9 coisas que vão acontecer quando você começar a comer mel todos os dias

16 Outubro, 2020
O mel é um alimento saboroso que você pode incluir regularmente em sua dieta, desde que mantenha a moderação.

O mel de abelhas é um alimento natural que, quando consumido com moderação em uma dieta equilibrada, pode contribuir para o bem-estar. Você gostaria de saber o que aconteceria se começasse a comer mel diariamente? Nós vamos te contar a seguir.

Benefícios de comer mel diariamente

De acordo com algumas crenças populares, comer mel diariamente (em quantidades moderadas) pode ajudar a obter vários benefícios. Por isso, esse alimento continua sendo objeto de várias investigações.

Até o momento, o mel demonstrou potencial medicinal para diversos problemas e, dada sua composição, muitos consideram que é muito útil obter energia extra antes de fazer exercícios, por exemplo.

1. Melhora a saúde da pele

Devido ao seu conteúdo diversificado de nutrientes (enzimas, vitaminas, minerais e antioxidantes), considera-se que, se você comer um pouco de mel diariamente, em vez de açúcar ou outros adoçantes, estará cuidando da saúde do órgão mais extenso do seu corpo: a pele.

É comum ouvir dizer que o mel possui propriedades hidratantes e antibacterianas que podem ajudar a ter uma pele mais saudável e livre de impurezas. As evidências encontradas em alguns estudos sugerem que isso pode ser verdadeiro e muito útil.

Segundo alguns estudos, esse alimento pode contribuir para o tratamento de várias condições dermatológicas.

2. Pode ajudar a parar com o açúcar e perder peso

Comer mel não vai fazer com que você perca peso. No entanto, se você substituir o açúcar, eliminando o consumo de bolos, doces e produtos relacionados e, em vez disso, tomar uma colher de chá de mel no café da manhã, você poderá conseguir emagrecer.

De acordo com um estudo feito com ratos, o mel pode ajudar a reduzir a adiposidade em indivíduos que têm uma dieta rica em gordura.

3. Pode diminuir os níveis de colesterol

De acordo com um estudo em ratos albinos, o mel pode ter efeitos benéficos à saúde em relação aos níveis de triglicerídeos, ao colesterol sérico e aos níveis de lipoproteína. Antes que conclusões possam ser estabelecidas, mais estudos devem ser realizados (e em seres humanos).

Por enquanto, só se pode dizer que comer mel diariamente, em pequenas quantidades, pode ser benéfico para o corpo em geral. Mas sempre com moderação e dentro de uma dieta saudável.

4. Ajuda a saúde cardiovascular

Segundo um estudo publicado em 2010, os antioxidantes encontrados no mel contribuiriam para a saúde cardiovascular. Por esse motivo, há quem pense que seria saudável consumir uma colher de chá de mel diluído em um copo de água, por exemplo.

Os especialistas da Fundação Espanhola do Coração apontam que o mel é uma fonte de energia, pois é rico em açúcar e frutose. E apontam que “os diabéticos também podem incluí-lo em sua dieta, desde que equilibrem as porções de açúcar com as doses de insulina”.

Comer um pouco de mel em uma dieta saudável pode ser bom para o coração.

Recomendamos a leitura: 4 exercícios simples que seu coração agradecerá sempre

5. Melhora a memória

Segundo alguns estudos, o mel Koompassia excelsa (mais conhecido como mel tualang) pode ajudar a melhorar áreas do cérebro relacionadas ao aprendizado, reduzir o estresse oxidativo e promover o equilíbrio hormonal. Portanto, existe uma hipótese de que comer esse mel em particular ajudaria a melhorar os processos de aprendizado e memória.

Alguns dizem que, devido ao seu teor de antioxidantes e nutrientes, o mel pode ser um alimento para a saúde do cérebro.

A Fundação Espanhola de Nutrição indica que: “em sua composição existem elementos como açúcares, aminoácidos, taninos, glicose e alcaloides”.

Descubra: 6 alimentos benéficos para a saúde do cérebro

6. Pode ajudar a dormir melhor

De acordo com crenças populares, tomar um pouco de mel antes de dormir ajudaria você a ter uma boa noite de descanso.

Ao ajudar a aumentar o nível de insulina no sangue, o sangue liberaria serotonina e o corpo a transformaria em melatonina. Esse é o hormônio que ajuda a adormecer mais rapidamente e, portanto, nos ajuda a dormir em segurança.

7. Melhora a digestão

Acredita-se que o consumo de mel pode facilitar os processos de digestão e, com isso, evitar os desconfortos estomacais mais comuns, que são a dor e o inchaço abdominal. No entanto, não foram realizados estudos que validem essa crença.

8. Reduz a ansiedade

Devido ao seu conteúdo de polifenóis, algumas pesquisas argumentam que o mel pode ser um alimento benéfico em caso de depressão e ansiedade.

No entanto, os especialistas também indicam que seria necessário ir mais fundo a esse respeito, uma vez que as evidências encontradas até o momento, embora promissoras, ainda são limitadas.

9. Promove o trânsito intestinal

Assim como pode favorecer a digestão, o mel também pode ajudar a regular o trânsito intestinal. Por isso, existem aqueles que recomendam consumir uma colher de chá em caso de constipação, ao mesmo tempo que se aumenta o consumo de água e alimentos ricos em fibras, como frutas e aveia.

A moderação é essencial para comer mel diariamente

Visto que o mel é um alimento rico em açúcares, é sempre aconselhável consumi-lo com moderação. Além disso, é fundamental integrá-lo a uma alimentação equilibrada, no quadro de um estilo de vida ativo.

Por sua vez, Julio Basulto, especialista em Dieta e Nutrição, ressalta que o mel é um alimento que fornece calorias vazias e que, portanto, é aconselhável consumi-lo com moderação para aproveitar todos os seus nutrientes e benefícios.