7 chaves para cultivar couve-flor

Antes de cultivar couve-flor, observe a variedade, o clima, o solo e outros fatores que explicaremos nesse artigo.
7 chaves para cultivar couve-flor

Última atualização: 19 junho, 2022

A couve-flor é um tipo de alimento que pertence à família dos brócolis e repolho. São todos vegetais crucíferos, ricos em nutrientes, portanto, se você tiver condições, vale a pena plantar couve-flor.

Existem vários fatores a ter em conta para ter sucesso nesta tarefa. Por exemplo, o tipo de clima, o solo e o composto correto.

Considere que este é um alimento para climas temperados e deve ter cuidado para que quando a sua floração ocorra, não coincida com os meses quentes ou gelados. Listamos mais chaves para você cultivar couve-flor de qualidade.

1. Variedades e época de semeadura

Você pode encontrar  diferentes variedades de couve-flor; algumas podem ser semeadas entre os meses de outubro e dezembro e transplantadas durante os meses de dezembro e janeiro, para serem colhidas em março e abril. Seu ciclo é de cerca de 90 dias.

Enquanto as variedades tardias são semeadas durante os meses de março e abril, elas são transplantadas em maio e junho e acabam sendo colhidas durante os meses de agosto e setembro. Neste caso, seu ciclo é de cerca de 200 dias.

2. Clima

Como mencionado, a couve-flor se dá muito bem em climas temperados. Mas tudo será definido pela variedade que está sendo plantada no momento. Por exemplo, as de primavera podem suportar o inverno e as de verão exigem uma temperatura amena.

Assim, a couve-flor prospera e cresce entre 15 e 21 graus Celsius. Se o clima ultrapassar esses valores, não importará quando a diferença for pequena. Por esta razão, você encontrará sementes de variedades diferentes para cada momento.

Couve-flor.
A couve-flor tem muitos benefícios para a saúde, você pode usá-la para melhorar sua dieta.

3. Solo

O solo deve estar muito bem preparado. Dessa forma, a semente de couve-flor se desenvolverá adequadamente.

Deve conter matéria orgânica suficiente e boa drenagem, pois embora a planta exija umidade, o solo não deve ficar encharcado ou suas raízes seriam arruinadas.

Por outro lado, o pH do solo deve estar próximo do neutro, tendo como referência 6,5 a 7,5. Pouco antes de semear as sementes, o solo deve estar firme e solto. Com isso você garante que as folhas não se desenvolvam soltas e que a casca da couve-flor seja formada da melhor forma.

Sendo assim, se você precisar, deve adubar a terra e apertá-la; use a enxada. Em seguida, o transplante deve ser feito em sulcos com distâncias de 70 e 90 centímetros, deixando uma margem de 50 centímetros entre plantas se forem da variedade “precoce” e 70-80 centímetros nas da variedade “tardia”.

4. Fertilizante e cobertura

As culturas de couve-flor são muito exigentes em nutrientes. Assim, o nitrogênio desempenha um papel relevante no crescimento desta planta.

Portanto, devemos garantir um composto de boa qualidade. A cobertura morta é uma forma de garantir a riqueza de nutrientes e preservar a umidade nas raízes da cultura da couve-flor.

Esta técnica envolve cercar o caule da planta com algum vegetal ou mineral. No entanto, é aconselhável aplicar estrume.

5. Irrigação

Durante o desenvolvimento da couve-flor, você deve fornecer água suficiente. No entanto, a frequência da rega será determinada pelo clima em que você decidiu plantar. O que você deve sempre garantir é a umidade do solo, evitando a todo custo o encharcamento.

6. Colheita

Para colher a couve-flor você deve cortar as inflorescências junto com algumas folhas tenras. Estas últimas também são comidas. Procure por botões brancos no processo, pois botões amarelos são um sinal de amadurecimento excessivo.

Após a colheita, elas podem ser armazenadas na geladeira por uma semana. Armazene de cabeça para baixo em uma área fresca e ventilada.

7. Associações favoráveis

Entre as associações que favorecem o cultivo da couve-flor estão a batata e a cebola. Assim, manter plantas como hortelã ou alecrim por perto ajudará a restringir os parasitas.

Alface e espinafre são outras culturas aceitáveis, pois seu ciclo vegetativo é curto e não haverá competição acentuada entre eles.

Alface cultivada em casa perto de couve-flor.
A alface é uma cultura que pode dividir espaço com a couve-flor.

Pragas e doenças que atacam as culturas de couve-flor

Como a maioria das culturas, a couve-flor pode ser suscetível a doenças e ataques de pragas:

  • Hérnia das crucíferas: surge como resultado de um fungo que produz protuberâncias no caule e nas raízes, que murcham suas folhas. A forma de evitar esta doença são as rotações espaçadas de 4 a 5 anos.
  • Borboleta do repolho: Esta é uma borboleta branca com pontos pretos que põe ovos amarelos nas folhas e cujas larvas verdes peludas devoram as folhas. A maneira de lutar contra essa praga é removendo os ovos e as lagartas com as mãos.
  • Mosca de repolho: assemelham-se à mosca doméstica. Esta praga se instala no colo do caule da planta, fazendo uma galeria até escavar o caule central da couve-flor, tornando as folhas verde-acinzentadas e cobrindo-as com uma espessa camada de cera. O que deve ser feito é erradicar as ervas daninhas concorrentes de forma manual.

Um truque para conservar a couve-flor!

Se você deseja preservar a cor branca da couve-flor, deve ter cuidado ao colhê-la. Alguns sugerem que, se você evitar que os raios do sol atinjam ela ao colher, você evita a descoloração.

O que se deve fazer? Retire algumas folhas de couve-flor e cubra o caule. Lembre-se de que esse truque só funciona se a variante for branca e não de outro tom.

Pode interessar a você...
Receita de couve-flor picante com molho de buffalo
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Receita de couve-flor picante com molho de buffalo

Fazer couve-flor picante com molho buffalo é fácil. É um prato com muitos benefícios nutricionais.