Carbonato de cálcio: dosagem e precauções

O carbonato de cálcio é indicado para prevenir e tratar a deficiência de cálcio. Também é usado como um adjuvante no tratamento específico da osteoporose.
Carbonato de cálcio: dosagem e precauções

Última atualização: 22 Fevereiro, 2021

O carbonato de cálcio é um composto químico cuja fórmula é CaCO3. É um sal inorgânico muito abundante na natureza. Podemos encontrá-lo formando rochas e como um dos principais componentes dos esqueletos de muitos organismos.

Geralmente, obtemos cálcio suficiente por meio da nossa dieta diária. No entanto, mulheres e homens de uma certa idade podem precisar de suplementos de cálcio para evitar o enfraquecimento dos ossos.

Indicações do carbonato de cálcio

Carbonato de cálcio

Ele é indicado para prevenir e tratar a deficiência de cálcio, e também como adjuvante no tratamento específico da osteoporoseÉ utilizado na pós-menopausa, osteoporose senil ou derivada de tratamentos com corticosteroides. Esses são pacientes com alto risco de deficiências de cálcio e vitamina D.

No entanto, também é usado naqueles em que esse déficit é confirmado. Embora sob prescrição médica, também é usado como aglutinante de fosfato em pacientes com altos níveis de fosfato no sangue. Outra indicação do carbonato de cálcio é como antiácido para aliviar a azia, a indigestão e as dores de estômago.

Como tomar carbonato de cálcio?

O carbonato de cálcio vem na forma de comprimidos mastigáveis. É aconselhável beber um copo de água após tomar o comprimido.

A absorção do cálcio ocorre principalmente na parte superior do intestino delgado, sendo de 53% em pessoas normais. A eliminação ocorre por meio da urina, fezes e suor.

A dose recomendada para adultos é de 500 a 1500 mg de cálcio por dia. No entanto, em crianças, a dose recomendad é de 500 a 1000 mg de cálcio por dia. Caso você se esqueça de tomar uma dose, não deve tomar uma dose dupla para compensar a que esqueceu.

Precauções antes de tomar carbonato de cálcio

Molécula de cálcio

Antes de iniciar o tratamento, o seu médico deve saber se você é alérgico ao carbonato de cálcio ou a outros medicamentos, e também se você está tomando outros medicamentos, sejam prescritos ou não. Você também precisa informar se tem ou sofreu de doenças renais ou estomacais, bem como se tem níveis elevados de cálcio no sangue ou na urina.

Da mesma forma, você deve dizer a ele se está grávida ou se planeja ser mãe, ou se está amamentando. Durante a gravidez, a ingestão diária de cálcio não deve exceder 2.500 mg, incluindo alimentos e suplementos.

Interações do carbonato de cálcio com outras drogas

O carbonato de cálcio pode interferir na absorção das tetraciclinas se tomados ao mesmo tempo. Por esta razão, as tetraciclinas devem ser tomadas pelo menos 2 horas antes ou 4-6 horas depois de tomar o carbonato de cálcio.

Os medicamentos que contêm bifosfonatos devem ser tomados pelo menos uma hora antes, pois reduzem o efeito anti-hipertensor dos antagonistas do Ca.

O cálcio também pode diminuir os efeitos da levotiroxina. Por esta razão, ela deve ser tomada pelo menos quatro horas antes ou quatro horas depois dele.

Os efeitos de alguns antibióticos, como as quinolonas, podem ser reduzidos se forem tomados ao mesmo tempo que o cálcio. Portanto, a ingestão das quinolonas deve ser feita duas horas antes ou seis horas depois.

Ele também afeta a absorção de ferro, zinco e ranelato de estrôncio, com intervalos de pelo menos duas horas.

Você também pode se interessar: Intoxicação por medicamentos: o que fazer?

Possíveis efeitos colaterais

Embora os efeitos colaterais deste medicamento não sejam comuns, eles podem ocorrer. Estes incluem:

  • Mal-estar e dor de estômago.
  • Vômito.
  • Flatulências.
  • Constipação.
  • Boca seca.
  • Gosto metálico.
  • Perda de apetite.
  • Maior necessidade de urinar.
  • Coceira e urticária.

A síndrome lacto-alcalina geralmente ocorre apenas quando grandes quantidades de cálcio são ingeridas junto com álcalis absorvíveis. Nestes casos, os sintomas são sensação de urgência para urinar, dores de cabeça, perda de apetite, náuseas ou vómitos, cansaço e fraqueza, níveis elevados de cálcio no sangue e problemas renais.

Conclusão

O cálcio é um mineral essencial para o corpo humano. É importante manter níveis adequados ao longo da vida para prevenir a osteoporose. Para conseguir isso, você pode fazer uso de medicamentos e suplementos que contêm carbonato de cálcio. Não hesite em consultar o seu médico.

Pode interessar a você...
Como escolher um suplemento de cálcio?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como escolher um suplemento de cálcio?

Às vezes, é necessário recorrer a um suplemento de cálcio para melhorar a ingestão desse nutriente. Cálcio insuficiente pode desencadear vários problemas.



  • Universidad Veracruzana. (2011). Sistema Esquelético: Funciones. Huesos: Estructura Y Clasificación. 2012. https://doi.org/10.1017/CBO9781107415324.004

  • Health, N. I. of. (2016). Datos sobre el calcio. National Insitutes of Health.

  • 6.0, F. europea. (2008). Carbonato Cálcico. 01/2008:0014.

  • Martinez de Victoria, E. (2016). El calcio, esencial para la salud. Nutricion Hospitalaria. https://doi.org/10.20960/nh.341