Mejor con Salud
 

Dermatite seborreica: sintomas e tratamento

A dermatite seborreica pode afetar adultos e crianças. Geralmente aparece em estágios da vida em que há uma atividade sebácea maior.
Dermatite seborreica: sintomas e tratamento

Última atualização: 01 Dezembro, 2020

A dermatite seborreica é uma condição comum da pele. É um tipo de eczema que não é desencadeado por fatores externos. Afeta principalmente o couro cabeludo, embora também possa afetar outras áreas, como o rosto, os lados do nariz, as sobrancelhas, os ouvidos, as pálpebras e o peito.

A dermatite seborreica pode ocorrer em adultos e crianças. Em geral, aparece em estágios da vida em que há uma maior atividade sebácea ligada a uma maior estimulação hormonal.

Causas da dermatite seborreica

A causa exata da dermatite seborreica é desconhecida, embora a sua aparição possa estar relacionada ao fungo malassezia, encontrado na secreção sebácea na pele. Outra causa da dermatite seborreica pode ser uma resposta irregular do sistema imunológico.

Existem vários fatores que podem aumentar o risco de desenvolver dermatite seborreica, como sofrer de distúrbios neurológicos e psiquiátricos. Ter um sistema imunológico fraco também aumenta o risco, como o de receptores de transplantes de órgãos e pessoas com HIV.

Mulher com dermatite
A dermatite seborreica geralmente ocorre no couro cabeludo e em algumas partes da face. Embora possa ser causada pelo fungo malassezia, existem outros fatores que podem desencadeá-la.

Quais são os seus sintomas?

Os sintomas da dermatite seborreica incluem caspa, lesões na pele, coceira e eritema leve. Geralmente, o couro cabeludo é afetado e apresenta pequenas escamas.

Também é comum ter descamação das sobrancelhas, cílios, barba e bigode, além de vermelhidão e descamação do sulco nasogeniano e da parte posterior das orelhas.

Em alguns pacientes, as pálpebras ficam inflamadas e pequenas crostas se formam em sua borda. No tronco, a dermatite seborreica costuma se manifestar como placas eritematomórficas arredondadas. Às vezes, as placas são cobertas por escamas muito aderentes, parecendo lesões de psoríase.

Diagnóstico

O diagnóstico é baseado no exame clínico, pela aparência e localização das lesões de pele. Manchas com escamas oleosas no couro cabeludo são sintomas característicos.

Além disso, geralmente existem lesões eritematosas e escamosas nas áreas de inserção do couro cabeludo, dobras retroauriculares, sulcos nasogênicos ou sobrancelhas. Nos bebês, a lesão característica é a “crosta láctea” .

Um diagnóstico diferencial da dermatite seborreica deve ser feito com outras doenças que apresentem sintomas semelhantes, como:

  • Psoríase: também causa caspa e vermelhidão da pele com a presença de flocos e escamas. Na psoríase há mais escamas, e elas são brancas prateadas.
  • Dermatite atópica: esta condição da pele causa coceira e inchaço nas dobras dos cotovelos, na parte de trás dos joelhos e na frente do pescoço.
  • Pitiríase versicolor: essa erupção cutânea aparece no tronco, mas geralmente não é avermelhada como as manchas da dermatite seborreica.
  • Rosácea: geralmente ocorre no rosto e gera poucas escamas.

Tratamento da dermatite seborreica

Existem diversas medidas gerais de higiene, como evitar banhos quentes, ambientes com aquecimento ou ar condicionado e situações de aumento do estresse emocionalSabonetes hidratantes neutros e cremes ou loções hidratantes não oleosos devem ser usados ​​para a higiene diária.

Tratamento para a dermatite
Produtos tópicos com propriedades anti-inflamatórias e antifúngicas podem ajudar no tratamento da dermatite seborreica.

Anti-inflamatório

Os corticosteroides, como a hidrocortisona, fluocinolona e clobetasol, são aplicados no couro cabeludo ou em outra área afetada. Eles são usados ​​na forma de cremes, xampus ou pomadas.

Eles são eficazes e fáceis de usar, mas devem ser usados ​​com cautela. Se forem utilizados por um longo período sem descanso, podem causar efeitos colaterais, como afinamento da pele ou surgimento de manchas.

Cremes ou loções contendo inibidores de calcineurina, como tacrolimus e pimecrolimus, podem ser eficazes e ter menos efeitos colaterais que os corticosteroides. No entanto, eles não são a primeira opção de tratamento.

Antifúngicos

Eles são usados ​​na forma de géis, cremes ou xampus, alternando com outros medicamentos. Eles podem ser usados ​​a 1 ou 2% como cetoconazol, dependendo da intensidade e da área a ser tratada

Em casos mais graves, podem ser utilizados tratamentos orais com tetraciclinas, que diminuem a secreção sebácea. Em geral, a resposta ao tratamento da dermatite seborreica é boa.

Você deve ter em mente que um tratamento de manutenção será necessário, pois a doença persiste por meses a anos. No entanto, apresentará surtos que vão melhorar nas estações mais quentes, embora possam piorar nos meses frios e em situações de fadiga e estresse emocional.

7 inimigos da saúde da pele que costumamos ignorar

7 inimigos da saúde da pele que costumamos ignorar

Seja por causa da herança genética ou por maus hábitos, existem inimigos da saúde da pele que devemos evitar. Saiba mais!



  • Berk T, Scheinfeld N. Seborrheic dermatitis. P T. 2010;35(6):348–352.
  • Borda LJ, Wikramanayake TC. Seborrheic Dermatitis and Dandruff: A Comprehensive Review. J Clin Investig Dermatol. 2015;3(2):10.13188/2373-1044.1000019. doi:10.13188/2373-1044.1000019
  • Calderón-Komáromy, A., Borbujo, J., & Freites-Martínez, A. (2014). Dermatitis seborreica. FMC Formacion Medica Continuada En Atencion Primaria. https://doi.org/10.1016/S1134-2072(14)70690-5
  • CORREA, B. O. (1950). Dermatitis seborreica. Consideraciones etiopatogenicas. Revista Chilena de Pediatr??A.
  • Quintanilla Santamaría, M., Zambrano Centeno, B., & Alonso Pacheco, M. L. (2013). Dermatitis seborreica en el adulto. SEMERGEN – Medicina de Familia. https://doi.org/10.1016/s1138-3593(00)73647-1