Como trabalhar as regiões difíceis da mulher: bumbum, quadris e coxas

27 de maio de 2018
Para tonificar as regiões difíceis é muito importante que adotemos uma dieta equilibrada e façamos exercício diariamente, combinando uma rotina aeróbica com uma anaeróbica para assim obter melhores resultados.

Não há coisa mais complicada do que lidar com a gordura acumulada no bumbum, nos quadris e nas coxas. Além de serem as regiões de nosso corpo onde mais custa eliminar a gordura, também são as que mais prestamos atenção em questão de aparência.

Por que trabalhar as regiões do bumbum, quadris e coxas é tão difícil?

Mulher trabalhando as regiões difíceis do quadril

A gordura nas mulheres normalmente é dirigida ao bumbum, aos quadris e as coxas. Além disso, temos de adicionar a isto o fato de que a gordura acumulada na parte inferior de nosso corpo é a mais difícil de eliminar, mas por quê?

Acontece que nesta parte do corpo tem muito impacto a produção de hormônios e o fluxo sanguíneo. Por sua vez, a gordura acumulada nestas regiões é mais estável e, por onde, menos prejudicial e mais difícil de eliminar.

Conhecida com o nome de “obesidade ginoide”, é a que se caracteriza por causar uma forma corporal de pera. Este tipo de obesidade pode ser atribuído a um desequilíbrio hormonal e uma má circulação, sem deixar de lado a má alimentação e as possíveis razões genéticas.

Dieta saudável e exercício

Nos submetermos a um regime para emagrecer não é nada simples, mas sem dúvidas a melhor alternativa para combater as regiões difíceis de nosso corpo. Este regime do qual falamos não é mais do que a combinação entre uma boa alimentação e uma rotina de exercícios adequada.

Como acabamos de mencionar, para combater as regiões difíceis do corpo não bastará uma dieta, já que sem uma rotina de exercício físico será impossível consegui-lo.

A rotina adequada para estes casos deve ser formada por exercícios aeróbicos e anaeróbicos.

1. Rotina aeróbica

A rotina aeróbica é aquela que compreende exercícios de baixa e média intensidade, caracterizados pela queima de carboidratos e sua longa duração. Exemplos destes exercícios são:

  • Correr
  • Nadar
  • Andar de bicicleta
  • Fazer senderismo

Os exercícios aeróbicos vão ajudar você a queimar gorduras e por sua vez mantêm o sistema cardiovascular ativo conseguindo prevenir doenças.

2. Rotina anaeróbica

Mulher trabalhando as regiões difíceis como o busto

Por outro lado a rotina anaeróbica é formada por exercícios de alta intensidade e de curta duração, como:

  • Levantamento de pesos
  • Rotinas de abdominais
  • Provas de velocidade
  • Sprints na bicicleta

Uma boa forma de combinar ambos os tipos de exercícios seria com sessões aeróbicas de baixa intensidade todos os dias da semana (caminhar, por exemplo), junto com sessões de intensidade média pelo menos 3 vezes por semana (trotar, nadar ou pedalar).

Também não devemos nos esquecer das sessões de alta intensidade, de 2 a 3 dias por semana.

Neste sentido, também aconselhamos combinar as rotinas de exercícios a cada 4 semanas. Desta forma seus músculos não terão tempo de se acostumar com um exercício específico e, pelo contrário, sempre se sentirão exigidos. Assim, sua tonificação será mais efetiva.

3. Alimentação adequada para combater as regiões difíceis da mulher: bumbum, quadris e coxas

Uma alimentação saudável ajuda a trabalhar as regiões difíceis

Quanto ao regime alimentar, lembramos que este deve ser tão disciplinado como o exercício físico.

Já que nosso objetivo é combater a “gordura rebelde”, estas são algumas dicas em alimentação que teremos que levar em conta para consegui-lo:

Incluir em nossa dieta uma boa dose de proteínas e, por sua vez, nos assegurarmos de que as proteínas ingeridas sejam ricas em aminoácidos. As mais recomendáveis são:

  • Carne de peru
  • Atum
  • Soro de leite
  • Ovos
  • Peixe
  • Legumes
  • Frutos secos

É preciso regular o consumo de sal, já que o sal promove a acumulação de líquidos nas regiões difíceis de nosso corpo. Não é preciso eliminar o consumo de carboidratos, pelo contrário é preciso regulá-lo e assegurá-lo de escolher bem.

Alguns carboidratos recomendados são: a batata, a aveia, a quinoa e os cereais integrais. Todos eles são excelentes fontes de energia.

Devemos nos assegurar de manter nosso corpo hidratado consumindo de 2 a 3 litros de água por dia. É importante evitar em sua totalidade os snacks, como as batatas chips, ou qualquer tira-gosto parecido.

Para nos ajudar com a ansiedade podemos optar por lanches de frutas, como os frutos vermelhos, ou também os frutos secos.

Visto que para combater a ansiedade não há nada melhor do que o consumo de fibra, se recomenda ingerir ao menos, 10 gramas de fibra por dia.

Recomendados para você