Como trabalhar as regiões difíceis da mulher: bumbum, quadris e coxas

Para trabalhar as regiões difíceis é muito importante que adotemos uma dieta equilibrada e façamos exercício diariamente, combinando uma rotina aeróbica com uma anaeróbica para assim obter melhores resultados.
Como trabalhar as regiões difíceis da mulher: bumbum, quadris e coxas

Última atualização: 12 Maio, 2021

As nádegas, quadris e coxas são as áreas onde mais se acumula gordura e, na maioria dos casos, eliminá-la torna-se uma tarefa quase impossível. Além disso, essas áreas do corpo feminino costumam receber mais atenção em termos de aparência.

A seguir, explicaremos por que geralmente mais gordura se acumula nessa parte do corpo e que tipos de exercícios e hábitos podem ajudar a combater esse problema. Tome nota!

Dieta saudável e exercícios para trabalhar as regiões difíceis da mulher

Muitas vezes, fazer mudanças na dieta não é nada fácil, mas é sem dúvida a melhor alternativa para trabalhar as regiões difíceis do corpo. Isso não significa que você deva seguir um regime adequado, mas, sim, aprender a combinar uma boa dieta e uma rotina de exercícios adequada.

Não basta apenas uma alimentação equilibrada, é preciso realizar atividade física de maneira regular e trabalhar o abdômen, quadris e glúteos de forma adequada e eficaz. O apropriado para esses casos seriam exercícios aeróbicos e anaeróbicos.

Rotina aeróbica

A rotina aeróbia é aquela que inclui exercícios de baixa e média intensidade, caracterizados pela queima de carboidratos e pela longa duração. Alguns exemplos desses exercícios são:

  • Correr
  • Nadar
  • Andar de bicicleta
  • Fazer caminhada

Esses tipos de exercícios ajudam a queimar gordura e, por sua vez, usando muito oxigênio, mantêm o sistema cardiovascular ativo. Em relação a isso, estudo publicado no Journal of Applied Physiology realizado em adultos sedentários, não diabéticos, com sobrepeso ou obesos, indica que o treinamento aeróbio é ideal para redução de gordura e massa corporal.

Uma boa forma de combinar os exercícios seria com sessões de baixa intensidade como caminhada, todos os dias da semana, juntamente com sessões de média intensidade, pelo menos 3 vezes por semana (corrida, natação ou ciclismo).

Rotina anaeróbica

Dieta saudável e exercícios para trabalhar as regiões difíceis da mulher

Por outro lado a rotina anaeróbica é formada por exercícios de alta intensidade e de curta duração, como:

  • Levantamento de pesos
  • Rotinas de abdominais
  • Provas de velocidade
  • Sprints na bicicleta

Às rotinas de baixa e média intensidade é importante agregar sessões de alta intensidade como as citadas, pelo menos 2 vezes por semana.

Nesse sentido, também é recomendável alterar as rotinas de exercícios a cada 4 semanas. Desta forma, os músculos não terão tempo para se habituarem a um determinado exercício e, pelo contrário, serão sempre solicitados e a sua tonificação será mais eficaz.

Trabalhar as regiões difíceis da mulher com dieta

Uma alimentação saudável ajuda a trabalhar as regiões difíceis

Quanto à dieta, é melhor que seja tão disciplinada quanto o exercício físico. Se o objetivo for eliminar essa gordura teimosa, aqui estão algumas dicas alimentares que podem ajudar você a alcançá-lo:

Incluir proteína

Parece que incluir uma boa dose de proteína na dieta e, por sua vez, garantir que as proteínas ingeridas sejam ricas em aminoácidos pode contribuir para a perda de gordura. Os mais recomendados são:

  • Atum.
  • Ovos.
  • Peixe.
  • Vegetais.
  • Oleaginosas.
  • Carne de peru.
  • Soro do leite.

Regular o sal

Regular o consumo de sal é importante quando se fala em alimentação balanceada, pois promove o acúmulo de líquidos em áreas difíceis das mulheres.

Ajuste a ingestão de carboidratos

Embora se acredite que seja necessário eliminar os carboidratos, esse não é o caso. Ao contrário, você tem que regulá-lo e se certificar de que os escolhe bem. Alguns carboidratos recomendados são: batata doce, aveia, quinoa e grãos inteiros. Além disso, todos eles são fontes de energia.

Fique hidratado

O consumo de água é muito importante para manter o corpo hidratado. Além disso, de acordo com uma publicação da American Association of Retired Persons, a água ajuda a metabolizar e eliminar a gordura e reduz o apetite.

Elimine snacks não saudáveis

Elimine snacks não saudáveis

Comer entre as refeições é importante, desde que se trate de alimentos saudáveis. Para reduzir a ansiedade ao comer, em vez de snacks em sacos e doces, pode-se recorrer a lanches com frutas. As nozes também são uma boa opção.

Aumente a ingestão de fibras

A fibra é um inibidor natural do apetite. Isso reduz o consumo de calorias, o que resulta na perda de peso. Portanto, inclua fibra suficiente na sua dieta. Alimentos frescos, como frutas e vegetais, são algumas das suas melhores fontes, mas também grãos como quinoa e aveia.

O descanso também é importante

Ter uma boa noite de sono – 7 a 8 horas por dia – pode ser tão importante para a perda de peso quanto uma dieta e exercícios. Isso, além de fazer com que você tenha mais energia para realizar sua rotina de exercícios, também fará com que o corpo necessite de menos calorias para funcionar durante o dia.

Vá em frente e experimente essas dicas para combater as áreas difíceis das mulheres!

Pode interessar a você...
Os melhores exercícios para levantar o bumbum
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Os melhores exercícios para levantar o bumbum

Para levantar o bumbum, além de exercitar os glúteos com exercícios específicos, é essencial realizar um aquecimento prévio para evitar lesões.