Meu corpo perfeitamente imperfeito

· 16 de setembro de 2015
Ter problemas com o espelho e a balança é algo que atormenta, sobretudo, as mulheres. Os homens não sentem tanta pressão da sociedade para serem perfeitos.

Você costuma criticar seu próprio corpo o tempo todo? Neste artigo, ensinaremos a você como se aceitar com todas as suas imperfeições, pois o corpo “perfeito” não existe, e o importante mesmo é se sentir bem. Leia e coloque nossos conselhos em prática.

Enquanto que, para os homens, as rugas e os cabelos brancos podem indicar maturidade e experiência, para as mulheres pode significar que estão ficando velhas e menos bonitas a cada novo ano que passa.

Para eles, a “barriguinha de cerveja” pode ser vista sem preconceito, mas para elas, ficar perfeita em um biquíni é um sonho perseguido constantemente.

Conselhos sobre o corpo para colocar em prática

1. Comparar-se com os outros, nunca mais

Aprender a amar o próprio corpo

A grama do vizinho é sempre mais verde para você? Se sim, é bom deixar as comparações de lado e entender que, no fundo, é impossível saber como é realmente a vida do outro, como ele se sente realmente.

Muitas vezes, vemos alguém que parece ser mais bem-sucedido, bonito, rico, amado etc., e pensamos que seria maravilhoso ter uma vida igual.

Com as redes sociais, a comparação entre as pessoas chegou a um nível nunca imaginado. No Instagram, Facebook e afins, vemos imagens editadas de vidas “reais” que parecem um conto de fadas. E a nossa? Continua mais real do que nunca, com muitos problemas, mais parecida com uma novela mexicana.

No entanto, as comparações não levam a nada e, além de inúteis, podem levar você a um ciclo de depressão.

Outro grande problema é comparar o próprio corpo com os de modelos de revistas e atrizes famosas. Muitas vezes, aqueles corpos esculturais que vemos na TV e nas revistas estão sob uma iluminação especial, sob um ângulo que disfarça muitos defeitos e pneuzinhos “retocados” no Photoshop.

Nosso corpo é o que temos de mais precioso, por isso devemos cuidá-lo e amá-lo tal como é.

2. Cuide-se: dieta adequada, exercícios e mimos

Cuidar do corpo

Seu corpo pode não ser perfeito, mas mesmo com todos os pneuzinhos, varizes e possíveis rugas, é seu maior patrimônio. Dessa forma, cuidar bem da própria saúde é prova de que você se ama, está feliz com seu próprio corpo e quer mantê-lo bem por toda a vida.

Muitas vezes, a falta de amor por nosso corpo revela uma certa culpa na consciência por não estarmos cuidando bem de nós mesmos.

Quando comemos mal, vivemos estressados, pensando apenas em dinheiro e bens materiais e não temos tempo de qualidade apenas para cuidar de nós mesmos, tendemos a “esquecer” do corpo, e além disso, forçá-lo a trabalhar até a exaustão.

Não caia nessa armadilha. Cuide bem de si, escolha exercícios físicos que te deem prazer. Além disso, não hesite em gastar um pouco mais em um tratamento de spa uma ou duas vezes ao ano. Os mimos também são sinal de uma autoestima saudável.

3. Elogie-se sempre e saiba lidar com as críticas

Cuidar do corpo sempre

Elogiar-se é algo difícil para muitas pessoas. Mas mudar o diálogo interior é condição necessária para uma autoestima saudável, pois pode inclusive curar doenças e melhorar seu nível de energia e qualidade de vida.

A autoestima é tão importante que vale muito a pena parar algumas vezes por dia para se elogiar, até que isso se torne um hábito. Por isso, elogie-se sempre e evite críticas.

Se outras pessoas criticarem seu corpo, analise se é uma crítica construtiva.

Por exemplo, se uma amiga notar que sua pele está precisando de alguns cuidados a mais, você pode seguir o conselho e realmente cuidar mais da pele. Mas se forem críticas desdenhosas, aprenda a se defender de pessoas que não se importam e que podem machucar você com palavras.

Leia mais: 6 maneiras de cuidar do corpo para ter equilíbrio físico e mental

4. Vista-se para reforçar seus pontos fortes

Escolha roupas que mostrem seu jeito de ser, nas quais sinta-se confortável, à vontade para interagir e estar no mundo. Realce pontos-fortes e, além disso, procure truques da moda para alongar a silhueta, dar mais cintura, ampliar os quadris ou valorizar o busto.

Se for necessário, recorra a uma amiga que saiba muito de moda, ou então pesquise mais sobre o assunto. Existem diversos livros, vídeos e sites que podem ajudar você a se vestir melhor.

Amor próprio

Exercício do espelho para aumentar o amor próprio

Fique diante de um espelho apenas com a roupa de baixo ou com roupa de banho. Por algum tempo (cerca de 10 minutos), observe-se sem se criticar, até se sentir confortável diante do espelho.

Diga que ama o próprio corpo e rosto. Se surgirem lágrimas, chore sem reprimir as emoções. Elas darão lugar à alegria de amar o próprio corpo como ele é na realidade.

Leia também: Ingrediente incrível para eliminar as impurezas de todo o seu corpo

Repita então o exercício várias vezes, até sentir que aceita o seu corpo e o valoriza pelo que é: um maravilhoso presente que permite a todos viver, amar, desfrutar da vida e dos relacionamentos.

Ser-forte

Para finalizar, deixamos você com essa citação:

“Não existe mulher mais inteligente que a que sabe se fazer respeitar. Não há mulher mais bela que a que tem um grande coração. Não há mulher mais forte do que aquela que acredita em si mesma. Não há mulher mais admirável do que a que tem dignidade.

Não há mulher mais elegante do que a que é uma dama. Não há mulher mais sábia que a que realmente se conhece. Não há mulher mais feliz do que a que sabe se valorizar”.

  • Damasceno, V. O. (2006). Imagem corporal e corpo ideal. Revista Brasileira de Ciência e Movimemto. https://doi.org/10.18511/RBCM.V14I2.691
  • Secchi, K., Camargo, B. V., & Bertoldo, R. B. (2009). Percepção da imagem corporal e representações sociais do corpo. Psicologia: Teoria e Pesquisa. https://doi.org/10.1590/S0102-37722009000200011