Como ensinar seu filho a ajudar os outros

16 de janeiro de 2019
É essencial ensinar seu filho a ajudar os outros, pois isso permite criar consciência coletiva baseada na felicidade, na abundância e na empatia.

Ensinar uma criança a ajudar os outros de maneira desinteressada é uma lição nobre. Para isso, devemos começar com as pessoas ao nosso redor. Podemos apoiar aqueles com quem compartilhamos diariamente, no momento em que mais necessitam.

No entanto, você precisa (e deve) ter em mente que as pessoas que ajuda não são as mesmas pessoas que lhe ajudarão, quando você precisar.

Ideias para ensinar seu filho a ajudar os outros

Com apoio poderá ensinar seu filho a ajudar os outros

É importante que os pais comecem a ensinar seus filhos a ajudar os outros desde pequenos. Aqui estão algumas ideias que podem ajudar a cultivar esse belo valor em seu filho.

Iniciativas em casa

A educação começa em casa. Portanto, é benéfico ensinar seu filho a ajudar outras pessoas da família. Para ensinar e cultivar esse belo valor, é necessário que toda a família contribua com o seu “grão de areia”, para promover a colaboração de uns com os outros.

Por isso, as crianças em casa podem ajudar os mais velhos nas tarefas diárias, como varrer, lavar a louça, preparar uma refeição, etc… No caso de você ter vários filhos, os mais velhos podem ajudar os pequenos nas tarefas escolares.

Leia este artigo: 5 dicas para evitar que seu filho adolescente se torne uma pessoa problemática

Deixe seu filho saber que nossos semelhantes são importantes

Se um membro da família ou um amigo estiver doente, peça ao seu filho para escrever-lhe uma carta ou fazer-lhe um desenho e, juntos, vocês podem entregar-lhe. Essa iniciativa é ideal porque, se a pessoa não estiver com vontade de falar, poderá guardá-los e vê-los quando estiver no seu melhor momento.

Caso seu amigo ou parente esteja em outra cidade ou país, você também pode usar as redes sociais para enviar mensagens. Esse tipo de gesto irá fortalecê-lo e reanimá-lo.

Ajudar aos idosos

Ajudar as pessoas de idade avançada é um gesto muito bonito. Em muitas ocasiões eles não admitem que precisam de ajuda. No entanto, e sem ser condescendente, seu filho pode gentilmente se aproximar deles e ficar à sua disposição.

Fazer trabalhos voluntários

Como ensinar seu filho a ajudar os semelhantes

Uma boa maneira de ajudar os outros na sua comunidade é fazer trabalhos voluntários. Isto irá enchê-los de experiências e dar-lhe uma nova perspectiva de vida.

Se o seu filho gosta de animais, e você não pode ter um animal de estimação em casa, pode incentivá-lo a ser voluntário em um abrigo de animais. Desta forma, ele começará com tarefas simples, mas não menos importantes, como levá-los para passear ou alimentá-los.

Descubra: As pessoas boas nos dão felicidade, as pessoas más nos ensinam lições

Ajuda espontânea

Durante o dia você pode encontrar pessoas desconhecidas que precisam da sua ajuda. Por exemplo, uma pessoa vai caminhando e cai. Se você parar para ajudá-la, será um bom modelo para o seu filho, porque é uma ajuda que não foi solicitada.

Outras iniciativas para ajudar os outros de forma espontânea são: abrir a porta quando as pessoas estão com as mãos ocupadas, dar o assento à uma mulher grávida ou com uma criança nos braços, ou dar um biscoito para alguém que more na rua, entre outros.

Embora hoje em dia este tipo de ajuda tenha sido reduzido, é necessário tomar a iniciativa de ensinar seu filho a ajudar os outros. Não importa quão pequena seja a ajuda, a pessoa que a recebeu ficará muito grata.

Faça doações

Você pode selecionar com seu filho roupas, sapatos, brinquedos, e livros que não usa mais, e que estão em boas condições para poder doá-los. Diga-lhe que estes objetos serão entregues à outras crianças, que necessitam deles e lhes darão um bom uso.

Considerações finais para ensinar seu filho a ajudar os outros

Finalmente, o importante é olhar em volta e começar a oferecer o melhor de nós mesmos. Quando se ajuda de coração não é um sacrifício, e você sente uma grande satisfação. O fundamental é fazê-lo para ajudar o outro e não para satisfazer o seu ego pessoal.

Ser solidário é uma qualidade que o pai está obrigado a compartilhar com seus filhos. O mundo exterior é um reflexo do que você carrega por dentro. Por isso, ser generoso é essencial para a transformação do seu filho. Assim, quando ele ficar adulto se verá refletido nele toda essa bondade que você cultivou durante a sua criação.