6 produtos naturais que te ajudarão a controlar a menopausa

Ainda que exista uma gama de produtos químicos que podem nos ajudar a suportar os sintomas da menopausa, sempre é melhor optar por alternativas naturais, que terão menos efeitos colaterais.
6 produtos naturais que te ajudarão a controlar a menopausa

Última atualização: 28 Janeiro, 2021

Com a chegada da menopausa, as mulheres costumam ganhar alguns quilos. Geralmente, ela costuma aparecer a partir dos 45 anos e antes dos 54. Pensando nisso, hoje falaremos sobre 6 produtos naturais que te ajudarão a controlar a menopausa.

Para diminuir seus efeitos, assim como para manter a linha e cuidar da pele quando se chega a esta altura da vida, devemos fazer algumas mudanças na alimentação e tomar suplementos naturais.

Estas mudanças nos ajudarão a ter mais energia e vitalidade para superar esta etapa da melhor forma.

Mudanças metabólicas durante a menopausa

Com o fim dos ciclos menstruais, as mulheres costumam ter mudanças hormonais que vêm acompanhadas por suores, irritação, ondas de calor e, inclusive, depressão e ansiedade.

É muito frequente que, a partir dos 45 anos, a mulher comece a perder parte de sua massa muscular. Com isso, sua região abdominal pode aumentar de volume.

O melhor sempre é recorrer aos conselhos de um nutricionista que seja especializado em menopausa.

  • É muito útil adotar uma dieta orientada a manter a massa muscular, que aumente as proteínas e reduza determinados carboidratos ricos em farinhas refinadas e gorduras saturadas.
Atividade física na menopausa

As mudanças que acontecem no corpo feminino durante a menopausa podem se suavizar tomando alguns medicamentos, como é o caso dos hormônios, naturais ou sintéticos.

Porém, também podemos recorrer a outros produtos naturais.

1. Isoflavonas de soja para controlar a menopausa

As isoflavonas de soja são o suplemento vitamínico mais conhecido e usado por muitas mulheres.

As estruturas de composição delas são muito similares as dos estrogênios naturais. Portanto, são ideais para ocupar o espaço destes estrogênios que já não são produzidos na menopausa.

A soja pode ser o complemento ideal para superar a falta de hormônios naturais.

Contraindicações

  • Caso não seja possível tomar hormônios naturais por qualquer razão, as isoflavonas de soja ou de qualquer outra planta também não serão aconselháveis para consumo.
  • Da mesma forma, não é recomendável para pessoas com alergia a soja.
  • Entre os inconveniente que o consumo de soja tem na atualidade, um deles é a quantidade de soja transgênica que há no mercado.

Na hora de adquirir estes produtos, o melhor é usar soja procedente da agricultura orgânica. Podemos encontrá-la em cápsulas, cremes, etc.

2. Remédios com erva-de-são-cristóvão (actaea racemosa) para controlar a menopausa

Também conhecida como acteia, as receitas desta planta substituem muitos dos produtos tradicionalmente preparados com soja.

É que, dentre outras coisas, ela não nos causa a alergia que a soja pode causar, e nem existe o risco da soja transgênica.

  • Esta planta interessante, originária da América do Norte, pode diminuir a curto prazo os sintomas da menopausa.
  • Também tem princípios ativos contra a ansiedade, as ondas de calor e as palpitações.
  • Podemos encontrar derivados desta planta em muitos produtos para perder peso ou para evitar a queda de cabelo.
Mulher na menopausa

3. Trevo-vermelho para controlar a menopausa

Esta planta selvagem, da família das leguminosas, também contém isoflavonas, e ajuda a eliminar os efeitos das ondas de calor noturnas, assim como a ansiedade e a depressão.

Podemos encontrar remédios de trevo-vermelho facilmente. Além de isoflavonas, também oferece minerais (magnésio, potássio, cálcio) e vitaminas como a C.

4. A raiz de maca peruana para controlar a menopausa

A raiz de maca peruana também ajuda muito a amenizar os sintomas da menopausa, além de controlar a ansiedade, a depressão e a perda da libido.

Em determinadas regiões do mundo, como o Peru e a Bolívia, é muito utilizada desde a antiguidade para tratar múltiplas doenças.

Maca peruana na menopausa

5. Dong quai para controlar a menopausa

O dong quai (Angelica sinensis), conhecido como “o ginseng feminino”, costuma ser usado para o alívio de diferentes sintomas, tanto da menopausa quanto os pré-menstruais.

A medicina tradicional chinesa utiliza este princípio ativo há muitos anos.

  • Se procurarmos esta substância nos supermercados, a encontraremos incluída em diferentes receitas alimentares ou complementos.
  • Seus efeitos são similares aos dos estrogênios naturais.

6. Ômega 3 para controlar a menopausa

Os ácidos graxos essenciais ômega 3 são um tipo de gordura muito útil para diferentes aspectos de nossa saúde.

Além de proteger nosso sistema imunológico e coração, são usados como anti-inflamatórios, algo fundamental durante a menopausa.

O ômega 3 é uma fonte natural de vitamina E, veículo da maioria dos hormônios. Assim, seu consumo é muito saudável durante a menopausa.

Ainda que as ondas de calor e seus efeitos não sejam evitados, é possível melhorar as inflamações, os problemas nos ossos e o aumento do colesterol no sangue.

Pode interessar a você...
Como usar a raiz da Maca Peruana para controlar os sintomas da menopausa
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Como usar a raiz da Maca Peruana para controlar os sintomas da menopausa

Visto que a raiz da Maca Peruana contém uma concentração importante de nutrientes e fitoquímicos, podemos preparar batidas saudáveis.



  • Capote Bueno María Isabel, Segredo Pérez Alina María, Gómez Zayas Omar. Climaterio y menopausia. Rev Cubana Med Gen Integr  [Internet]. 2011  Dic [citado  2018  Nov  27] ;  27( 4 ): 543-557. Disponible en: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0864-21252011000400013&lng=es.
  • Garrido G Argelia, de la Maza C María Pía, Valladares B Luis. Fitoestrógenos dietarios y sus potenciales beneficios en la salud del adulto humano. Rev. méd. Chile  [Internet]. 2003  Nov [citado  2018  Nov  27] ;  131( 11 ): 1321-1328. Disponible en: https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-98872003001100015&lng=es.  http://dx.doi.org/10.4067/S0034-98872003001100015.
  • González Blanco Mireya, Pizzi Rita. Tratamiento de la menopausia: alternativas a la terapia farmacológica. Rev Obstet Ginecol Venez  [Internet]. 2016  Sep [citado  2018  Nov  27] ;  76( 3 ): 221-224. Disponible en: http://www.scielo.org.ve/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0048-77322016000400001&lng=es.
  • Jódar Gimeno E.. Recomendaciones sobre cómo administrar la vitamina D: guías internacionales y nacionales. Rev Osteoporos Metab Miner  [Internet]. 2014  Mar [citado  2018  Dic  17] ;  6( Suppl 1 ): 19-22. Disponible en: http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1889-836X2014000500004&lng=es.  http://dx.doi.org/10.4321/S1889-836X2014000500004.
  • Navarro Despaigne Daysi A. Fitoestrógenos Y su utilidad para el tratamiento del síndrome climatérico. Rev Cubana Endocrinol  [Internet]. 2001  Ago [citado  2018  Nov  27] ;  12( 2 ). Disponible en: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1561-29532001000200009&lng=es.
  • Ortega Anta Rosa María, González Rodríguez Liliana G., Navia Lombán Beatriz, Perea Sánchez José Miguel, Aparicio Vizuete Aránzazu, López Sobaler Ana María. Ingesta de calcio y vitamina D en una muestra representativa de mujeres españolas: problemática específica en menopausia. Nutr. Hosp.  [Internet]. 2013  Abr [citado  2018  Dic  17] ;  28( 2 ): 306-313. Disponible en: http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0212-16112013000200006&lng=es.  http://dx.doi.org/10.3305/nh.2013.28.2.6286.
  • Yanes Calderón Margeris, Rigol Ricardo Orlando, Chio Naranjo Ileana, Pérez Felpeto Rodolfo. La medicina natural y tradicional en el climaterio: auriculoterapia. Rev Cubana Med Gen Integr  [Internet]. 2003  Oct [citado  2018  Nov  27] ;  19( 5 ). Disponible en: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0864-21252003000500011&lng=es.