Benefícios da salsinha para os rins

27 de abril de 2019
A salsinha contém uma grande variedade de nutrientes que favorecem a saúde. Neste artigo, destacamos as incríveis propriedades desta erva para os rins. Tome nota.

A salsinha é uma das ervas mais populares do mundo com numerosas propriedades medicinais, entre elas, a de aportar uma série de benefícios para os rins.

Ao seu delicioso e intenso sabor podemos somar as suas propriedades curativas, que com frequência são ignoradas quando a utilizamos como tempero para nossas comidas.

Certamente você conhece várias receitas que utilizam este ingrediente, mas, você conhece todos os benefícios que ela brinda aos rins?

Os rins são órgãos do corpo que constantemente filtram o sangue. Fazem isso garantindo que sejam excretadas através da urina as substâncias nocivas ao organismo. Os estilos e hábitos de vida, como por exemplo uma alimentação pouco saudável ou o sedentarismo facilitam a acumulação de toxinas. Sendo assim, cuide de seus rins mudando seus hábitos de vida e comendo salsinha.

Esta erva possui incríveis propriedades para os rins. Tenha em conta que a salsinha contém vitamina K, vitamina A, vitamina C, ácido fólico e ferro, que são todos importantes para a saúde renal. Agora contamos tudo para você!

Quais as propriedades da salsinha para os rins?

Os benefícios da salsinha para os rins

1. Melhora a saúde destes órgãos

A salsinha é diurética e ajuda a eliminar os líquidos do organismo. Isto é muito benéfico, já que ajuda também a eliminar resíduos e agentes infecciosos neste processo. Além disso, quando a ingerimos, incorporamos todas as suas vitaminas e minerais. Ademais, a salsinha pode ajudar a prevenir cálculos renais e cálculos biliares.

2. A salsinha reduz a inflamação

A salsinha contém componentes ativos como a apigenina, que possui propriedades anti-inflamatórias. Além disso, a salsinha contém grandes quantidades de flavonoides que atuam como potentes antioxidantes para o organismo.

Ademais, a salsinha é rica em vitamina C e em quercetina, antioxidantes naturais que contribuem nos processos inflamatórios.

De acordo com alguns estudos, estas substâncias atuam como protetoras frente às espécies reativas do oxigênio. Para isso, neutralizam os radicais livres como ânion superóxido, óxido nítrico e peroxinitritos entre outros.

Não deixe de ler também: 5 conselhos para ter rins saudáveis

3. Melhora a eliminação das excretas

Salsinha para os rins

A salsinha estimula a digestão e a função dos rins, atuando sobre todos os níveis na eliminação das toxinas. Veja que a salsinha contribui para melhorar a digestão em geral e para eliminar efetivamente as excretas (resíduos tóxicos).

Por outro lado, é importante saber que as folhas da salsa são carminativas. Quer dizer, aliviam a flatulência ao prevenir a formação de gases no trato gastrointestinal. Por esse motivo, reduzem o inchaço abdominal.

4. A salsinha ajuda a dissolver as pedras dos rins

As pedras dos rins são depósitos de sais e minerais que se formam dentro dos rins ou no trato urinário. Apesar de que esse problema pode afetar qualquer pessoa, os homens com idade entre 30-50 anos são mais propensos a desenvolver cálculos renais que as mulheres.

A salsa contém baixa porcentagem de sódio, que controla a pressão arterial. Isto ajuda a prevenir as enfermidades renais e cardiovasculares.

Tenha em conta que a pressão arterial alta pode danificar e endurecer os vasos sanguíneos dos rins, o que leva à acumulação de resíduos tóxicos e cálculos.

Neste sentido, a salsinha previne a acumulação de oxalato de cálcio nos rins, que é a causa mais comum da formação de cálculos, graças ao seu efeito sobre a pressão arterial e o aumento da filtragem renal.

Leia também: 5 bebidas à base de ervas para prevenir pedras nos rins

5. Diurético natural

Por último, você deve saber que a salsinha funciona como um diurético natural muito efetivo. Isso significa que diminui o volume de líquido no corpo ao aumentar a produção de urina. A consequência disso é um efeito purificador nos rins reduzindo os depósitos e aumentando a eliminação de agentes infecciosos.

As sementes da salsa exercem uma grande função como diuréticos, ajudando a aumentar a eliminação da água e, portanto, reduzem a retenção de líquidos.

Seu efeito diurético se deve à presença de dois ingredientes: o apiol e a miristicina. Entre outras funções, essas substâncias eliminam toxinas, o excesso de sais e a água acumulada no corpo porque melhora a função renal.

Finalmente, lembre que a salsa é uma erva repleta de nutrientes que mantém à distância as bactérias, os fungos e os parasitas.

Então, o que está esperando para incluir a salsinha na sua dieta?

  • S. Martínez-Flórez, J. González-Gallego, J. M. Culebras y M.a J. Tuñón. Los flavonoides: propiedades y acciones antioxidantes. Nutr. Hosp. 2002; XVII (6) 271-278
  • Vicente-Vicente A. Eficacia y seguridad de la quercetina como complemento alimenticio. Redalyc.org. 2018. http://www.redalyc.org/html/919/91931189008/
  • Kreydiyyeh, S. I., & Usta, J. (2002). Diuretic effect and mechanism of action of parsley. Journal of Ethnopharmacology, 79(3), 353–357. Retrieved from http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11849841