headache and Pain. https://doi.org/10.1186/1129-2377-15-69
  • Mitchell, N., Hewitt, C. E., Jayakody, S., Islam, M., Adamson, J., Watt, I., & Torgerson, D. J. (2011). Randomised controlled trial of food elimination diet based on IgG antibodies for the prevention of migraine like headaches. Nutrition Journal. https://doi.org/10.1186/1475-2891-10-85