De quais materiais devem ser os brinquedos para bebês?

· 27 de junho de 2018
Como pais, devemos garantir que os itens com os quais nossos filhos terão contato sejam 100% seguros, ou seja, livres de materiais ou substâncias tóxicas que possam causar danos a eles.

Os brinquedos para bebês são uma parte essencial do seu desenvolvimento. Com eles, as crianças se divertem, exercitam, aprendem e aumentam suas habilidades e destrezas. Em suma, os brinquedos favorecem o desenvolvimento social, intelectual e físico da criança.

No entanto, às vezes, um produto tão nobre pode ser prejudicial para as crianças. Isso ocorre quando o brinquedo não atende aos requisitos mínimos de qualidade ou contém substâncias químicas nocivas. Portanto, surge a pergunta: de que material devem ser feitos os brinquedos para bebês?

Por que é importante verificar o material dos brinquedos para bebês?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as crianças são mais vulneráveis ​​aos efeitos nocivos dos produtos químicos. Por que razão? Porque os pequenos estão em constante crescimento e desenvolvimento físico.

Além disso, por eles ainda não terem atingido a maturidade física e fisiológica para metabolizar e eliminar substâncias químicas nocivas, como um adulto pode fazer, a exposição a materiais tóxicos por determinados períodos de tempo pode causar danos temporários ou permanentes aos bebês.

Entre esses casos estão as lesões relacionadas às estruturas e funções do cérebro, do sistema nervoso, do sistema reprodutivo, do sistema endócrino, entre outros. Os efeitos negativos da exposição aos produtos químicos em brinquedos para bebês são geralmente classificados da seguinte forma:

  • Envenenamento agudo.
  • Queimaduras químicas.
  • Alergias.
  • Danos subclínicos sem toxicidade aguda.
  • Danos físicos a longo prazo.

Saiba mais nesse artigo: 15 brinquedos para estimular a aprendizagem

Quais materiais são tóxicos?

Mçae segurando brinquedos para bebês

Atualmente, não há uma compilação definitiva dos efeitos negativos que os materiais tóxicos têm sobre a saúde das crianças. No entanto, a ONG ambientalista Greenpeace, em seu “Guia para comprar sem tóxicos“, indica que a maioria das substâncias perigosas nos brinquedos é derivada de plastificantes de ftalato.

De fato, no ano de 1999, a União Europeia (UE) proibiu o uso de 6 ftalatos em mordedores para crianças menores de 3 anos de idade. A seguir apresentaremos para você uma lista dos produtos químicos cujo conteúdo em brinquedos deve ser observado cuidadosamente:

Metais

Metais como cádmio, mercúrio e chumbo podem causar graves problemas de aprendizado, comportamento e retardo mental. No referido “Guia para comprar sem tóxicos“, você pode identificar brinquedos para bebês que excederam os níveis designados de tais materiais de acordo com os regulamentos.

Plastificantes

Nesta categoria se incluem os ftalatos. Estes são compostos químicos que geralmente são utilizados como plastificantes, fixadores de sabores artificiais, cosméticos, entre outros. No entanto, é uma das substâncias tóxicas que criou mais alarde na comunidade científica devido a seus possíveis efeitos cancerígeno.

Aromatizantes e alérgenos

Existe uma grande quantidade de substâncias que podem ser tóxicas para as crianças. De acordo com a lei, fragrâncias como a helênio, o cianeto simples, o almíscar abelmosco, o acrilato de etila, entre outros, são totalmente proibidos nos brinquedos para bebês.

Como posso saber se os brinquedos do meu bebê são seguros?

Crianças guardando brinquedos para bebês

Em vista do grande risco de materiais tóxicos em brinquedos, muitos países criaram consciência. Como resultado, eles promulgaram leis e regulamentos muito específicos sobre a segurança.

A indústria de brinquedos deve aderir aos padrões sanitários correspondentes. Caso contrário, existe o risco de que seus itens sejam retirados do mercado e compensem os danos. Então, pensando sob essa perspectiva, você pode descansar um pouco.

Da mesma forma, por lei, cada brinquedo deve ter seu rótulo e identificação do produto. É necessário ler bem as especificações para estar ciente dos riscos aos quais o bebê pode estar exposto. Isso permitirá que você avalie se é seguro ou não comprar tal brinquedo.

Por outro lado, sempre que comprar um brinquedo, deverá procurar a marca: CE, que significa “Conformidade Europeia”, ou, no caso do Brasil, a marca do Inmetro, que é o órgão brasileiro responsável pelo estabelecimento de programas de avaliação da conformidade.

Este selo é a declaração do fabricante em que afirma que os seus brinquedos cumprem as normas essenciais de segurança. Se os brinquedos para bebês tiverem essas marcas, você pode ter certeza de que seu filho pequeno terá contato com um produto seguro.

Não deixe de ler: A chave para educar as crianças está na simplicidade

Materiais seguros para os brinquedos do bebê

Brinquedos para bebês de materiais seguros

Atualmente, muitas mães e pais tentam comprar brinquedos feitos de materiais nobres. Alguns destes são madeira não tratada, minerais, resinas, fibras, pigmentos e ceras naturais. Quanto menos transformações e processos químicos eles tiverem, melhor.

Além disso, existem materiais sintéticos, como o polipropileno, um plástico bastante rígido que não é tóxico. Inclusive, ainda pode ser usado após a reciclagem. O polietileno é adicionado a esta lista de materiais apropriados. Este é outro polímero que é muito popular em países como os Estados Unidos devido à sua segurança.

Em suma, procure brinquedos feitos com materiais nobres, naturais e não processados ​​pela indústria. Lembre-se de verificar as informações no rótulo do produto.

Reflexões

Um bom brinquedo deve ser divertido, seguro e que não cause preocupação. Sabemos que, como pai ou mãe, você procura que seu filho fique longe de riscos não intencionais.

Portanto, recomendamos que os brinquedos para bebês selecionados estejam em conformidade com os regulamentos legais de saúde.

Crie o hábito de sempre verificar o rótulo do produto e procurar a marca “Inmetro” ou “CE” nos brinquedos. Talvez você gaste um pouco mais de tempo e dinheiro; mas lembre-se, a saúde do seu bebê é inestimável.