Melhor Com Saúde
 

7 formas de combater a anemia ferropênica sem tomar ferro

Tomar sol com frequência ajuda a obter vitamina D, que é fundamental para favorecer a assimilação de ferro e combater a anemia ferropênica.

7 formas de combater a anemia ferropênica sem tomar ferro

Última atualização: 19 Novembro, 2020

Você sabia que existem algumas maneiras naturais de prevenir e combater a anemia ferropênica sem tomar suplementos de ferro? Pois é, acredite ou não, é possível melhorar sem dedicar sua atenção apenas ao consumo de suplementos de ferro.

A seguir, vamos contar mais sobre a anemia ferropênica, suas causas, tratamento e outros aspectos de interesse. Tome nota!

Anemia ferropênica: causas e tratamento

A anemia ferropênica é uma deficiência de ferro que pode ser causada por vários problemas. De acordo com os especialistas da Mayo Clinic, em adultos, as causas mais comuns são:

  • Gravidez.
  • Perda de sangue.
  • Falta de ferro na dieta.
  • Incapacidade de absorver ferro.

É comum ouvir dizer que as menstruações intensas são a causa mais comum no caso de mulheres jovens, mas não é a única.

Esse transtorno também pode ser um desequilíbrio temporário por uma necessidade maior desse mineral como, por exemplo, durante a adolescência, a gravidez ou a amamentação.

Tratamento

O tratamento comum consiste na administração de suplementos de ferro via oral, dentro de uma dieta equilibrada. Como afirma o Dr. Evan Braunstein “para restaurar totalmente as reservas de ferro do organismo, os suplementos de ferro devem ser consumidos por um período de aproximadamente 6 meses após o hemograma ter voltado aos seus níveis normais”.

Junto com o tratamento, será fundamental manter uma boa alimentação e outros bons hábitos de vida. Só então o paciente poderá notar uma melhora real.

Leia também: Como adicionar fontes de ferro à minha dieta

Como combater a anemia ferropênica sem tomar ferro?

Embora o tratamento médico seja essencial para a melhora, existem alguns métodos complementares que podem ser úteis.

1. Terapia com água

Mulher tomando banho relaxante

Segundo algumas crenças, a hidroterapia (uma terapia aquática revitalizante que usa água em diferentes temperaturas e pressões) poderia ser um tratamento adjuvante para a anemia ferropênica. Especificamente, acredita-se que a água estimularia a circulação e, consequentemente, a produção de glóbulos vermelhos.

Embora não haja evidências científicas que respaldem essa informação, há quem experimente essa alternativa. Para isso, são feitos banhos quentes de pés e braços e banhos frios de peito e costas.

2. Folato

O folato faz parte das vitaminas do complexo B. Portanto, está naturalmente presente em produtos frescos. No entanto, existe outra forma de folato chamada ácido fólico, que é adicionado a alimentos fortificados e alguns suplementos vitamínicos.

O folato pode ser encontrado em: frutas (como a laranja), legumes (como o feijão) e partes de carne bovina (especialmente o fígado). Por outro lado, o ácido fólico é encontrado em: farinha de milho (usada para fazer massas) e em outros cereais e pães enriquecidos.

Portanto, manter uma dieta balanceada, que inclua alimentos ricos em ácido fólico, é outra forma de combater a anemia por deficiência de ferro.

3. Uma salada por dia

Uma salada por dia para combater a anemia ferropênica

Muitas pessoas acreditam que, para aumentar o ferro na dieta, é necessário aumentar o consumo de carne vermelha obrigatoriamente. No entanto, isso não é imprescindível.

O melhor que podemos fazer para superar a anemia ferropênica de maneira saudável é incorporar uma salada com ingredientes ricos em ferro, folatos e outros nutrientes em cada refeição.

A salada pode conter os seguintes ingredientes:

  • Couve.
  • Pepino.
  • Tomate.
  • Pimentão.
  • Cenoura.
  • Beterraba.
  • Brotos.
  • Oleaginosas e sementes.
  • Alface e diferentes tipos de folhas verdes (rúcula, agrião, etc.).

4. Um toque de limão

O ferro é melhor absorvido se for consumido junto com uma fonte de vitamina C ou ácido ascórbico. Portanto, podemos tomar um suplemento dessa vitamina diariamente ou, também, adquirir o costume de combinar as refeições com um pouco de suco de limão fresco para combater a anemia ferropênica.

Outros alimentos ricos em vitamina C são:

  • Kiwi.
  • Salsinha.
  • Mamão papaia.
  • Acerola.
  • Pimentão.
  • Goiaba.
  • Frutas cítricas.
  • Frutas vermelhas.

5. Cuidado com os laticínios

Laticínios

Da mesma forma que a vitamina C melhora a assimilação de ferro, o leite e seus derivados têm o efeito contrário. Por esse motivo, em caso de anemia ferropênica devemos reduzir o consumo desses ingredientes ou, pelo menos, consumi-los separados do resto dos alimentos.

Veja também: 5 bebidas saudáveis ​​para o tratamento da anemia

6. Regular o ciclo menstrual

Se você sabe que seu déficit de ferro é consequência de um fluxo menstrual intenso, além de seguir os conselhos anteriores, também deve consultar o ginecologista para saber o que é mais adequado para regular seu ciclo menstrual.

7. Tomar sol

Um dos remédios mais simples, econômicos e prazerosos para prevenir e tratar a anemia ferropênica consiste em tomar sol alguns dias por semana, com protetor solar, naturalmente.

Não devemos tomar sol sem protetor solar, pois é um fator de risco que pode causar danos à pele e à saúde. É importante adquirir esse hábito sempre que possível, pois a carência de vitamina D também está relacionada a esse tipo de anemia.

Dúvidas? Consulte seu médico

Existem muitas maneiras de combater a anemia ferropênica. As propostas aqui apresentadas devem ser consultadas com um médico antes de serem colocadas em prática e nunca se deve suspender um tratamento.

No entanto, e como mencionado acima, foram opções altamente eficazes para muitas pessoas, embora a ciência continue a investigar algumas delas.

5 bebidas saudáveis ​​para o tratamento da anemia

5 bebidas saudáveis ​​para o tratamento da anemia

Se estivermos seguindo algum tratamento da anemia, devemos consultar o médico antes de consumir esses remédios devido a possíveis contraindicações.



  • Bastos Oreiro, M. “Anemia ferropénica: Tratamiento.” Revista Española de Enfermedades Digestivas 101.1 (2009): 70-70.
  • Fernández, N., and B. Aguirrezabalaga. “Anemias en la infancia. Anemia ferropénica.” Bol Pediatr 46.1 (2006): 311-7.
  • Garay, J. Bilbao. “Anemias carenciales I: anemia ferropénica.” Información Terapéutica del Sistema Nacional de Salud 30.2 (2006): 35-41.
  • Sacirovic, S., Asotic, J., Maksimovic, R., Radevic, B., Muric, B., Mekic, H., & Biocanin, R. (2013). Monitoring and Prevention of Anemia Relying on Nutrition and Environmental Conditions in Sports. Materia Socio Medica25(2), 136.
  • World Health Organization. (2017). Nutritional Anaemias : Tools for Effective PreventionWorld Health Organization (pp. 1–83).