Descubra como tratar uma contratura cervical

As contraturas cervicais são muito frequentes e são causadas por estresse, más posturas ou fraqueza muscular. Como aliviar a dor que elas provocam? Quando consultar o médico?
Descubra como tratar uma contratura cervical

Última atualização: 30 Novembro, 2020

Uma contratura cervical é uma rigidez dolorosa no pescoço. Essa área é muito delicada devido aos ligamentos e músculos envolvidos para que possamos nos mover e manter a cabeça firme. Os músculos vão da cabeça e da coluna cervical até a clavícula, o tórax e outras estruturas, formando um total de 20 músculos que permitem o movimento.

Quando ocorre uma contratura cervical, os vasos sanguíneos que fornecem sangue são comprimidos. Como resultado, a entorse ou a contratura piora. Em geral, os músculos mais afetados são o trapézio e o levantador da escápula.

Felizmente, a contratura raramente é causada por um problema sério de saúde e pode ser melhorada com exercícios, massagens e outros tratamentos não invasivos. Quais são as melhores opções? Quando consultar o médico? No espaço a seguir, vamos trazer todos os detalhes.

Sintomas de uma contratura cervical

Não é difícil diagnosticar uma contratura cervical, pois um dos sintomas é a intensa dor na região do pescoço. Em algumas situações, é uma dor prolongada e, em outras, ocorre esporadicamente. Outras manifestações clínicas podem ser as seguintes:

  • Inflamação.
  • Pontadas intensas.
  • Sensação de formigamento.
  • Presença de calor na área.
  • Dor muscular.
  • Para mover o pescoço, também é necessário mover o tronco devido à rigidez.
A dor é o sintoma comum da contratura cervical. No entanto, também existe uma limitação no movimento da cabeça.

Na maioria dos casos, a contratura cervical não causa problemas graves. No entanto, é importante cuidar do desconforto a tempo para evitar que a dor piore. O médico pode sugerir certos exames se você suspeitar de uma lesão mais preocupante. Esses exames podem ser:

  • Raiografias.
  • Exames de sangue.
  • Eletromiografia (EMG).
  • Ressonância magnética (RM).
  • Tomografia computadorizada (TC).

Causas das contraturas cervicais

As contraturas cervicais não têm uma única causa. Nem ocorrem apenas em uma determinada população. Por ser um trauma muscular muito comum, existem certos fatores que aumentam o risco de sofrer com esse problema. Os mais frequentes incluem:

  • Uma sobrecarga de trabalho.
  • Fraqueza muscular.
  • Uso repetitivo dos músculos.
  • Exposição constante a situações estressantes.
  • Posições forçadas (para o pescoço) mantidas por longos períodos.

Como tratar uma contratura cervical?

Desde que a contratura cervical não seja causada por uma lesão ou doença grave, seus sintomas podem ser aliviados com algumas medidas de autocuidado. Se a dor for forte e não melhorar logo, o ideal é procurar atendimento médico. Confira a seguir o que pode contribuir para o seu alívio.

Analgésicos de venda livre

Uma das primeiras recomendações para aliviar a dor causada por uma contratura cervical é tomar um analgésico de venda livre, como aspirina, ibuprofeno, naproxeno sódico ou paracetamol.

No entanto, conforme detalhado em artigo publicado em National Center for Biotechnology Information, o uso desses medicamentos deve ser moderado, durante poucos dias. Caso você já tenha alguma doença prévia ou esteja sob tratamento médico, é melhor consultar um médico antes de ingeri-los.

O consumo de analgésico de venda livre pode ajudar a aliviar essa condição. No entanto, não é aconselhável exceder as doses.

Compressas frias

A aplicação de compressas frias contribui para o tratamento da dor cervical por diversos motivos. Primeiro, elas ajudam a anestesiar a área afetada, proporcionando uma sensação temporária de alívio. Por outro lado, conforme detalhado em um artigo publicado em University of Rochester Medical Center Rochester, NY, reduzem a inflamação.

É importante aplicar o frio por meio de uma compressa, já que o gelo sozinho pode ser agressivo para a pele. Em caso de contratura cervical, a compressa deve ser colocada na área afetada por 10 minutos. Se a dor persistir, deve-se repetir a aplicação mais 2 ou 3 vezes.

Terapia de calor

De acordo com o artigo citado na seção anterior, o calor também pode ser útil em caso de dor. Sua aplicação em compressas estimula a circulação, reduz a rigidez e acalma as dores. No entanto, essa opção não deve ser usada nas primeiras 48 horas após uma lesão.

Massagem

Uma massagem realizada por um fisioterapeuta ou massagista profissional pode contribuir para o alívio dessa condição. Um estudo publicado em Journal of Manipulative and Physiological Therapeutics revelou que até mesmo curtas massagens ajudam a aliviar a dor no pescoço.

Quando se trata de receber uma massagem para aliviar a dor cervical, é importante escolher um massagista profissional.

Exercício moderado

Para problemas como a contratura cervical, o médico pode sugerir sessões com um fisioterapeuta para ajudar a recuperar a amplitude de movimento. Embora um pouco de descanso seja calmante, em excesso pode ser prejudicial. Portanto, a inatividade total não é recomendada.

Alongamentos leves, exercícios moderados e atividades que não envolvem muito esforço são ideais para manter o movimento enquanto se alivia essa condição.

Quando consultar o médico?

Não se deve ignorar que as contraturas cervicais podem exigir atenção médica. Se os sintomas piorarem ou persistirem por vários dias, o ideal é consultar um profissional. Da mesma forma, é conveniente verificar se:

  • A dor é resultado de uma queda ou lesão.
  • Além da dor, há dormência nas costas, nas extremidades ou em outras partes do corpo.
  • Há dificuldade para mover as extremidades.
  • O controle da bexiga ou do intestino foi perdido.
  • Ocorre febre alta.

Em todos esses casos, o tratamento pode variar de acordo com a causa subjacente. Provavelmente serão necessários exames adicionais, assim como medicamentos ou outras opções terapêuticas além das já mencionadas.

Pode interessar a você...
6 exercícios para reduzir a dor cervical
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
6 exercícios para reduzir a dor cervical

A dor cervical é uma das mais frequentes devido às nossas tarefas diárias. Aprenda neste artigo a realizar 6 exercícios para reduzir a dor cervical.



  • Haik, J., Prat, D., Kornhaber, R., & Tessone, A. (2016). Treatment of cervical contractures utilising a closed platysmotomy like approach: Case report and review of the literature. Burns. https://doi.org/10.1016/j.burns.2016.03.026
  • Binder AI. Neck pain. BMJ Clin Evid. 2008;2008:1103. Published 2008 Aug 4.
  • Cohen, S. P. (2015). Epidemiology, diagnosis, and treatment of neck pain. Mayo Clinic Proceedings. https://doi.org/10.1016/j.mayocp.2014.09.008
  • Bakar Y, Sertel M, Oztürk A, Yümin ET, Tatarli N, Ankarali H. Short term effects of classic massage compared to connective tissue massage on pressure pain threshold and muscle relaxation response in women with chronic neck pain: a preliminary study. J Manipulative Physiol Ther. 2014;37(6):415‐421. doi:10.1016/j.jmpt.2014.05.004
  • InformedHealth.org [Internet]. Cologne, Germany: Institute for Quality and Efficiency in Health Care (IQWiG); 2006-. Neck pain: Overview. 2010 Aug 24 [Updated 2019 Feb 14]. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK338120/