Conselhos para evitar o refluxo noturno

24 de novembro de 2019
O refluxo noturno pode causar dificuldades para conciliar o sono. Felizmente, é possível controlar isso com algumas mudanças no estilo de vida. Veja os melhores conselhos.

Milhares de pessoas procuram constantemente soluções para evitar o refluxo noturno. Embora essa condição possa ocorrer em qualquer hora do dia, para muitas delas é mais frequente durante a noite e, de fato, se torna um gatilho para alterações do sono.

O refluxo gastroesofágico se origina por um enfraquecimento do esfíncter esofágico, o que permite o retorno dos ácidos estomacais para o esôfago e a boca. Como resultado, a pessoa afetada sente uma incômoda sensação de ardor ou irritação na altura do esterno, que costuma vir acompanhada de dor torácica, azia e dificuldades para engolir.

Felizmente, na maioria dos casos é leve e não conduz a complicações graves. Apesar disso, é recomendável prestar atenção, pois se se repetir de maneira contínua, pode afetar tanto o sono como a qualidade de vida em geral. Mas como controlar esse problema? No seguinte espaço, vamos compartilhar algumas dicas.

Por que tenho refluxo noturno?

Há vários fatores que se relacionam com o aumento do refluxo ácido durante o período noturno. Em primeiro lugar, está associado a jantares abundantes e irritantes, especialmente quando realizados pouco antes de ir para a cama.

Dado que dificulta a digestão e o corpo permanece em posição horizontal, o tônus do esfíncter esofágico diminui e as secreções ácidas conseguem retornar para o esôfago e a boca. A mesma coisa acontece quando se consome bebidas muito quentes antes de dormir ou se deitar em uma posição inapropriada.

No entanto, esse problema também é frequente entre consumidores de tabaco, pessoas submetidas a situações de estresse e quem usa roupas muito justas para dormir. Por isso, o primeiro ponto para seu tratamento consiste em melhorar o estilo de vida, corrigindo os maus hábitos que podem causá-lo e piorá-lo.

Mulher com dor por refluxo

Conselhos para evitar o refluxo à noite

Existem várias medidas que podem ajudar a evitar o refluxo noturno, sobretudo quando é um problema recorrente ou severo. Embora seja importante consultar o médico para determinar se há uma causa subjacente para os sintomas, em geral essas recomendações podem servir como apoio ao tratamento.

Evitar comer antes de dormir

Embora não seja aconselhável ir para a cama sem comer, também não é correto fazer uma refeição antes de se deitar. O ideal é jantar algo leve, umas duas ou três horas antes de dormir. Assim, as secreções ácidas do estômago estarão sob controle na hora de ir para a cama.

Leia também: 7 conselhos de alimentação para o refluxo gastroesofágico

Limitar o consumo de comidas irritantes

Os alimentos que aumentam o nível de acidez estomacal podem piorar os sintomas do refluxo noturno. Devido a isso, aconselha-se a limitar, sobretudo à noite, o consumo de tomate, cafeína, carnes embutidas, frituras, pratos condimentados e bebidas alcoólicas.

Elevar a cabeceira da cama

Uma das medidas mais aconselháveis para evitar o refluxo noturno é dormir com o torso ligeiramente elevado. Para isso, é conveniente elevar a cabeceira da cama.

De acordo com um estudo publicado no Journal of Gastroenterology and Hepatology, a elevação da cabeceira da cama contribui para reduzir a exposição ao ácido esofágico e ao tempo de eliminação do ácido no refluxo noturno. Isso, por sua vez, pode reduzir as alterações de sono associadas.

No entanto, segundo a Clínica Mayo, elevar a cabeça com travesseiros adicionais é insuficiente para obter esse efeito. Portanto, o ideal seria elevar o corpo da cintura para cima. Nesse sentido, seria positivo contar com uma cama ajustável. No entanto, como é pouco frequente que os pacientes tenham acesso a uma cama desse tipo, a recomendação é utilizar um travesseiro triangular. 

O bom descanso previne refluxo

Dormir do lado esquerdo pode ajudar a evitar o refluxo noturno

Embora as razões não estejam de todo claras, dormir sobre o lado esquerdo pode diminuir os episódios de refluxo noturno. Aparentemente, por questões anatômicas, dormir sobre o lado direito do estômago faz com que o esfíncter esofágico fique mais exposto ao ácido estomacal, o que causa refluxos.

Perder peso

Os pacientes com sobrepeso e obesidade precisam perder peso para controlar o refluxo. Devido ao acúmulo de gordura no perímetro abdominal, a compressão gástrica aumenta e os ácidos conseguem retornar ao esôfago.

Leia também: 7 hábitos que causam refluxo gastroesofágico

Evitar o consumo de álcool e tabaco

Não apenas antes de ir para a cama, mas também durante o resto do dia. Esses hábitos podem, inclusive, agravar os sintomas.

Utilizar roupas confortáveis

Por comodidade e saúde, o ideal é preferir roupas soltas para dormir. Os pijamas muito ajustados podem aumentar a pressão intra-abdominal, o que permite o retorno das secreções ácidas do estômago.

Evite se estressar para controlar o refluxo noturno

Um adequado manejo do estresse não apenas diminui o risco de refluxo noturno, mas também favorece uma boa qualidade de sono. Para isso, recomenda-se a prática de técnicas de relaxamento, como a meditação, o yoga ou a leitura.

Ante refluxo noturno, o melhor é consultar o médico

Se os sintomas persistirem ou piorarem apesar de aplicar essas recomendações, o ideal é procurar um médico. O profissional poderá determinar a causa e o tratamento mais adequado para você.

O que tomar para o refluxo gástrico?

Além de aplicar as recomendações mencionadas na seção anterior, para promover o alívio dos incômodos do refluxo noturno, o gastroenterologista também pode indicar o uso de algum medicamento para o refluxo.

Em geral, esses medicamentos agem formando uma proteção na boca do estômago, evitando que os ácidos subam ao esôfago, combatendo, assim, a sensação de ardor, ao mesmo tempo que neutralizam rapidamente o excesso de ácido no estômago combatendo a sensação de acidez. Leia as instruções desse medicamento e consulte um especialista sobre o tratamento mais adequado para o seu caso.

Protetores gástricos