Ascite: o que é e como tratá-la

· 31 de março de 2019
A ascite, ou barriga d'água, é um problema muito incômodo para o qual há diversos tratamentos. Hoje você vai descobrir alguns deles e aprender mais sobre esta doença. Confira!

Segundo Téllez e colaboradores: “a ascite é um achado exploratório frequente, principalmente em pacientes com cirrose hepática”. Entretanto, existem outras causas para esta doença. Alguns exemplos são tumores, hipertensão portal ou infecções sistêmicas.

Dependendo da causa que provocar essa doença, será indicado o tratamento adequado. Confira os tratamentos mais comuns.

Por que a ascite ocorre?

Ascite e cirrose

Para determinar as causas da ascite, temos que prestar atenção na pressão dos vasos sanguíneos. Se for muito alta, denominada hipertensão portal, existirá um risco significativo de desenvolver ascite.

Além disso, existem outros fatores que podem influenciar em seu desenvolvimento. Alguns deles são o consumo excessivo de álcool durante muitos anos ou uma infecção prolongada de hepatite B ou C. O dano hepático que causam pode fazer com que a ascite apareça.

No entanto, esse risco também está presente em pessoas que sofrem de algum tipo de câncer. Em seguida, veremos em quais tipos de câncer a ascites pode se desenvolver como mais um sintoma da doença:

  • Mama.
  • Ovário e útero.
  • Apêndice.
  • Cólon.
  • Pâncreas.
  • Fígado.

Em todos esses casos, o risco de desenvolver ascite é alto. No entanto, veremos como isso pode ser resolvido, bem como os efeitos da acumulação de líquido seroso na área do abdômen.

Talvez te interesse ler: Controlar o colesterol alto: os 5 melhores remédios caseiros

Como tratar a ascite

A ascite pode causar inchaço no abdômen, desconforto e dificuldade para respirar. Este último é devido a que o fluido pode exercer alguma pressão sobre os pulmões, causando uma respiração forçada.

Existem várias maneiras de lidar com esse problema. Portanto, hoje veremos como cada um dos tratamentos é realizado e o grau de eficácia que eles podem ter.

Mudanças no estilo de vida

Se a ascite for causada pelo consumo excessivo de álcool, o médico recomendará uma mudança drástica em nossos hábitos. Se não formos capazes de parar o consumo imediatamente, teremos de fazê-lo progressivamente. Nesses casos, pode ser bom aderir a um grupo de apoio.

Além disso, o médico pode recomendar que a ingestão de sal seja reduzida para prevenir a hipertensão portal. Da mesma forma, o consumo de líquidos deve ser moderado. Embora você não deva parar de beber água, deve fazer isso com frequência, mas em pequenas quantidades.

Extração do líquido

Ascite provoca inchaço do abdomen

Outra maneira pela qual a ascite pode ser tratada é extraindo o líquido. O problema é que pode reaparecer, portanto, é uma medida pontual para aliviar os incômodos e desconfortos do paciente.

Em muitos casos, para drenar o líquido toda vez que ele aparece, costuma-se colocar um cateter no lugar da extração e deixá-lo lá. Desta forma, quando necessário, pode ser aberto para permitir que o líquido escape.

Descubra: Os 9 diuréticos naturais mais poderosos contra a retenção de líquidos

Fármacos

O médico também pode considerar necessário prescrever ao paciente com ascite certos remédios que lhe permitam obter alguma melhora. Alguns deles são os que vamos expor em seguida:

  • Diuréticos: permitem eliminar o excesso de líquido.
  • Antibióticos: ajudam a lidar com possíveis infecções que possam surgir.

Quem quiser optar por remédios naturais, deverá focar apenas naqueles que ajudarão a drenar o líquido acumulado no abdômen. No entanto, é melhor consultar o médico.

O que os médicos geralmente recomendam, além de nos dar o tratamento que funcionará melhor para o nosso caso, é fazer repouso. A ascite é muito irritante e fará com que nos sintamos muito desconfortáveis, então o repouso pode ajudar.

No entanto, isso não significa que não devemos nos mover, já que fazer algum exercício pode nos ajudar a evitar a retenção de líquidos e, portanto, melhorar a ascite. No entanto, deve-se seguir sempre as recomendações dadas pelo médico e não se automedicar.

Você já teve ascite? Qual tratamento funcionou melhor para você? Esperamos que você tenha sanado muitas dúvidas e que, agora, saiba muito mais sobre esse problema!