Propriedades do azeite de oliva

· 4 de dezembro de 2013
O azeite de oliva é um tipo de óleo extraído da azeitona. Confira as propriedades desse clássico da culinária contemporânea.

O azeite de oliva não só ajuda a diminuir o colesterol ruim, como também aumenta o bom. Isto ocorre graças a presença de antioxidantes, encontrados no azeite.

Mas seus benefícios não ficam apenas na  saúde cardiovascular. Há ainda a proteção do cérebro e dos ossos, o combate ao diabetes e até uma ajuda no processo de emagrecimento.

Tipos de azeite de oliva

o azeite de oliva

Há três tipos de versões virgens do azeite:

  • Azeite extravirgem. É a melhor opção, pois possui mais fotoquímicos que têm propriedades antioxidantes. Apresenta ácido oleico não superior a 1%.
  • Azeite virgem. O alimento possui sabor e aroma marcantes e tem acidez, demonstrada em ácido oleico, não superior a 2%.
  • Azeite virgem corrente. Tem um gosto bom e acidez, demonstrada em ácido oleico, não superior a 3,3%.

Leia também: 5 usos práticos do óleo de menta que você vai gostar de conhecer

Principais nutrientes do azeite

O azeite de oliva é rico em gorduras monoinsaturadas, um tipo de gordura excelente ao organismo. Também apresenta efeito anti-inflamatório, que evita problemas no cérebro, por exemplo. Além disso, é rico em vitamina E.

Com apenas duas colheres de sopa você tem:

  • 55% das gorduras totais
  • 19% das gorduras saturadas
  • 129% de vitamina K

Principais benefícios do azeite

  • Regula o colesterol. Devido à presença dos tocoferóis, substâncias antioxidantes que apresenta um efeito inibitório na síntese de colesterol ruim, o LDL, reduzindo seus níveis. Além disso, apresenta gorduras monoinsaturadas, que também são muito boas  para o coração.
  • Ajuda a emagrecer. O azeite de oliva contribui para a perda de peso. Os compostos de aroma deste óleo são os responsáveis pelo emagrecimento, já que são capazes de regular a saciedade.
    • É importante ressaltar que apenas o azeite não faz emagrecer. É necessário entrar em uma dieta balanceada para conseguir perder peso.
  • Protege o cérebro. A presença de antioxidantes no azeite também ajuda o cérebro, já que estas substâncias são úteis na prevenção de danos cerebrais causados pela oclusão de artérias cerebrais, como derrames.
  • Previne e combate o diabetes. O azeite atua como um excelente anti-inflamatório natural, além de conter substâncias antioxidantes.
    • Quando ocorre a diminuição das inflamações, a captação de insulina na célula é melhor.
    • Com isso, não se produz insulina, ajudando os portadores de diabetes tipo 2, pois o organismo deles têm uma tendência a precisar de mais insulina para enviar às células a mesma quantidade de glicose que uma pessoa saudável.
  • Bom para os ossos. A saúde dos ossos também está relacionada com o consumo de azeite, protegendo contra fraturas e doenças como a osteoporose.
    • Segundo estudos, há uma relação entre a osteoporose e a vitamina K, encontrada no azeite de oliva já que este nutriente contribui para manter os ossos saudáveis.

Leia também: 4 sintomas de deficiência de vitamina K

Quantidade recomendada de azeite

o azeite de oliva

A quantidade recomendada de azeite de oliva são duas colheres de sopa por dia, o equivalente a 30 gramas.

Cuidados com o consumo excessivo

O azeite de oliva é muito calórico e por este motivo abusar do seu consumo pode resultar em ganho de peso.

  • Calabriso, N., Scoditti, E., Pellegrino, M., & Annunziata Carluccio, M. (2014). Olive Oil. In The Mediterranean Diet: An Evidence-Based Approach. https://doi.org/10.1016/B978-0-12-407849-9.00013-0

  • Guasch-Ferré, M., Hu, F. B., Martínez-González, M. A., Fitó, M., Bulló, M., Estruch, R., … Salas-Salvadó, J. (2014). Olive oil intake and risk of cardiovascular disease and mortality in the PREDIMED Study. BMC Medicine. https://doi.org/10.1186/1741-7015-12-78