Mejor con Salud
 

Como é a mente de um bipolar?

A pessoa com transtorno bipolar costuma apresentar instabilidade em suas atitudes e algumas mudanças drásticas de humor que podem fazer com que sua condição seja confundida com a depressão.
Como é a mente de um bipolar?

Última atualização: 29 Dezembro, 2020

Um dos transtornos do humor de alta complexidade tanto para defini-lo quanto para resolvê-lo é o transtorno bipolar, explica Julia Márquez Arrico, doutora em Psicologia Clínica. Por isso, é comum que muitas pessoas se perguntem: como é a mente de um bipolar?

Em primeiro lugar, devemos entender que o transtorno bipolar não é uma escolha ou uma forma de ser. A bipolaridade não é uma condição de dupla ou múltiplas personalidades, já que se trata de estados diferentes.

A pessoa com transtorno bipolar não tem dificuldades para identificar a si mesma, mas suas mudanças de humor são tão drásticas que suas atitudes se tornam antônimas e difíceis de explicar.

A mente de um bipolar: diagnóstico

O diagnóstico dessa condição é muito complicado, principalmente porque a pessoa que está sofrendo desse problema dificilmente procura ajuda. Outra dificuldade é a instabilidade que a pessoa apresenta em suas atitudes.

Por outro lado, é necessário considerar que o transtorno bipolar pode ser confundido com outros problemas, como a depressão.

Para diagnosticar uma pessoa com esse transtorno, é necessário analisá-la por um longo período de tempo. Embora essa doença não tenha cura definitiva, é possível (e muito viável) tratá-la com uma mudança nas atividades diárias.

  • É altamente recomendável que as pessoas afetadas por essa condição se exercitem, frequentem a terapia psicológica, pratiquem ioga ou outra atividade que as relaxem.
  • Acima de tudo, elas devem se cercar de pessoas que as entendam e lhes deem muito carinho.

O ambiente terá um papel fundamental no tratamento, pois é comum que, devido à sua própria condição, o bipolar se recuse a receber ajuda médica.

Conheça todos os: 6 surpreendentes benefícios dos abraços

Atitudes de uma pessoa com bipolaridade

Lembre-se de que apenas um profissional pode determinar se, de fato, as atitudes de uma pessoa podem ser consideradas (ou não) como parte de um transtorno bipolar ou outro problema psicológico.

Portanto, considere as seguintes atitudes como diretrizes, que podem indicar que uma pessoa talvez tenha um transtorno bipolar.

1. Mudanças drásticas de humor

Diferentes rostos de uma pessoa bipolar

A bipolaridade envolve mudanças drásticas no humor. Uma pessoa bipolar pode passar de uma euforia incontrolável para uma perturbação profunda de um momento para outro e devido a situações muito simples. Para pessoas mentalmente estáveis, estas situações não seriam muito significativas.

Da mesma forma, alguém com esse transtorno pode permanecer por um bom período de tempo em um estado específico, que pode ser estável, depressivo ou maníaco. No entanto, as mudanças de estado não respondem a situações específicas ou padrões previsíveis.

Às vezes, esse tipo de pessoa pode se sentir muito bem por um bom tempo. Ela pode sentir muita energia, tanto que nem sequer sente a necessidade de dormir. Na verdade, ela pode permanecer dias acordada, mas ao mesmo tempo ficar distraída e irritada.

Essa é uma fase maníaca e se caracteriza por atitudes excessivas: desejos sexuais excessivos, energia excessiva, podendo até chegar à agressão.

2. Hipomania ou mania

A psicóloga Beatriz Caballero explica que o transtorno bipolar “é caracterizado por alterações de humor, com fases de mania (euforia), hipomania (euforia de menor duração) ou mistas, que geralmente se alternam com episódios depressivos”.

Durante a fase de mania, a pessoa pode experimentar uma espécie de euforia desenfreada, acompanhada de autoestima exagerada, dificuldade para manter a atenção, etc. Ela também pode estar muito mais falante do que o normal.

Por outro lado, a pessoa pode sentir uma diminuição da necessidade de dormir, agitação psicomotora e impulsividade.

3. Tristeza

A mente de um bipolar também é habitat da tristeza. A pessoa bipolar se sentirá muito deprimida. Isso leva a ansiedade, tristeza, pessimismo e fortes sentimentos de frustração. Além disso, ela terá uma perda total de interesse por tudo, incluindo o que desejava fazer com frequência na fase maníaca.

Para uma pessoa com essa condição, é muito frustrante não entender a razão de sua profunda depressão. Isso pode trazer como consequência desejos suicidas.

Leia: 5 fatores que influenciam na depressão

O apoio e a terapia psicológica são cruciais

É necessário considerar que uma pessoa com transtorno bipolar costuma apresentar um humor muito intenso ou extremo. Não estamos aqui para julgá-la, mas para apoiá-la e incentivá-la a procurar uma terapia psicológica, para que se sinta melhor e tenha a melhor qualidade de vida possível.

Agora que você já conhece um pouco sobre a mente de um bipolar, tente entender essas pessoas e lembre-se: o transtorno bipolar é um problema que não deve ser menosprezado.

7 efeitos invisíveis de maus-tratos psicológicos

7 efeitos invisíveis de maus-tratos psicológicos

Os maus-tratos psicológicos são muito cruéis. Esse tipo de violência faz com que a vítima duvide se na realidade está sendo malratada ou não.



  • Alejandro Koppmann, A. (2012). Sobre el diagnóstico de bipolaridad. Revista Médica Clínica Las Condes. https://doi.org/10.1016/S0716-8640(12)70348-6
  • Vieta, E. (2014). Diagnosing Bipolar Disorder. In Managing Bipolar Disorder in Clinical Practice, 3rd Edition and Guide to Assessment Scales in Bipolar Disorder, 2nd Edition.
  • PuedoSer, E. V. (2012). La hipomanía. Trastorno bipolar.
  • Geddes, J. R., & Miklowitz, D. J. (2013). Treatment of bipolar disorder. The Lancet. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(13)60857-0