9 alimentos que você não sabia que podem ser congelados

· 31 de março de 2017
Ainda que seja possível que ao congelar determinados alimentos sua textura mude, é a forma mais prática para evitar o desperdício de todos aqueles que vamos demorar em consumir.

O desperdício de comida continua sendo um problema grave em todo o mundo. Lamentavelmente, estima-se que entre 30% e 40% dos alimentos destinados ao consumo humano acaba na lixeira.

Enquanto que uma parte importante se perde no campo e durante seu processamento e transporte, a maioria ocorre nas geladeiras e despensas, justamente quando poderia ser evitado.

O problema é que muitos não se preocupam com esta situação e ignoram que uma parte importante dos alimentos perecíveis pode ser conservada por mais tempo com métodos como o congelamento.

Apesar de isto implicar em uma mudança de seu sabor e textura, é uma ótima forma de aproveitar ao máximo sua vida útil para evitar jogá-los fora e para economizar dinheiro.

Coloque-os em prática.

1. Bananas

Banana sem congelar

As bananas muito maduras, aquelas que adquirem uma cor marrom, podem ser congeladas sem descascar para usar em vários tipos de receitas depois.

Visto que deixá-las à temperatura ambiente acelera seu processo de decomposição, o melhor é colocá-las no congelador para que não sejam perdidas.

Quando precisar delas é só esquentar no microondas e, depois, adicionar em bolos, biscoitos ou pão de banana.

Quer saber mais? Leia: 9 usos para a casca de banana

2. Abacates

A maioria sabe que, uma vez partidos, os abacates tendem a ficar marrons e com uma textura desagradável.

Ainda que as partes não utilizadas possam ser empregadas como máscaras e cosméticos naturais, também podem ser armazenadas no congelador para consumo.

Coloque os restos da polpa de abacate em um recipiente hermético, adicione um pouco de suco de limão. Assim os pedaços aguentarão no congelador por até uma semana.

3. Café

Café para congelar

Sobrou um pouco de café preparado? Ao invés de descartá-lo, despeje-o em uma bandeja de cubinhos de gelo e use-os para seus coquetéis ou receitas.

De fato, pela temperatura que adquire, também pode ser usado como tratamento para rugas, celulite e outros problemas cutâneos.

4. Ervas frescas

Tanto o coentro quanto a salsa e outra ervas frescas adquirem uma cor escura quando começam a se decompor.

Esta situação é inevitável, mas para não desperdiçá-los, podemos picá-los em pequenos pedacinhos para depois congelá-los.

Coloque as plantas em uma forma de gelo, cubra com azeite de oliva e deixe no congelador pelo tempo que desejar.

Deste modo poderá usá-los em sopas, ensopados e muitas outras receitas que requerem seu toque de sabor.

5. Alface

Alface sem congelar

Ainda que o aconselhável seja consumir a alface fresca para desfrutar de todas as suas propriedades nutricionais, ela pode ser congelada quando corre o risco de se decompor antes de consumir.

Para isto deve-se preparar um purê com as folhas e um pouco de água, o que posteriormente deve ser colocado em uma forminha para fazer gelo.

Os cubos de suco podem ser adicionados em vitaminas e sopas para obter um adicional de sabor e nutrientes.

6. Uvas

As uvas são frutas que estragam com muita facilidade quando alcançam certo grau de maturação.

Felizmente, elas podem ser mantidas no congelador para aproveitar em receitas como sucos, bolos e alguns coquetéis.

7. Tomates

Tomate sem congelar

Em várias oportunidades foi recomendado não colocar os tomates no congelador para evitar que algumas de suas qualidades nutricionais sejam perdidas.

Porém, quando estes estão muito maduros e parece que vão se decompor, é possível conservá-los no congelador para receitas como macarrão ao molho de tomate ou ensopados.

8. Queijos

Apesar de não ser recomendado o congelamento de muitos alimentos ricos em gorduras, creme e água, muitos tipos de queijo podem ser armazenados por mais tempo com este método.

A questão é saber escolhê-los, já que os queijos frescos, a ricota e o requeijão tendem a estragar depois de congelados.

Em contrapartida, os queijos curados ou maduros suportam as mudanças que esta temperatura implica e podem ser conservados assim por muito tempo.

O ideal é congelá-los em bloco para que não apresentem tantas alterações em sua textura e sabor.

Visite este artigo: 7 alimentos que lhe ajudarão a produzir a coenzima Q10, a fonte da juventude

9. Margarina e manteiga
Manteiga sem congelarTanto a margarina quanto a manteiga podem ser congeladas, sempre e quando todas as regras de manipulação alimentar forem cumpridas.

É essencial saber que são alimentos suscetíveis a certos patógenos, por isso devem ser mantidos em recipientes herméticos, separados das outras comidas.

Como você pode ver, o congelamento permite prolongar a utilidade de muitos alimentos que tendem a estragar com certa facilidade.

Use este método quando considerar necessário, ainda que o mais aconselhável seja adquirir porções moderadas para usar só alimentos frescos.