Calafrios sem febre: sintomas, causas e tratamento

Você experimenta episódios de calafrios sem febre? Mostraremos a seguir o que está por trás deste sintoma e o que você pode fazer a respeito.
Calafrios sem febre: sintomas, causas e tratamento

Última atualização: 24 janeiro, 2022

Normalmente associamos os calafrios a processos infecciosos (causados por vírus ou bactérias). Por essa razão a maioria desses episódios é acompanhada por febre. De fato os calafrios são um mecanismo do organismo para aquecer a si mesmo, já que a “vibração” dos músculos aumenta a temperatura interna. Considerando estas informações, qual poderia ser a causa para o aparecimento de calafrios sem febre?

Esse tipo de episódio pode surpreender muitas pessoas, especialmente aquelas que estão acostumadas a experimentar esse sintoma juntamente com a febre. Embora casos desse tipo sejam geralmente benignos, é importante estar atento aos outros sintomas, pois eles podem indicar uma condição subjacente. Ensinaremos tudo o que você precisa saber sobre a presença de calafrios sem febre.

Sintomas dos calafrios sem febre

Os especialistas definem os calafrios como “uma sensibilidade na percepção do frio acompanhada por tremores involuntários”. Essa experiência pode durar de alguns minutos a várias horas, e em alguns casos pode se estender por vários dias (sendo manifestada por meio de episódios ao longo desse tempo). Os sintomas dos calafrios sem febre são os seguintes:

  • Maior percepção do frio independentemente da temperatura ambiente.
  • Pele arrepiada.
  • Tremores musculares involuntários.
  • Fraqueza ou fadiga.
  • Ranger de dentes (produto dos tremores musculares).
  • Sudorese.
  • Tontura.
  • Náuseas.
  • Mal estar geral.
  • Sonolência ou letargia.

Embora seja possível manifestar esses sinais, os calafrios sem febre geralmente se desenvolvem independentemente deles. O suor frio é um sintoma muito comum que pode intensificar ainda mais os episódios, criando um efeito bola de neve (o frio do suor fará você tremer mais).

A maioria dos quadros desse tipo são benignos, de modo que se os sintomas se desenvolverem, eles aparecerão com uma intensidade leve ou moderada. Em casos graves a pessoa pode experimentar desmaios, alteração da consciência, coloração azulada da pele e dos lábios (cianose) e falta de ar. Tudo depende da condição subjacente que está provocando os tremores.

Causas dos calafrios sem febre

Em teoria existe uma centena de condições que podem estar por trás dos calafrios sem febre. Na prática, algumas explicações são mais frequentes que outras. Como não é possível comentar todas as condições que podem causar episódios desse tipo, a seguir mostraremos as mais frequentes.

Exposição ao frio

Os calafrios sem febre ocorrem quando faz muito frio.
A simples exposição a baixas temperaturas pode provocar calafrios não intencionais. Esse é um mecanismo interno de regulação da temperatura.

A explicação mais comum para os calafrios desse tipo é encontrada na exposição a uma queda na temperatura ambiente. Se você ficou na piscina por algumas horas, na praia, em um local aberto com ventos fortes e assim por diante, o organismo desenvolverá tremores para se aquecer.

Não deixe de ler: Calafrios: ao que se devem?

Você também pode manifestar esse sintoma se estiver vestindo roupas molhadas, exposto à chuva ou pisando em uma superfície muito fria ou molhada sem sapatos. Os calafrios são um mecanismo natural e automático de geração de atrito interno. Criar atrito faz com que o organismo gere calor, como acontece quando esfregamos as palmas das mãos.

Reação a atividades extensas

Os calafrios também podem ser um efeito secundário a atividades extensas. Andar de bicicleta ou correr pode desencadear esses quadros por levar o corpo ao limite, ou quando os exercícios são realizados em dias chuvosos ou em baixas temperaturas.

A atividade física altera a temperatura corporal; normalmente ela se eleva, de modo que o corpo começa a produzir suor para regulá-la. Ao terminar um treino de uma ou várias horas de atividade intensa a temperatura pode cair drasticamente, fazendo com que o corpo produza calafrios para atingir a temperatura ideal.

Outra explicação possível é o esgotamento dos estoques de glicogênio. Essa substância é um dos combustíveis para a geração de energia, de modo que quando ele se esgota a pessoa desenvolve sintomas como cãibras musculares, tontura, fadiga, náusea e, obviamente, calafrios sem febre.

Efeito colateral de uma medicação

Qualquer medicamento apresenta uma margem potencial de produzir efeitos colaterais. Na maioria das vezes eles não aparecem ou, caso isso aconteça, são muito leves para que a pessoa os perceba. A ingestão temporária ou permanente de medicamentos, tanto os regulamentados como os que não são (fitoterápicos e outros), pode fazer com que sejam desenvolvidos sintomas desse tipo.

O que pode ser feito é verificar a bula para checar se os calafrios estão entre as reações colaterais. Também é possível consultar um especialista, especialmente se for necessário manter a ingestão por meses ou anos. Juntos vocês poderão encontrar alternativas para tratar a condição que te torna dependente de um medicamento específico.

Hipotireoidismo

Uma pessoa sofre de hipotireoidismo quando a glândula tireoide não produz hormônios suficientes para atender à demanda metabólica. Um sintoma clássico é o aumento da sensibilidade ao frio, que pode ser confundido com calafrios. Os sinais clássicos que acompanham esta condição são os seguintes:

  • Ganho de peso sem causa aparente.
  • Prisão de ventre.
  • Pele seca.
  • Inchaço no rosto.
  • Perda de memória.
  • Alterações no humor (com predomínio de emoções como tristeza).
  • Rigidez ou inchaço nas articulações.
  • Ritmos cardíacos lentos.

O hipotireoidismo é uma condição muito fácil de diagnosticar e também muito tratável. Se você manifestar esses sintomas em conjunto com uma sensibilidade ao frio, não hesite em consultar um especialista para descartar essa possibilidade.

Hipoglicemia

Os calafrios sem febre podem ser causados por problemas metabólicos.
Níveis baixos de glicose no sangue podem ser muito perigosos. Trata-se de uma condição especialmente comum em pessoas diabéticas.

A hipoglicemia é uma diminuição dos níveis de glicose no sangue. Além de calafrios os pacientes desenvolvem tremores musculares, sudorese, visão turva, desorientação e tontura. Também podem ser experimentadas irregularidades nos batimentos cardíacos, fraqueza, irritabilidade e confusão.

Outras explicações possíveis são reações alérgicas, um resfriado comum, anemia e episódios de descompensação nutricional. Uma queda repentina na pressão arterial também pode provocar calafrios sem febre.

As explicações mais comuns são benignas, especialmente quando a pessoa não desenvolveu sintomas graves ou outro tipo de sinais. De acordo com os especialistas, oscilações emocionais intensas também podem provocar calafrios. Por exemplo, aqueles que experimentamos ao ouvir uma música.

Tratamento dos calafrios sem febre

O tratamento para essa condição depende da causa dos episódios. Se eles forem provocados por fatores de temperatura ambiente ou prática excessiva de esportes, a pessoa pode se agasalhar até que os sintomas desapareçam. Isso ajudará o corpo a recuperar a temperatura média corporal sem a ajuda deste mecanismo.

Já determinamos que se você suspeitar que um medicamento é a origem do problema, o ideal é consultar um especialista. Normalmente o médico encontrará um medicamento alternativo, permitindo que a doença subjacente seja tratada sem que seja necessário lidar com esses episódios incômodos.

Nos demais casos deve-se procurar atendimento médico para descartar qualquer tipo de condição. O fato de não haver febre envolvida não significa necessariamente que esse seja um processo benigno, portanto, não hesite em consultar um especialista o mais rápido possível. Faça isso especialmente se os sintomas forem repetitivos e não puderem ser explicados pelos exemplos que mencionamos.

This might interest you...
Remédios caseiros para controlar a febre
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Remédios caseiros para controlar a febre

A febre é uma das ações mais brilhantes do corpo para atacar as infecções. Controlar a febre com remédios caseiros é ótimo. Experimente!



  • Harrison, L., & Loui, P. Thrills, chills, frissons, and skin orgasms: toward an integrative model of transcendent psychophysiological experiences in music. Frontiers in Psychology. 2014; 5: 790.
  • Van Dissel, J. T., Schijf, V., Vogtländer, N., Hoogendoorn, M., & van’t Wout, J. Implications of chills. The Lancet. 1998; 352(9125): 374.