Dicas eficazes para combater os bloqueios mentais

· 2 de julho de 2018
Assim como é importante combater os bloqueios mentais, precisamos aprender a evitá-los. Então, a atividade física e a interação com os amigos podem ser muito úteis.

Saiba como combater os bloqueios mentais, que estão muito relacionados à resiliência e ao nosso nível de maturidade emocional. Eles podem aparecer em qualquer momento da nossa vida, e algumas pessoas podem lidar com essa situação melhor do que outras. Mas afinal, o que são os bloqueios mentais?

O que são os bloqueios mentais?

Os bloqueios mentais são um freio sobre o processo mental que nos impede de ter uma resposta rápida, adequada e eficaz para uma atividade ou situação. Quando isso ocorre, sentimos desamparo, frustração, culpa, raiva e ansiedade quando não conseguimos agir adequadamente em um momento específico.

O estresse e o excesso de trabalho muitas vezes desencadeiam os bloqueios mentais. Para enfrentar esta situação, devemos parar, tirar algum tempo para nós e retomar o que estávamos fazendo.

Não perca este artigo: 14 truques para superar o estresse, ansiedade, e o medo

Como combater os bloqueios mentais

1. Confiança em si mesmo para o bloqueio afetivo

O bloqueio afetivo pode vir como resposta a um evento inesperado, como uma traição, um término de relacionamento, um desastre natural, etc. Nessas situações, o indivíduo permanece emocionalmente “mutilado” e acha difícil expressar ou até mesmo sentir emoções.

Esses tipos de bloqueios estão diretamente associados aos sentimentos e ocorrem quando passamos por experiências traumáticas. Por exemplo, quando uma criança é abusada ou intimidada na infância, essas ações resultam em insegurança em muitas situações futuras.

Posteriormente, provavelmente o indivíduo crescerá com baixa autoestima e com pouca capacidade de resolver os problemas do cotidiano. Isso acontece porque ele não tem autoconfiança. Esse tipo de bloqueio é eliminado quando ele encontra algo em que é muito bom ou especialista, recuperando assim a sua autoconfiança.

2. Socialização, resiliência e adaptação para o bloqueio ambiental

Como enfrentar os bloqueios mentais

O bloqueio ambiental surge da pouca experiência com a socialização que um sujeito possui. Ou seja, por ter tido pouco contato com o ambiente e a cultura, isso o leva a ser mais retraído e diminui sua capacidade de responder a uma situação cotidiana.

Isso pode acontecer com um estrangeiro que mudou recentemente para outro país e está passando por um processo de adaptação, ainda mais se ele tiver experimentado eventos xenófobos. Ou um adolescente que se mudou para outro estado para cursar uma faculdade.

resiliência é a capacidade de enfrentar com alegria os períodos ruins. Ela será muito útil para combater este bloqueio. A capacidade de adaptação será o nosso segundo aliado. Com o tempo, se nos esforçarmos, é mais provável que a socialização em um determinado ambiente não seja um problema.

3. Um ponto de vista holístico para os bloqueios cognitivos

Quando ocorre um bloqueio cognitivo, podemos nos afogar em um copo de água. Esse tipo de bloqueio nos impede de resolver problemas porque, por falta de conhecimento, ou por alguma atitude obsessiva, não levamos em conta todos os aspectos da situação.

Pedir conselhos, ficar longe da situação ou tentar ver o panorama a partir de um ponto de vista holístico nos ajudará a sair deste bloqueio. Devemos nos afastar da situação o máximo que pudermos.

Para exemplificar, se estamos muito perto de uma tela, vemos apenas uma parte da imagem. Porém, se nos afastarmos, certamente entenderemos bem o que é a imagem. É assim que funciona o ponto de vista holístico.

Leia também: Aprenda a eliminar os pensamentos negativos

4. Diversão, amigos e bom humor para bloqueios criativos

Colegas conversando na rua

Se você for um artista, cientista ou executivo, pode passar por um bloqueio criativo, daqueles que fazem você se sentir “seco” em sua arte ou talento. Talvez você esteja em plena tese ou tenha parado no meio de uma música.

Nesses casos, é melhor sair com os amigos, compartilhar com a família, ouvir música e definitivamente fazer o que você tiver vontade. Muito provavelmente, quando você voltar ao trabalho, encontrará aquela fonte de inspiração que estava faltando.

Outras dicas para evitar os bloqueios mentais

1. Exercício

O exercício é um gerador de boa saúde, tanto física quanto mental. Gera endorfinas e nos mantém com uma atitude positiva. Os exercícios de meditação também são bons aliados aqui.

Tirar alguns minutos por dia e fugir para um lugar solitário, fechar os olhos e meditar permitirá criar novas ideias para a realização de nossos projetos.

 2. Organize o tempo e controle as emoções

Devemos fazer um esboço do tempo para administrá-lo corretamente e não permitir que as tarefas colidam umas com as outras. O controle e a gestão do nosso tempo e das nossas emoções são importantes, assim como o tempo para canalizá-las. Se a situação apresentada se tornar difícil e a raiva tomar conta de nós, devemos parar por dez minutos, analisar e depois prosseguir.

Nem tudo deve ser feito de uma vez, as coisas são feitas passo a passo; da pressa, só resulta o cansaço. Então, devemos definir limites e criar pequenos objetivos.