Artemísia: características, usos naturais e precauções

Artemísia pode ser um auxílio importante em diferentes condições de saúde. No entanto, deve-se sempre ter cuidado, pois isso também pode levar a efeitos colaterais.
Artemísia: características, usos naturais e precauções

Última atualização: 19 março, 2022

Artemísia é uma planta antiga que tem sido usada desde a antiguidade para diversos fins. É conhecido pelos nomes de Camomila-do-campo, Erva-de-fogo, Rainha-das-ervas, entre outros.

O nome científico da artemísia é Artemisia absinthium. Esta planta teve sua origem na Ásia, Europa e Norte da África. É reconhecida por possuir pequenas flores amarelas e crescer até 2 metros.

As primeiras referências à artemísia são encontradas na cultura grega e egípcia. Desde então, tem sido utilizado para fins terapêuticos e hoje continua a ser utilizada na medicina popular. Os cientistas também estudaram e endossaram várias de suas propriedades.

História e descrição da artemísia

Em relação ao nome desta planta existem duas teorias. Diz-se que foi colocada em honra da deusa Artemisa, padroeira da caça e das virtudes curativas. Outra hipótese indica que foi batizada em homenagem a Artemísia, esposa do governante de Caria (hoje Turquia), especialista em botânica e medicina.

É sabido que os romanos faziam plantações de artemísia ao longo de várias estradas. Isso porque, dessa forma, os soldados em marcha podiam pegá-la e colocá-la no sapato. A planta aliviava seus pés cansados.

A planta é usada há muito tempo para tratar problemas digestivos. Também tem sido usada como repelente de insetos e até como componente de cerveja.

Os caules da planta são castanho-avermelhados. As folhas têm aroma de sálvia e sabor amargo. As flores são amarelas, mas tornam-se laranja-escuras no verão. É fácil obtê-la em quase qualquer lugar do mundo.

Propriedades

A artemísia tem virtudes medicinais em suas flores, caules e folhas. Possui propriedades antibacterianas, antiparasitárias, analgésicas, anticonvulsivantes, anti-inflamatórias, emolientes, calmantes, tônicas, estimulantes e aperitivas.

Esta planta contém vários produtos químicos terapêuticos, como cânfora, pineno e cineol. Esses compostos têm efeitos positivos na saúde. Na verdade, a artemísia também contém uma substância chamada artemisinina, com alegada atividade antitumoral.

A artemísia é usada há muito tempo para promover o fluxo menstrual. Da mesma forma, levanta-se a hipótese de sua capacidade de estimular a contração do útero durante o parto, facilitando o trabalho de parto. No entanto, neste último ponto existe alguma controvérsia.

Artemísia em trabalho de parto.
O uso de artemísia para promover a dinâmica do trabalho de parto não é um efeito aceito por todas as investigações.

Usos e benefícios da artemísia

A artemísia é usada na forma de chás de ervas, tintura, óleos essenciais e xarope. Da mesma forma, a medicina tradicional chinesa prescreve-a no âmbito da acupuntura. Os benefícios que oferece ainda estão sob investigação da ciência. Não há dados 100% conclusivos.

Alívio de problemas gástricos

A artemísia tem propriedades de limpeza e antioxidantes. Portanto, ajudaria a eliminar as toxinas que afetam o estômago.

Ajuda a resolver problemas comuns, como arrotos constantes, flatulência, inchaço e refluxo. Com esta planta, esses episódios podem ser reduzidos.

Eliminação de parasitas

Esta planta é famosa por suas propriedades vermífugas, antibacterianas e anti-helmínticas. Tudo isso a torna muito conveniente para combater os parasitas intestinais. Na verdade, esse poderia ser o maior benefício da artemísia.

Ajuda a perder peso

Consumir esta planta não causa perda de peso diretamente. No entanto, como ajuda a reduzir a retenção de líquidos, pode ser um ajudar.

Regulação e alívio nos períodos menstruais

Este é outro dos benefícios mais conhecidos da artemísia. Como facilitaria a circulação sanguínea, o efeito seria aumentar o fluxo menstrual e tornar os ciclos mais regulares. Da mesma forma, teria efeitos analgésicos nas cólicas menstruais. No entanto, a possibilidade de causar contrações violentas no útero lança dúvidas sobre sua utilidade clínica.

Você também pode estar interessado em: 8 plantas que você não sabia que eram comestíveis

Doença de Chagas

A artemísia pode ajudar no tratamento da doença de Chagas, mas ainda não há evidências suficientes.

Potencial antitumoral

Um estudo científico indicou que a artemísia pode ter um efeito positivo no tratamento de tumores da próstata, rins, pâncreas e sarcomas. Tudo indica que ela atacaria as células malignas sem danificar as saudáveis. Porém, muitos mais estudos são necessários a esse respeito para confirmar esse fato. Não é de forma alguma a primeira linha de abordagem do câncer.

Para dores nas articulações

O óleo essencial de artemísia tem um efeito benéfico nas dores nas articulações. Isso porque possui componentes analgésicos e anti-inflamatórios. Portanto, pode ser adequado para ajudar no bem-estar de pessoas com artrite.

Precauções no uso de artemísia

A artemísia não é recomendada para mulheres grávidas ou amamentando. Durante a gravidez, pode precipitar um aborto ou parto prematuro. Na lactação, não se sabe se tem efeitos adversos na saúde do bebê.

Pessoas alérgicas à ambrósia podem ter uma reação alérgica à artemísia. Também deve ser usada com cautela por pessoas alérgicas a alface, chicória, margarida, girassol, alcachofra e calêndula. Pessoas alérgicas a aipo, cenoura ou bétula também podem apresentar reações cruzadas ao consumir artemísia.

A artemísia não deve ser consumida por mais de quatro semanas. Também não deve ser excedida a dose recomendada, que é um máximo de 6 gramas por dia.

Artemísia na planta.
A planta da artemísia pode ser encontrada em quase todo o mundo. Os romanos as plantavam ao lado de suas estradas.

Artemísia: uma planta medicinal com muitas virtudes

A artemísia é um psicoativo leve que pode causar alguns distúrbios na percepção. Em alguns lugares, seu cultivo é até ilegal. Em nenhum caso se recomenda fumá-la ou misturá-la ao tabaco.

Não existe uma dose exata que possa ser prescrita para todos. Isso vai depender do problema a ser resolvido e do estado de saúde de cada paciente. Portanto, é indicado consultar o médico para que ele possa determinar a dose, a frequência e o modo de uso.

Pode interessar a você...
8 alimentos e plantas para evitar o aparecimento precoce de rugas
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
8 alimentos e plantas para evitar o aparecimento precoce de rugas

Você tem medo do aparecimento precoce de rugas? Não perca estes 8 alimentos e plantas que podem ajudá-lo a preveni-los.



  • Efferth T., Saeed M. E.M., Mirghani E., Alim A., Yassin Z., Saeed E., Khalid H. E., Daak S. Integration of phytochemicals and phytotherapy into cancer precision medicine. Oncotarget. 2017; 8: 50284-50304. Retrieved from https://www.oncotarget.com/article/17466/text/.
  • del Carmen, Lislaura, and Fernández Padrón. “Utilización de la Medicina Natural y Tradicional en enfermedades cardiovasculares.” I Jornada Científica de Farmacología y Salud. Farmaco Salud Artemisa 2021. 2021.
  • Buznego Rodríguez, M. T., Llanio Villate, M., Fernández Pérez, M. D., León Alonso, N., Acevedo González, M., & Pérez-Saad, H. (1998). Perfil neurofarmacológico de la Ambrosia paniculata (Willd) OE Schulz (Artemisa). Rev. cuba. plantas med, 42-5.
  • Veizaga, Hugo Albarracín, and Josué Davis Albarracín Quispe. “Plantas medicinales en la terapéutica de enfermedad de Chagas.” Revista Científica de Salud UNITEPC 2.1 (2017): 44-55.
  • Sevillano, Orlando Pretel, et al. “Efecto contracturante del extracto hidroalcohólico de Artemisia absinthium en útero de Rattus rattus.” Rebiol 33.2 (2013): 5-10.
  • Ahmad, Fayyaz, Rafeeq A. Khan, and Shahid Rasheed. “Study of analgesic and anti-inflammatory activity from plant extracts of Lactuca scariola and Artemisia absinthium.” Journal of Islamic academy of sciences 5.2 (1992): 111-114.