5 sintomas pouco conhecidos da diabetes

Se apresentarmos estes sintomas, sejam isolados ou em conjunto, é bom procurar um médico para descartar uma possível diabetes.

A diabetes é uma doença que se apresenta quando os níveis de glicose no sangue estão altos, danificando em alguns casos os olhos, rins e os nervos.

Nem todas as pessoas que são diagnosticadas com diabetes apresentam os sintomas habituais como sede, dormência nas mãos ou nos pés, perda de peso inexplicável e necessidade ir ao banheiro.

Aqui contaremos quais são os sintomas pouco conhecidos da diabetes. Se você notar um ou vários deles, deve prestar atenção e procurar uma revisão médica imediata.

Possíveis sintomas da diabetes

Irritação na pele

Pele-ressecada

Um dos sintomas pouco conhecidos da diabetes aparece quando a glicose no sangue está acima dos valores saudáveis e a pele resseca e causa uma coceira.

Pode-se sentir uma coceira nas mãos, nos braços, nas pernas e nos pés. Por isso, se notar que algo irrita a pele ou sente coceira, deve analisar se pode ser causado pelo clima. Se não for o caso, procure fazer um exame de glicose no sangue.

A diabetes afeta a circulação sanguínea e as extremidades são as áreas mais propensas a apresentar irritação na pele.

Veja também: 5 receitas para tratar a pele seca nas diferentes partes do corpo

Caspa ou couro cabeludo ressecado 

Muita gente nem sequer imagina que este pode ser uma sintoma da diabetes. Quando existe um excesso de açúcar no sangue, seu corpo buscará um modo de eliminá-lo através da urina, que é o comum.

No entanto, às vezes, ao eliminar líquido em excesso, outras zonas do corpo ficam afetadas pela desidratação. Isso cria escamas no couro cabeludo e pode ser um pouco incômodo e irritante.

Também causa dermatite seborreica, conhecida comumente como caspa. Como a pele é o maior órgão do corpo, pode se estender a todo o couro cabeludo.

Além disso, o estado inflamatório desta área traz as condições propícias para o aumento do fungo Pityrosporum, causador da caspa.

O microrganismo se instala, utiliza a gordura do couro cabeludo como alimento, e tende a se espalhar rapidamente em poucos dias, manifestando-se em pequenas escamas brancas.

Roncos

Como-evitar-os-roncos

Este sintoma talvez possa surpreender um pouco. Devido a problemas relacionados com transtornos respiratórios, ao dormir os níveis de açúcar no sangue podem se elevar. Esta condição é conhecida como apneia do sono.

É melhor prevenir este sintoma porque ao dormir podemos liberar hormônios do estresse que elevam muito os níveis de açúcar no sangue.

É fundamental tratar e prevenir a aparição da diabetes.

Os roncos estão relacionados a um grande número de doenças que você talvez não acredite estarem ligadas à diabetes.

No entanto, podem ser uma fator predominante para o desenvolvimento de diabetes, pois são provocados por pausas na respiração devido ao relaxamento da musculatura que estreita as vias respiratórias.

Quando os roncos aparecem, dificultam a entrada de oxigênio nos pulmões e, com isso, interrompe-se a cadeia de metabolismo da glicose. 

Problemas para escutar

Você sabia que a perda de audição pode ser um sintoma da diabetes?

Se você notar que tem que subir cada vez mais o volume da televisão porque está difícil de escutar ou quando tem uma conversa tem que pedir a pessoa para repetir o que foi dito, informe seu médico.

Diversos estudos demonstraram que a perda de audição pode ser um indicador da diabetes.

As pessoas com um nível de açúcar no sangue elevado são mais propensas a terem alguma lesão auditiva do que aqueles com níveis de glicose saudáveis.

Isso se deve ao fato de que os níveis de glicose muito altos danificam os nervos do ouvido interno e os vasos sanguíneos, alterando seu funcionamento.

Recomendamos a leitura: Alimentos que reduzem seu nível de açúcar no sangue 

Alterações na visão

exame-visão

A diabetes produz mudanças nos fluídos do corpo e isso também afeta o sentido da visão. Este é um sintoma muito comum. Pode acontecer de alguns pacientes, antes de serem diagnosticados com diabetes, começarem a ver melhor.

De repente, deixam de precisar de lentes de correção, pois podem ver bem sem elas. Quando isso acontece, a melhoria não é permanente. Uma vez estabilizados os níveis de glicose, o paciente volta a ter a necessidade de usar lentes.

Mas não se alarme, isso não é uma retinopatia diabética. A retinopatia diabética faz com que os vasos sanguíneos atrás dos olhos se obstruam.

Nas etapas mais precoces da diabetes, o olho não tem a capacidade de focar bem porque os níveis de glicose no sangue são muito altos. Isso pode provocar mudanças de formato dos olhos, mas não quer dizer que você irá perder a visão pela diabetes.

Depois de um tempo, seus níveis de açúcar se estabilizarão e você não terá problemas enquanto os mantiver em equilíbrio.

Estes sintomas costumam ser ignorados porque tendem a ser associados a outras doenças.

Se você estiver notando estas mudanças, somados aos sintomas comuns, procure um especialista para ter um diagnóstico e tratamento adequado.

Recomendados para você