7 sintomas de apendicite que nunca devemos ignorar

É importante ter em conta que, se não for tratada a tempo, a apendicite pode levar a uma peritonite, que pode inclusive pôr em risco a vida do paciente.

Conheça neste artigo alguns dos principais sintomas de apendicite, uma doença que ocorre pelo bloqueio e inflamação do apêndiceum pequeno órgão que é unido à primeira parte do intestino grosso.

Ela causa dificuldades na passagem do sangue e, ao aumentar a pressão na região, produz uma resposta inflamatória que piora a saúde.

Apesar de se desconhecer exatamente qual é a função deste órgão, o desenvolvimento desta condição pode ser mortal quando não se oferece um tratamento oportuno.

Isso devido ao fato de que a bolsa pode estourar, disseminando a infecção, em pouco tempo, a outras partes do sistema digestivo.

Por esta razão é fundamental conhecer como se manifesta, visto que a intervenção médica é determinante para evitar as complicações.

Tendo em conta que muitos não os conhecem, queremos usar este espaço para falar sobre 7 sintomas de apendicite que podem ajudar a identificar esta condição.

Não perca!

Os principais sintomas de apendicite

1. Dor abdominal aguda

A dor abdominal aguda é um dos sintomas de apendicite

O surgimento de uma dor abdominal aguda é uma das primeiras manifestações desta doença.

Este sintoma, que evolui de forma gradual, é produto da inflamação e pressão que o órgão sofre.

  • Em geral ocorre na parte inferior direita do abdômen e seu grau de intensidade varia com o tempo.
  • Porém, em muitos casos a dor também é percebida perto do umbigo ou na parte baixa das costas.
  • O sintoma tende a piorar ao espirrar ou mover as pernas e o abdômen.

2. Enjoos e vômitos

O surgimento de enjoos e vômitos repentinos pode ser um sinal de alerta de inflamação do apêndice.

Estes sintomas, em conjunto com a sensação de fraqueza, são comuns nos pacientes que estão desenvolvendo esta doença.

  • Se manifestam em mais de 90% dos casos, quase sempre depois de perceber uma forte dor de cabeça na região inferior abdominal.
  • Devem ser atendido pelo médico quando ocorrem de forma recorrente, já que, ainda que nem sempre alertem sobre esta doença, podem indicar que algo não está bem.

3. Prisão de ventre ou diarreia

A prisão de ventre pode ser um dos sintomas de apendicite

Enquanto alguns pacientes com apendicite têm dificuldades para expulsar as fezes, outros enfrentam episódios de diarreia.

Estes sintomas digestivos, que também podem ocorrer diante de outras doenças, são o resultado da inflamação que o órgão sofre.

  • Tendem a incomodar os pacientes ao longo do dia e, na maioria das vezes, são acompanhados por gases e inflamação.

4. Distensão abdominal

A distensão abdominal é uma sensação incômoda de estar cheio e de pressão que costuma acontecer pelas dificuldades digestivas.

Esta faz com que o abdômen inche, inclusive quando o paciente é magro.

  • No caso da apendicite ela é bastante habitual, já que se deriva da reação inflamatória nos tecidos e acumulação de gases.

5. Febre

A febre pode ser um dos sintomas de apendicite

Os sintomas que ocorrem pelo desenvolvimento desta doença tendem a ser similares aos que ocorrem nas infecções estomacais e intestinais.

Por esta razão é muito comum que, junto do ardor, o paciente apresente febre moderada, calafrios e tremores.

  • É primordial procurar um médico caso a febre aumente, ou reapareça de forma constate.
  • Se a mudança de temperatura é leve, mas ocorre com dores abdominais, também é necessário consultar um médico.

6. Perda de apetite

Ainda que a pessoa esteja acostumada a comer bem, pode experimentar falta de apetite.

A inflamação deste órgão interfere nas funções digestivas e, em muitos casos, inibe a produção dos hormônios da fome.

  • Esta perda deve ser atendida de imediato, já que não comer bem leva a deficiências nutricionais.
  • É preciso analisar o sintoma junto com outros sinais, visto que também se manifesta com outras doenças.

7. Dor de rebote

A dor de rebote é um dos sintomas de apendicite

A dor de rebote é um sintoma que permite detectar os problemas no apêndice com mais precisão.

Esta costuma se originar durante o exame médico, já que aparece quando se pressiona a parte inferior direita do abdômen.

  • Trata-se de uma dor aguda e pulsátil que varia de intensidade quando se faz pressão.
  • Ao soltar a região afetada a dor é sentida com mais severidade e isso permite suspeitar da doença.

Você está detectando vários dos sintomas de apendicite mencionados? Se este for o caso, o melhor é consultar o quanto antes ao médico para determinar se é devido a esta infecção.

A atenção imediata permite obter mais sucesso com os tratamentos que ajudam a controlá-la.

Recomendados para você