As mães às vezes sentem solidão

· 20 de junho de 2018
Manter o equilíbrio entre ser mãe e mulher nem sempre é fácil, principalmente se percebermos que nossos esforços não são suficientes para cobrir o modelo da mãe ideal. Abaixo, explicaremos por que as mães às vezes sentem solidão.

A maternidade é uma fase de grandes mudanças. Muito disso tem a ver com a entrega e a responsabilidade de um novo ser e a maneira como isso afeta a vida anterior da mulher. Frequentemente, essas transformações podem ser avassaladoras, e é por isso que as mães às vezes sentem solidão.

Combinar as facetas da mulher e da mãe com sucesso não é fácil. Como mães, às vezes passamos por circunstâncias como a incerteza e a falta de uma rede familiar que nos apoie. Também podemos incluir as mudanças físicas e hormonais, entre outras transformações que produzem estresse.

Somado a essa situação complexa, adicionam-se imposições sociais que se contrapõe, quase de maneira radical, com o que muitas mulheres realmente vivem e sentem durante a maternidade. Como resultado, não é incomum que a frustração, a incompreensão e a solidão apareçam durante essa etapa da vida.

Modelo de mãe ideal

Na sociedade em que vivemos, há geralmente diferentes referências sobre o que é ser mãe. Por exemplo, olhe para os comerciais de televisão, shows e filmes. Já notou como eles apresentam as mães com bebês ou crianças pequenas?

Mãe em solidão com seu filho

Certamente você os viu dançando com um sorriso enorme e bem arrumado; mulheres esbeltas, cheias de energia e vitalidade que trocam as fraldas das crianças como se fosse um ato poético. Sobre amamentar então, não há nem o que dizer.

As mães na publicidade são mulheres que não parecem sofrer os estragos do cansaço, sono ou dor. Para a mídia, a maternidade é apenas isso, um estado natural de felicidade e alegria, até de conexão espiritual.

Ser uma mãe ideal implica colocar a criança acima das próprias necessidades. Isso mostra que é possível cumprir as duas facetas. Como se fosse realmente fácil cuidar de um bebê que depende totalmente de você. mãe de verdade não é natural nesse modelo, e é por isso que as mães às vezes sentem solidão.

Não deixe de ler:  Para minha mãe, minha rainha! Porque apesar das quedas, jamais perdeu sua coroa

A maternidade real

Se você já tem um filho pequeno, saberá que a maternidade idealizada está praticamente fora da realidade. Isso não significa que a maternidade seja uma experiência cheia de sofrimento e amargura. Na verdade, é um belo cenário em que também há amor e alegria.

A verdade é que a maternidade é um exercício equivalente; isto é, sentimentos opostos coexistem simultaneamente em nosso interior. Por exemplo, na gravidez, você pode se sentir feliz porque há uma pequena vida dentro de você que está a caminho. Mas, ao mesmo tempo, você também sofre de tontura, náusea e mal-estar geral.

Deveria ser normal demonstrar a indisposição que uma mãe sente, mas a sociedade determina que esses sentimentos sejam reprimidos. Então, como não podemos nos sentir livres para expressar nosso desconforto ou pensamentos, as mães às vezes sentem solidão.

A mães às vezes sentem solidão

A mãe verdadeira é uma mulher que está sozinha por várias razões. Uma delas é devido ao que não foi dito de geração em geração. Por exemplo, parece um segredo que o parto será doloroso, que ser mãe consumirá quase todo o seu tempo, energia e dinheiro.

Mãe pedindo ajuda para tratar a solidão

Também não se diz que às vezes você não conseguirá dormir e estará cansada e irritada; que você se sentirá ineficiente e culpada por não cumprir todos os seus deveres e compromissos, etc.

De alguma forma, aprendemos a viver com a mentalidade de uma mãe independente, como uma mulher que pode fazer qualquer coisa. Mas quando queremos enfrentar o desafio da maternidade com um ritmo de vida como o que tínhamos antes, podemos nos sentir sozinhas e incapazes.

Por essa razão, é muito valioso passar pela maternidade ao lado das pessoas que amamos e que podem não apenas nos encorajar, mas apoiar e aconselhar em face de algum problema ou dúvida.

Buscar apoio emocional

Os seres humanos são seres sociais. Somos projetados para viver em comunidade e criar uma rede de apoio para períodos difíceis. A maternidade é um tempo mais que apropriado para receber esse tipo de ajuda.

Ações como desabafar, pedir conselhos, receber respostas, compreender, pedir favores, são ações extremamente importantes para liberar o medo e o estresse que assumem as responsabilidades da maternidade.

Mãe triste sentindo solidão

Em algumas partes do mundo, como a Espanha e os Estados Unidos, as mulheres que se sentiam sozinhas criaram grupos de maternidade. Nessas associações, as mães se reúnem para contar suas experiências, discutir dúvidas, medos ou esperanças. O objetivo é evitar sentimentos de solidão e criar uma rede de apoio que lhes permita desfrutar de seus papéis como mães.

Você não está sozinha

Mesmo que as mães às vezes se sintam solitárias, é preciso dizer que você não está sozinha. É importante lembrar que o cansaço e o sono afetam nosso humor e desempenho físico e mental.

Nós não somos, e nem podemos ser, mães perfeitas e idealizadas. Somos mulheres humanas, com força, mas também com limites. As mães às vezes se sentem solitárias, o que não é tão ruim.

Sentir-se assim nos faz lembrar que precisamos dos outros e que também precisamos cuidar de nós mesmas ao mesmo tempo. Manter o equilíbrio não é fácil, mas isso não significa que seja impossível. É por isso que, se você se sentir solitária, procure apoio. A maternidade não é um caminho fácil, mas traz grande felicidade.